A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Top

Os carros mais legais que você pode comprar gastando entre R$ 35 mil e R$ 40 mil – parte 1

Desde que começamos o remake do nosso guia de compra para carros em várias faixas de preço, já fizemos várias listas — que você pode conferir aqui. Mas a série ainda está longe de acabar, e agora chegou a hora de ver que carros nossos leitores comprariam gastando entre R$ 35 mil e R$ 40 mil!

A nossa sugestão foi a perua do Mercedes-Benz Classe C W203, com algumas motorizações diferentes, mas as sugestões de vocês também foram bem bacanas. Teve até zero-quilômetro no meio!

Foto: Pedro Ruta Jr.

 

Volkswagen Up TSi

move-up-TSI-5

O motor turbo de três cilindros e 105 cv é um opcional de mais de R$ 5.000 para a todas as versões do Volkswagen Up, exceto a de entrada Take. Se, no caso de um Up zero-quilômetro, isto significa que é praticamente impossível comprar um por menos de R$ 40 mil, o mesmo não pode ser dito dos exemplares usados.

move-up-TSI-11

Sim, com menos de R$ 40 mil já é possível descolar um VW Up TSi — e, se você tiver sorte, consegue um exemplar pouquíssimo rodado. O mais comum nesta faixa de preço é o intermediário Move Up, que já vem com interior em dois tons, conta-giros e rodas de 14 polegadas.

 

Nissan March 1.6

nissan_march_br-spec_9

A gente não costuma lembrar muito do Nissan March, mas ele é um hatch bacaninha: bem acabado, bem acertado dinamicamente e, com a recente reestilização, ficou até bonito. Desde 2015, a versão com motor 1.0 usa um três-cilindros e 77 cv, mas é o March 1.6 que você quer.

nissan_march_br-spec_5

O motor de 111 cv é capaz de levar os 964 kg do March até os 100 km/h em 9,5 segundos, com máxima de 195 km/h — nada mau para um carro sem pretensões esportivas. A versão S pode ser encontrada zero-quilômetro por pouco menos de R$ 40 mil, e ja traz de série ar-condicionado, direção elétrica, airbag duplo frontal, freios ABS com EBD e assistência de frenagem e computador de bordo.

 

 

BMW 330i Motorsport

bmw_330i_performance_package_us-spec_1

Se até agora os BMW que apareceram nesta série eram carros corretos, agora podemos levar em conta seu desempenho esportivo. Por menos de R$ 40 mil, você já consegue levar para casa um 330i Motorsport, da geração E46, equipada com um seis-em-linha de 231 cv a 5.900 rpm, com 30,6 mkgf a  3.500 rpm. O carro vai de 0 a 100 km/h em 7 s, com máxima limitada eletronicamente a 250 km/h. A esmagadora maioria dos exemplares tem câmbio automático de cinco marchas.

bmw_330i_performance_package_us-spec_2

O visual da geração E46 é dos mais interessantes e, por menos de R$ 40 mil já é possível encontrar um exemplar com cerca de 80 mil km rodados em bom estado de conservação — levando em conta o que sempre dizemos: procure um exemplar de boa procedência, de preferência com garantia de que todos os serviços de manutenção forma realizados conforme recomendado pelo fabricante. São carros robustos, claro, mas este tipo de cuidado boa parte da dor de cabeça.

 

Chevrolet Opala

524135_738022936267296_6292613546060721135_n

Quando colocamos um antigo na lista, o pensamento é sempre o mesmo: a gente não queria estar citando este carro só agora. Mas a realidade é inevitável e, hoje em dia, um bom Opala não custa menos de R$ 35 mil.

Ao menos com esta grana você pode até buscar algumas das versões mais cobiçadas, como os Diplomata de quatro portas da virada dos anos 1990 e os SS fabricados depois de 1976, já com o motor 250-S, que tinha taxa de compressão mais alta, comando de válvulas mais agressivo e carburador de corpo duplo para entregar 135 cv — um aumento de 14 cv em relação ao 250 “comum”.

Lembra do último Opala de todos?

Em ambos os casos, talvez você ainda não consiga um exemplar 100% impecável e original, mas já dá para chegar perto disto. Se você tem esta grana e um Opala sempre foi seu sonho, está esperando o que para começar a caça?

