A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Top

Os carros mais legais que você pode comprar gastando entre R$ 60 mil e R$ 75 mil – Parte 1

Você já deve saber do que estamos falando — já faz algum tempo que recomeçamos nosso guia de compra para carros em várias faixas de preço, feito com a ajuda dos leitores. Nesta semana, perguntamos quais eram os carros mais bacanas para comprar gastando entre R$ 60 mil e R$ 75 mil. Agora, temos a primeira parte da lista com as respostas!

 

Mitsubishi Lancer Sportback Ralliart

60-75-1 (3)

Com motor turbo de 250 cv, tração integral e transmissão de dupla embreagem, além de visual agressivo como o do Evo na dianteira, o Lancer Sportback Ralliart é realmente tentador. O quatro-cilindros turbo entrega 250 cv, quase 100 cv a menos que o Evolution X, mas o câmbio é exatamente igual ao do Evo. Pense nele como o Subaru WRX hatchback da Mitsubishi. O conjunto é suficiente para chegar aos 100 km/h em 7,1 segundos, com máxima de 220 km/h. Seu grande trunfo é o comportamento dinâmico, e o motor aproveita muito bem o desempenho do câmbio DCT.

60-75-1 (2)

O Sportback Ralliart sempre foi um carro de nicho e, por isso, vendeu pouco durante o breve período em que foi oferecido no Brasil. Os exemplares mais comuns são os 2012/2012, mas o preço não costuma variar muito de ano para ano — um exemplar pouco rodado e bem conservado custa, em média, R$ 70 mil.

O Lancer Sportback Ralliart é um carro bem equipado — tem sete airbags, controles de tração e estabilidade, sistema de som com GPS e ar-condicionado entre os itens de série. No entanto, é comum que estes carros tenham participado de track days com certa frequência, por seu perfil entusiasta — vale ficar ligado para não pegar um carro “malhado”.

 

Volkswagen Passat CC

60-75-1 (5)

Este é daqueles que se vendem pelo visual — o Passat CC é um carro realmente bonito, mas isto não é tudo. Ele foi lançado em 2009 com motor VR6 de 3,6 litros e 300 cv, acoplado a uma caixa automática de seis marchas que leva a potência para as quatro rodas. É o bastante para chegar aos 100 km/h em 5,6 segundos, com máxima de 250 km/h. Em 2011, o carro passou a se chamar apenas CC e ganhou câmbio DSG de dupla embreagem.

60-75-1 (4)

Por enquanto, os exemplares que se encaixam no nosso orçamento de mentirinha é o modelo pré-reestilização. O preço fica entre R$ 65 mil e R$ 70 mil por um exemplar bem conservado e relativamente pouco rodado.

 

Suzuki Swift Sport

swiftsportbarata

Este aqui é uma surpresa boa: o último Swift vendido no Brasil remonta aos anos 1990 e a geração atual chegou como esportivo de nicho — um pocket rocket com motor 1.6 naturalmente aspirado de 140 cv (com redline nas 7.100 rpm), peso de apenas 1.065 kg e uma bela reputação: ele é a escolha nº 1 de todo novato que vai pilotar no Nürburgring Nordschleife.

swiftsportbarata-11

É um carro muito bem acertado e bom de curva, compensando a relativa falta de fôlego nas retas — hot hatch por excelência. Um exemplar 2014/2015 custa entre R$ 60 mil e R$ 65 mil — excelente custo-benefício-diversão. Além do cuidado extra com a procedência que devemos ter ao comprar um esportivo, talvez também seja uma boa ideia pegar leve na preparação: o motor 1.6 16v  já vem de fábrica muito próximo de seu limite de desempenho. Caso algo dê errado, a disponibilidade de peças não é tão grande quanto poderia.

 

BMW 118i

60-75-1 (11)

O BMW Série 1 de primeira geração já apareceu em duas listas até agora. Só que, com algo entre R$ 70 mil e R$ 75 mil, já dá para pegar algo mais contemporâneo: o BMW 118i de segunda geração, conhecida como “Angry Bird” por causa do formato dos faróis e da grade.

60-75-1 (9)

O 118i lançado em 2012 marcou a chegada da Série 1 à era turbo, com um motor de 1,6 litro sobrealimentado de 170 cv. É o bastante para chegar aos 100 km/h em 7,4 segundos, com máxima de 225 km/h. Disponível apenas com câmbio automático, o carro ficou um pouco menos visceral, mas continuou bem equipado e, mais importante, com tração traseira.

Audi TT

60-75-1 (12)

Comprando um Audi TT, você leva para casa um verdadeiro ícone do design automotivo — ele foi lançado em 1999, praticamente igual ao carro conceito que lhe deu origem. Mas, mais do que isto, você leva um cupê de tração integral muito bem acertado e não tão difícil assim de manter — o motor é o 1.8 turbo com cabeçote de 20v, recalibrado para render 225 cv. O câmbio é manual de seis marchas. Conjuntinho bacana, não?

60-75-1 (13)

O preço varia entre R$ 65 mil e R$ 75 mil de acordo com o estado de conservação e a localização do carro. E a versão roadster costuma ser mais cara. Dito isto, é a sua chance de ter um carro de visual emblemático e desempenho empolgante.

 

Chrysler 300C

60-75-1 (14)

Com estilo sisudo e imponente, a primeira geração do Chrysler 300C é o típico mid-size americano moderno, com espaço interno acima da média, conforto e desempenho. Hoje é possível encontrar o 300C de primeira geração, fabricado de 2005 a 2010, por cerca algo entre R$ 65 mil e R$ 70 mil, em média.

60-75-1 (15)

O modelo equipado com motor V6 3,5 litros e 259 cv é o mais comum. Porém, com um pouco mais de paciência, você poderá achar a versão com motor V8 Hemi 5.7 de 340 cv. Em ambos os casos, o câmbio é automático de apenas cinco marchas. Não dá para comprar um sedã mais americano do que ele por esta grana.

 

Volvo S60 T5

volvo

De qualquer forma, se você não quer um sedã americano, sem problemas: a Suécia também oferece uma bela opção por esta grana. É o Volvo S60 T5, lançado em 2011 e equipado com um quatro-cilindros turbo de dois litros e 240 cv. A tração é dianteira, mas o comportamento dinâmico é bom graças à suspensão independente do tipo multilink na traseira. Como ponto negativo, o S60 não tem comandos atrás do volante para o câmbio automático de seis marchas, o que torna uma tocada mais animada um tanto quanto burocrática.

60-75-1 (16)

No mais, o estilo discretamente arrojado do S60 conquista logo de cara (olha esta traseira!), e o interior tipicamente sueco agrada. O preço de um exemplar praticamente novo, fabricado em 2012, fica entre R$ 70 mil e R$ 75 mil.

 

Matérias relacionadas

Battle of the Builders: os dez melhores projetos do SEMA Show 2016

Dalmo Hernandes

Os motores de quatro cilindros mais incríveis já usados em automóveis – parte 2

Dalmo Hernandes

As séries especiais inspiradas pelas Olimpíadas – no Brasil e no mundo

Dalmo Hernandes