A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Top

Os carros mais legais que você pode comprar gastando entre R$ 25 mil e R$ 30 mil – Parte 1

O que é um carro legal? Um carro que pode ser divertido sem cobrar muito na hora da compra e na hora da manutenção? Sim! Um carro que todo mundo diz que é sem graça, mas nunca te deixa na mão, não coloca medo nos mecânicos e ainda te serve muito bem na hora de dar aquela escapada para dirigir? Claro! Um carro consagrado, adorado por entusiastas, que faz qualquer um que goste um pouquinho só de automóveis torcer o pescoço na rua? Pode apostar!

Sabendo disso, estamos refazendo nossa lista de guias de compra para carros em diferentes faixas de preço, levando em conta as várias facetas que um carro “legal” pode ter. Há alguns dias, perguntamos aos nossos estimados leitores quais eram os carros mais bacanas que se podia comprar com algo entre R$ 25 mil e R$ 30 mil, e agora chegou a hora de conferir a lista com as respostas — ou a primeira parte dela, ao menos por enquanto. Vamos lá!

 

Alfa Romeo 156

alfa_romeo_156_za-spec_4

Este aqui foi o mais votado, e foi merecido. O Alfa Romeo 156, vendido no Brasil entre 1999 e 2004, pode se gabar de ser um dos carros mais bonitos já oferecidos por aqui. A versão mais cobiçada, com motor V6 de 2,5 litros e 190 cv, ainda está fora do nosso orçamento fictício. Mas tudo bem! Com algo entre R$ 26 mil e R$ 30 mil já dá para comprar um Alfa 156 com motor 2.0 Twin Spark 16v, com duas velas de ignição por cilindro, de 155 cv — que, além de roncar bonito, leva o sedã (ou perua, se você tiver paciência para procurar) até os 100 km/h em 8,5 segundos, com máxima de 227 km/h.

alfa_romeo_156_sportwagon_4

Além do bom desempenho e do visual praticamente à prova de críticas, o Alfa 156 tem excelente acabamento e ótima oferta de equipamentos, com ar-condicionado automático, airbags e freios ABS de série, por exemplo. Só vale o toque, como sempre: é melhor passar um tempo procurando uma boa oficina especializada e um canal de peças antes de se aventurar na compra de um Alfa Romeo.

 

Volkswagen Jetta

volkswagen_jetta_united_4

Motores de cinco cilindros têm um poder especial sobre os entusiastas, e o Volkswagen Jetta da geração passada, vendido entre 2006 e 2011, traz exatamente isto debaixo do capô. Seu cinco cilindros de 2,5 litros tem certo grau de parentesco com os motores V10 Lamborghini — aliás, até mesmo seu ronco traz semelhança no timbre. Além disso, é razoavelmente potente, com 150 cv nos modelos fabricados até 2007, e 170 cv nos posteriores.

jetta-2

O comportamento dinâmico é bom para um sedã de tração dianteira — herança da plataforma do Golf Mk5 —, o acabamento é superior até mesmo ao do Jetta de sexta geração, e o preço é camarada para um carro com um cilindro a mais: com menos de R$ 30 mil você compra um exemplar razoavelmente pouco rodado (menos de 60 mil km) e muitíssimo bem conservado. Ótima pedida para quem quer um sedã médio competente com uma bela voz. Ele só bebe um pouco mais do que a média da categoria.

 

Subaru Impreza

autowp.ru_subaru_impreza_hatchback_7

Calma, ainda não é o WRX. No entanto, por menos de R$ 30 mil já dá para comprar um moderno Impreza de terceira geração, que começou a ser importado para o Brasil em 2008. Estamos falando de um sedã/hatch médio com todos os recursos que se espera da categoria, porém dois diferenciais importantes: motor flat-four de dois litros e 160 cv, e tração integral.

autowp.ru_subaru_impreza_sedan_us-spec_3

Considerando que ele foi importado oficialmente pela CAOA nos últimos anos, encontrar peças e mão de obra especializada não deverá ser tão difícil — e, de qualquer forma, sabendo que se trata de um carro diferenciado, você não vai se importar em pagar um pouco mais para ter um motor boxer e tração nas quatro rodas, vai?