 

Audi A3

autowp.ru_audi_a3_sportback_32

O Audi A3 é um daqueles carros que parecem custar mais, mas já é possível comprar um exemplar da segunda geração, vendida entre 2006 e 2013. Nesta faixa de preço, porém, os que melhor se enquadram são os produzidos até 2008, quando foi realizada a primeira reestilização.

Por algo entr eR$ 36 mil e R$ 40 mil, as opções são variadas. A escolha mais racional é o modelo com motor de 1,6 litro, 8 válvulas e 102 cv de origem VW — são os mais comuns e de manutenção mais simples. O desempenho costuma ser alvo de críticas, mas com um tempo de 0-100 km/h em 12,2 segundos e máxima de 185 km/h, é até aceitável. Além disso, todo A3 é bem equipado, o que pode ser um ponto a favor.

autowp.ru_audi_a3_2.0t_sportback_12

Se quiser algo mais forte, pode procurar um exemplar com motor 2.0 TFSI de 200 cv e câmbio S-Tronic de dupla embreagem e seis marchas — tendo em mente, é claro, que esta é uma compra mais arriscada justamente por causa da transmissão.

 

Volkswagen Jetta Variant

autowp.ru_volkswagen_jetta_variant_8

O Volkswagen Jetta da geração passada, a quinta, também já apareceu nesta lista. Sendo assim, você já conhece suas vantagens — motor cinco-cilindros com um belo ronco e 170 cv, visual bacanudo, bom acabamento e dinâmica acertada.

autowp.ru_volkswagen_jetta_sportwagen_3

O motivo do repeteco é que, nesta nova faixa de preço, já é possível comprar um Jetta Variant com a dianteira reestilizada, ao estilo do Golf de sexta geração. É preciso ter atenção redobrada, contudo, com o câmbio sequencial Tiptronic, que pode dar uma boa canseira (no bolso, inclusive) caso apresente problemas.

 

Nissan Sentra

autowp.ru_nissan_sentra_45

Vai um sedã potente, bem acabado, generoso em equipamentos e acessível aí? O Nissan Sentra da geração passada pode ser exatamente o que você procura. O lançamento da sétima geração, em 2013, promoveu uma bela queda nos preços do modelo anterior. Claro, seu visual é bem mais careta, mas a gente não consegue deixar de enxergar um pouquinho de Cadillac CTS-V nele, o que é bem legal. Outro ponto positivo é o espaço interno, um dos melhores da categoria.

autowp.ru_nissan_sentra_br-spec_3

Por menos de 40 mil já é possível comprar um exemplar do último ano, e não é difícil achar carros com 40 mil km rodados ou menos. O motor de dois litros e 143 cv pode ser acoplado a uma caixa manual de seis marchas ou CVT. No primeiro, o destaque é o bom desempenho: 0-100 km/h em 9,5 segundos e máxima de 194 km/h.

 

Ford Galaxie

10409506_680478485355075_3032253689497287423_n

Foto: Muscle Car Fotografia

Outro clássico absoluto que já pode ser comprado por menos de R$ 40 mil é o Ford Galaxie. Aquele que já foi o maior carro vendido no Brasil (em dimensões, mesmo) hoje já pode ser comprado com R$ 35 mil — é quanto custa um exemplar decente e funcionando. A partir daí, a escolha é sua: você pode restaurá-lo por completo (o que demanda muito, mas muito mais grana) ou então cuidar da mecânica e mandar ver no visual outlaw. Só não espere um carro impecável por dentro e por fora, pois estes não saem por menos de R$ 50 mil.

1534350_1182920298404223_5457117427988769463_n

Foto: Pedro Ruta Jr.

Dito isto, saiba que você está levando para casa um carro antigo que provavelmente vai precisar, no mínimo, de uma boa revisão mecânica antes de ser curtido. É o tipo de compra para quem sabe exatamente o que quer e está disposto a se comprometer de verdade com a máquina. Quem o faz, contudo, garante que vale a pena.

 

Matérias relacionadas

As rodas mais bonitas e marcantes dos carros brasileiros – parte 1

Dalmo Hernandes

Os conversíveis usados mais legais que se pode comprar no Brasil

Dalmo Hernandes

Too soon, Junior: isto é o que acontece quando você comemora a vitória antes de cruzar a linha de chegada

Dalmo Hernandes