A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Top

Os carros mais legais que você pode comprar gastando entre R$ 35 mil e R$ 40 mil – parte 2

Na semana passada chegamos à faixa dos R$ 35 mil a R$ 40 mil no nosso guia de compra para carros de diferentes valores. Primeiro, perguntamos aos leitores quais seriam suas opções neste valor e depois, montamos a primeira parte da lista.

Você já sabe o que vem agora, não sabe? Então, confira agora a segunda parte — será que agora a sua sugestão apareceu?

 

Puma GTB

35-40-2 (5)

Na primeira parte desta lista, citamos o Chevrolet Opala em suas variações mais cobiçadas. No entanto, se quiser algo ainda mais especial custando entre R$ 35 mil e R$ 40 mil, você pode procurar um Puma GTB. Estamos falando do Puma mais nervoso de todos, lançado em 1974 e produzido até 1987, usando como base a mecânica do Chevroler Opala — e era o segundo carro mais caro em um Brasil sem carros importados, ficando atrás apenas do Ford Galaxie/Landau.

35-40-2 (1)

A primeira geração do Puma GTB, chamada retroativamente de S1 (Série 1) é muito difícil de encontrar e, quando anunciada, raramente custa menos de R$ 40 mil. O negócio é caçar um GTB S2, lançado em 1979 e bem mais comum.

Tecnicamente, isto é uma vantagem: ainda que muitos achem seu visual menos harmônico, o Puma GTB S2 é mais potente — nele, a fabricante nacional adotou o motor Chevrolet 250-S, versão mais apimentada do seis-em-linha com tuchos mecânicos em vez de hidráulicos e 171 cv brutos — suficientes para chegar aos 190 km/h. A versão anterior, com motor de 140 cv, era capaz de atingir 170 km/h.

 

Peugeot 308

35-40-2 (7)

Se o Peugeot 307 já era uma compra elogiada pelos entusiastas graças a seu visual atraente, interior bem acabado, potência na medida e dinâmica acertada, o 308, lançado por aqui em 2012, consegue ser ainda melhor — especialmente em estética e acabamento.

35-40-2 (6)

Um exemplar impecável e pouco rodado da versão Allure, com motor de dois litros e 151 cv, já pode ser encontrado por coisa de R$ 38 mil. Para nós, é a opção mais interessante — além de ser a versão com motor naturalmente aspirado mais potente do 308, o Allure vem recheado — opcional, só o teto solar. Mais interessante que isto, só o 308 THP, com motor 1.6 turbo de 165 cv (igual ao do Citroën DS3).

 

Chevrolet Bonanza/Veraneio

35-40-2 (9)

Tem algo entre R$ 35 mil e R$ 40 mil e quer comprar um clássico, mas está a fim de fugir dos clichês? Que tal um SUV? Não estamos loucos: um exemplar novinho da Chevrolet Bonanza, versão da picape D20 transformada em SUV de duas portas, pode ser encontrada exatamente neste valor. A Veraneio, versão de quatro portas, também se encaixa nesta média. Ambas eram modificadas pela Brasinca e vendidas diretamente pelas concessionárias Chevrolet.

35-40-2 (10)

Por este valor você leva para casa um veículo muito espaçoso (a Veraneio leva sete pessoas com muita folga), bom para pegar a estrada e enfrentar terrenos hostis, e dotado de um confiável motor a diesel de quatro litros, 92 cv e 28 mkgf de torque — ou 120 cv e 38 mkgf de torque na versão turbinada. Além disso, cada Bonanza e Veraneio sobrevivente é uma lembrança da criatividade da indústria automotiva brasileira antes da abertura das importações.

 

BMW 540i

35-40-2 (2)

“Por essa grana, eu compro um BMW V8”. Sim, meus amigos, chegou a hora de falar do BMW 540i E39, versão com motor V8 da geração mais adorada do Série 5. Com algo entre R$ 35 mil e R$ 40 mil, dá para comprar um exemplar de respeito deste clássico bávaro.

35-40-2 (3)

E o que você compra ao escolher um 540i E39? Um sedã elegante, confortável, robusto, muito bom de guiar (seja em longas viagens ou nas ocasionais esticadas em fins de semana), de excelente construção e bem acabado. E, é claro, um motor V8 de 4,4 litros com comando duplo nos cabeçotes, coletores variáveis de admissão e escape, 286 cv e 44,9 mkgf de torque. Com sorte, você até vai conseguir encontrar um carro com câmbio manual!