 

Peugeot 407 SW

autowp.ru_peugeot_407_sw_3

Eis aqui uma compra movida, principalmente, pela estética: o Peugeot 407 SW, importado entre 2005 e 2010 é uma das mais bonitas peruas já oferecidas no Brasil. Mas também tem bastante espaço, um motor de potência correta e, se você tiver sorte e paciência para procurar, teto de vidro panorâmico — características que fazem dela uma excelente opção para quem quer pegar a estrada.

autowp.ru_peugeot_407_sw_24

Por algo entre R$ 28 mil e R$ 30 mil não é impossível encontrar um exemplar com motor V6 de 211 cv, mas é mais fácil encontrar a versão com motor 2.0 de 143 cv — o mesmo que foi utilizado no Citroën C4 VTR.

 

Puma

puma-puma (3)

Talvez o mais bem sucedido fora-de-série nacional, o Puma nasceu como um cupê de mecânica DKW, com motor de 3 cilindros e dois tempos. Contudo, sua versão mais icônica usa plataforma e motor dos VW refrigerados a ar — e o primeiro conversível foi lançado em 1971, o Puma GTE Spider. A partir dali, a Puma ofereceu conversíveis até o fim da produção nacional, em 1985. Em 1973 ele passou a se chamar GTS e em 1980 o nome mudou novamente para GTC.

Pumba GTB S2

O preço de um Puma conversível depende mais do estado de conservação do que do ano de fabricação — os melhores e mais antigos podem custar mais de R$ 50 mil, mas já há bons exemplares na faixa dos R$ 25-30 mil.

Se quiser algo mais potente, o Puba GTB, versão com motor 4.1 de Opala na dianteira, também custa mais ou menos este valor. Os cuidados na hora de comprar ambas as versões são os mesmos: procure um exemplar de estrutura íntegra e com os acabamentos internos todos no lugar.

 

Volkswagen Up!

VW-high-up-Carplace-26-620x413

 

Entre os pequenos zero-quilômetro, o Volkswagen Up! é uma das melhores opções graças a seu projeto moderno, seu acabamento caprichadíssimo e a seu motor 1.0 de três cilindros e 80 cv, que está entre os mais potentes e econômicos no mercado. No entanto, menos de R$ 30 mil só te compram um Take Up!, versão básica que não tem nem conta-giros. Aí complica, não é?

up-tsi-speed-up-barata-new-25

A solução: comprar um semi-novo. Com coisa de R$ 27 mil você já compra um Move Up! 2015, com conta-giros, trio elétrico, direção assistida e, se quiser, acabamento em tons claros no interior — talvez até com rodas de liga. É um baita negócio, ainda mais se você souber aproveitar as qualidades dinâmicas do bichinho.

 

Hyundai i30 CW

autowp.ru_hyundai_i30_cw_31

Talvez você tenha certa implicância coma Hyundai “pré-HB20”, mas a verdade é que o i30 CW é uma bela perua na faixa dos R$ 25-30 mil. Seu visual é acertado (mais até do que o do hatchback, para nós), o motor 2.0 de 145 cv tem potência na medida certa e a manutenção não é das mais trabalhosas.

autowp.ru_hyundai_i30_cw_22

Fora isto, não há muito mais o que dizer, exceto que o hatchback é um carro bem mais comum de se encontrar. Mas o que você quer é salvar as peruas, não é?

 

BMW 325i (E46)

autowp.ru_bmw_325xi_sedan_5

Se até agora, o BMW Série 3 só apareceu em sua primeira geração importada oficialmente para o Brasil, agora a coisa mudou: por algo entre R$ 26 mil e R$ 30 mil, já dá para levar para casa um exemplar da geração seguinte, a E46 — para muitos, o Série 3 mais bonito de todos.

bmw_330i_sedan_2

A versão compatível com nosso orçamento é a 325i, com um seis-em-linha de 2,8 litros e 193 cv. As qualidades já são conhecidas dos fãs do Série 3: tração traseira, excelente acabamento e mecânica robusta, desde que bem cuidada. Com sorte, dá até para garimpar um exemplar com câmbio manual! Agora, tome o cuidado de sempre ao comprar um importado de mais de 15 anos de idade: são carros que desvalorizaram bastante nos últimos anos e, por isso, a busca por um Série 3 que não tenha sido negligenciado pelo dono pode dar um pouquinho de trabalho. Mas vale a pena.

Matérias relacionadas

As melhores propagandas de carros já feitas no Brasil – parte 1

Dalmo Hernandes

As melhores músicas para acelerar — Parte 2

Dalmo Hernandes

Contorcionismo automotivo: os dez carros com as mais estranhas posições de pilotagem

Juliano Barata