A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Top

Os carros mais legais que você pode comprar gastando entre R$ 75 mil e R$ 90 mil – Parte 2

Mais um guia de compra fresquinho saindo agora! Na semana passada, perguntamos quais eram os carros mais legais que você poderia comprar com algo entre R$ 75 mil e R$ 90 mil e, poucos dias depois demos a primeira parte da lista com as respostas. Chegou a hora de descobrir quais foram as sugestões mais bacanas que vieram para a parte 2!

 

Mercedes-Benz CLS 500

75-90-2 (7)

A combinação de sedã alemão, tração traseira e motor V8 é uma das favoritas dos entusiastas, e dá para entender muito bem o motivo, não dá? Se o que você quer é um Mercedes-Benz, a faixa entre R$ 80 mil e R$ 90 mil traz uma opção para lá de interessante: o CLS 500.

A Mercedes-Benz quer que você chame o CLS de cupê de quatro portas mas, bem, você não é obrigado a nada. E, rótulos a parte, o que importa é que o visual é bastante atraente, especialmente de perfil, e que o motor é um V8 de cinco litros e 306 cv acoplado a uma caixa automática de sete marchas, que leva o CLS 500 até os 100 km/h em 6,1 segundos com máxima limitada a 250 km/h. Você precisa de mais que isto para pegar a estrada com conforto e no estilo?

 

Volkswagen Karmann Ghia

75-90-2 (5)

And now for something completely different… que tal um cupê clássico da década de 1960, com mecânica relativamente simples e fama mundial como um dos mais atraentes de seu tempo? É isto que você leva quando compra um Volkswagen Karmann Ghia. Ele pode não ter desempenho exatamente esportivo com um motor 1600 de 65 cv na traseira (ele levava quase 25 segundos para chegar aos 100 km/h) mas, em matéria de antigos nacionais, é um dos mais cobiçados por colecionadores.

75-90-2 (6)

Foto: Jeferson Félix

O preço não é exatamente convidativo mas, com a grana no bolso, por que não realizar um sonho? Um bom exemplar, com placa preta, parte exatamente de R$ 75 mil atualmente — e o preço tende a aumentar.

 

Audi A5

75-90-2 (2)

Na parte anterior desta lista lembramos do Audi A1 e do TT de segunda geração mas, com a grana no bolso, por que não pegar algo maior e mais elegante? Com algo entre R$ 75 mil e R$ 90 mil (dependendo mais do estado de conservação que do ano de fabricação) já dá para colocar na garagem um Audi A5 cupê fabricado entre 2007 e 2009, antes da reestilização.

75-90-2 (1)

Além da belíssima carroceria, o A5 tem um motor V6 de 3,2 litros de 270 cv acoplado a uma transmissão CVT que simula oito marchas — conjunto suficiente para chegar aos 100 km/h em 6,6 segundos, com máxima limitada a 250 km/h.

 

BMW 335i

75-90-2 (3)

Um sedã alemão com motor de seis cilindros, tração traseira e preço de sedã médio zero-quilômetro lhe soa atraente? Pois é a descrição do BMW 335i da geração passada, a E90. Além das linhas ainda razoavelmente modernas (e, para muita gente, mais atraentes que as do atual Série 3), você não precisa mais se preocupar tanto com manutenção, como nos Bimmers com mais de 15 ou 20 anos de idade.

75-90-2 (15)

O motor é um seis-em-linha N54, de três litros, com turbo, injeção direta de combustível e, acoplado a uma caixa automática Steptronic de seis marchas, leva o 335i até os 100 km/h em 5,8 segundos, com máxima de 250 km/h.

 

Volkswagen Passat Variant

75-90-2 (13)

Ter R$ 90 mil nas mãos e não salvar uma perua é, a nosso ver, praticamente um crime. Nesta faixa de preço, a sugestão mais presente nos comentários foi o VW Passat Variant da geração passada, vendida até o ano passado. O visual, apesar da family face da Volkswagen, é para lá de atraente, e o preço fica exatamente entre R$ 75 mil e R$ 90 mil.

75-90-2 (9)

O motor é o mesmo 2.0 TSi de 211 cv que equipa outros modelos da Volks, acoplado à familiar caixa DSG de dupla embreagem e sete marchas. No Passat Variant, é o bastante para chegar aos 100 km/h em 7,7 segundos, com máxima de 210 km/h.

 

Honda Civic Si

75-90-2 (3)

Ele veio em 2014 prometento uma briga feroz contra o Golf GTI, mas acabou inundado pela onda de esportivos que chegaram ao mercado no ano seguinte. É uma pena, pois já aceleramos o Honda Civic Si na pista e podemos afirmar que o bicho é bem capaz de peitar boa parte deles, e continua sendo uma das referências em dinâmica entre os carros de tração dianteira.

75-90-2 (1)

O motor é um K24 de 2,4 litros capaz de girar a quase 8.000 rpm para entregar 206 cv e, com câmbio manual de seis marchas, levar o Civic Si até os 100 km/h em 7,9 segundos, com máxima de 231 km/h. Além disso, para quem curte exclusividade, é um carro que vendeu pouco — o lado ruim é que não é muito fácil encontrar um exemplar usado à venda…

 

Volkswagen SP2

75-90-2 (11)

Falando em cupês clássicos vendidos no Brasil, uma alternativa um pouco mais empolgante ao Karmann Ghia é o Volkswagen SP2 — que tem o bônus histórico de ter sido desenvolvido no Brasil e reconhecido em todo o planeta como um dos Volkswagen mais bonitos de todos os tempos.

75-90-2 (10)

O motor é um boxer de 1,7 litros que garante um pouco de fôlego extra, com 75 cv. Claro, não espere muita coisa: o 0-100 km leva quase 18 segundos e a velocidade máxima é de 153 km/h. Mas isto não importa tanto, importa? Como o Karmann Ghia, um exemplar preservado e em boa forma do SP2 custa, em média, R$ 75 mil.

 

Citroën DS5

75-90-2 (6)

Agora, se quiser se destacar mesmo, talvez o que você esteja procurando seja um francês com cara de carro conceito. E, neste quesito, fica difícil bater o Citroën DS5, que tem dezenas de elementos de estilo inusitados nas ruas, como uma lâmina cromada na coluna A e vidros de formato assimétrico que certamente não vão te deixar passar despercebido.

75-90-2 (5)

Além disso, o motor é o já consagrado THP de 1,6 litro com turbo e 165 cv, mesmo coração de outros modelos do grupo PSA. No DS5, é o bastante para chegar aos 100 km/h em 8,9 segundos, com máxima de 211 km/h. O preço fica entre R$ 75 mil e R$ 85 mil, em média.

Matérias relacionadas

Os carros mais legais que você pode comprar gastando entre R$ 25 mil e R$ 30 mil – Parte 1

Dalmo Hernandes

Os carros japoneses mais emblemáticos de todos os tempos – parte 2

Dalmo Hernandes

As preparadoras alemãs mais incríveis de todos os tempos – parte 1

Dalmo Hernandes