35-40-2 (4)

Só não custa lembrar: a manutenção destes carros não costuma ser tão complicada… se tudo estiver sempre em dia. O melhor é ter a garantia de que todos os serviços foram realizados por um profissional competente, sem gambiarras, e que os donos anteriores foram caras zelosos.

 

Honda Accord

35-40-2 (12)

O Accord já apareceu na lista anterior e aparece de novo — desta vez, em sua oitava geração, que foi vendida no Japão como Honda Inspire. Seu visual ficou mais agressivo e imponente que o anterior, que já era um carro grandalhão mas parecia “bonzinho” demais.

35-40-2 (11)

O Honda Accord de oitava geração veio em 2008, com duas versões: LX, com motor 20 i-VTEC de 156 cv, e EX, equipada com um V6 de 3,5 litros e 278 cv — este, capaz de levá-lo até os 100 km/h em 6,8 segundos, com máxima de 210 km/h. O motor V6 conta com tecnologia de desativação de dois ou três cilindros a fim de economizar combustível quando não se exige tanto do motor. Em ambos os casos é possível achar um bom exemplar por menos de R$ 40 mil, mas preste atenção: alguns são blindados — serviço que, como sabemos, precisa ser muito bem executado para não prejudicar a estrutura do carro.

 

Toyota Camry

35-40-2 (14)

Se a Honda tem o Accord, a Toyota tem o Camry. O posicionamento de ambos no mercado é praticamente o mesmo, bem como seu preço: um Camry da geração anterior, a sexta, vendida de 2006 a 2012. Veio em versão única, a XLE, com motor V6 de 3,5 litros e 277 cv. Ele é capaz de chegar aos 100 km/h em 7,2 segundos, com máxima de 225 km/h.

35-40-2 (15)

Um bom Camry já custa entre R$ 35 mil e R$ 40 mil. É preciso levar em conta o fato de que, apesar do preço acessível, o Camry não é um Corolla — sua manutenção é naturalmente mais cara e o consumo de combustível é maior. Dito isto, é uma bela opção de sedã grande a preço de carro médio.

 

Volkswagen Golf VR6

35-40-2 (3)

Só fizeram 99 exemplares do Golf VR6 no Brasil, sendo que apenas 97 foram comercializados. A série especial lançada em 2003 é uma das mais cobiçadas do Golf — em boa parte, graças ao motor VR6 de 2,8 litros e 200 cv acoplado a uma caixa manual de seis marchas. Além disso, o Golf VR6 tem carroceria de duas portas, bastante cobiçada por entusiastas.

35-40-2 (4)

Atualmente, nas raras ocasiões em que aparece à venda, o Golf VR6 fica bem no meio do nosso orçamento de faz-de-conta — entre R$ 35 mil e R$ 40 mil. São carros colecionáveis e os exemplares costumam ser conhecidos no meio — não é difícil descobrir se aquele VR6 que você encontrou à venda está em boas condições.

 

Mercedes-Benz CLK 320

35-40-2 (13)

O cupê CLK 320 da geração W208 ficou famoso por sua associação com a Fórmula 1 — a categoria o teve como safety car o CLK 55 AMG em 1997 e 1998. Ele não é um AMG, claro, mas traz um conjunto bem interessante: motor V6 de 3,2 litros e 224 cv, tração traseira e câmbio automático de cinco marchas. Não parece empolgante à primeira vista, mas o carro é capaz de chegar aos 100 km/h em 7,4 segundos, com máxima de 240 km/h.

35-40-2 (2)

Dicas importantes: é importante verificar se todas as luzes do painel acendem e apagam normalmente ao ligar o carro — caso contrário, é problema na certa. Também verifique se o carro tem chave reserva — caso seja necessário fazer uma nova, elas custam caro e demoram para chegar. São carros robustos, desde que cuidados da maneira correta.

Matérias relacionadas

Sete coisas que você não sabia sobre Fuji Speedway, o circuito no pé do vulcão

Dalmo Hernandes

Os carros britânicos mais icônicos da história – parte 2

Dalmo Hernandes

As preparadoras alemãs mais incríveis de todos os tempos – parte 2

Dalmo Hernandes