A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Top

Os carros mais legais que você pode comprar gastando entre R$ 90 mil e R$ 110 mil – Parte 1

A partir dos R$ 100 mil, a gente acredita, dá para deixar a razão um pouco de lado e ouvir a emoção — há muitas opções bem interessantes para os entusiastas (todo tipo de entusiasta) por algo entre R$ 90 mil e R$ 110 mil. Foi exatamente isto o que perguntamos aos leitores há alguns dias, quando sugerimos o BMW 135i Coupe. Agora é hora de conhecer as suas sugestões!

 

Mitsubishi Lancer Evolution X

90-110-1 (1)

Sim, finalmente chegamos nele! Por algo entre R$ 95 mil e R$ 110 mil você pode levar para casa um verdadeiro ícone entre os sedãs esportivos, com história nos ralis, tração integral, motor turbo de quase 300 cv, câmbio de dupla embreagem e visual do qual é difícil achar quem não goste.

90-110-1 (2)

Mais precisamente, o Evo X vendido no Brasil é equipado com um quatro-cilindros turbinado de 295 cv a 6.500 rpm e 37,3 mkgf de torque a 3.500 rpm, acoplado a uma caixa de dupla embreagem e seis marchas. É o bastante para chegar aos 100 km/h em 6,3 segundos com máxima de 242 km/h. Não é tarefa das mais difíceis encontrar um bom exemplar, mas é preciso ter atenção: se você quer um carro original para usar no dia a dia, procure evitar os que foram modificados usados em track days. A não ser que este seja exatamente o seu plano — nesse caso, procure ter certeza da qualidade das modificações e redobre a atenção com o estado de conservação dos componentes mecânicos.

 

BMW Z4

90-110-1 (4)

Toda edição do nosso guia de compras precisa ter ao menos um BMW. Nesta aqui, temos dois, e o primeiro é o conversível Z4. Recentemente a marca anunciou que vai tirá-lo de linha, mas sempre haverá exemplares usados por aí.

90-110-1 (3)

No Brasil, com nosso orçamento fictício, dá para achar o Z4 de primeira geração, do início dos anos 2000, com duas opções de motorização: seis-em-linha de três litros e 231 cv, ou 2.0 16v de 150 cv. É uma boa diferença de potência, e ainda há um detalhe — é bem mais fácil encontrar a versão de dois litros com câmbio manual, enquanto o modelo com motor de seis cilindros veio com caixa automática de cinco marchas. O valor de ambos fica entre R$ 95 mil e R$ 100 mil, e normalemente são carros relativamente pouco rodados, com menos de 60 mil km.

 

Audi S3

90-110-1 (5)

A atual geração do Audi A3 é um grande carro, e muito bonito, mas se você for do tipo de cara que não faz questão de sempre ter o modelo mais novo, a geração passada oferece uma variação para lá de interessante na casa dos R$ 100 mil: o Audi S3.

autowp.ru_audi_s3_sportback_uk-spec_2

Que tal um quatro-cilindros de dois litros com turbo, injeção direta e 256 cv acoplado a uma caixa de dupla embreagem e seis marchas, levando a força do motor para as quatro rodas? É o que o S3 oferecia antes da chegada do Golf GTI — que tem tração apenas dianteira. E custa quase o mesmo.

 

Dodge Charger

lindoia2015-julianobarata-20

OK, a gente está falando só de carros modernos, esportivos e potentes. Mas que tal um carro antigo, esportivo e potente que é o sonho sobre rodas de muitos (muitos mesmo) entusiastas que estão lendo este post? Pois, com algo entre R$ 100 mil e R$ 110 mil, já dá para comprar um Dodge Charger R/T brasileiro!

chargertimeline

Ele pode não ser o legítimo Charger americano, mas é o Dodge nacional mais cobiçado de todos — e, com seu motor V8 de 5,2 litros, zombava dos outros esportivos que tinham menos de 200 cv na década de 1970. A especulação os tornou tão caros quanto alguns muscle cars importados mas, se o que você quis sempre foi um Charger brasileiro e agora pode comprá-lo, não somos nós que vamos dizer para não fazê-lo. Vai fundo, cara. E não esqueça de conferir nosso guia de compra mais do que completo do Dodge Charger R/T, para não cair em nenhuma furada!

 

Nissan 350Z

90-110-1 (7)

Você sabia que, com algo entre R$ 90 mil e R$ 110 mil, você pode colocar na sua garagem um esportivo japonês com motor V6, tração traseira e visual ainda muito agradável, mesmo que alguns exemplares já tenham seus doze anos de idade? É o Nissan 350Z, que foi importado oficialmente para o Brasil na década passada e não é tão difícil assim de encontrar.

90-110-1 (6)

O 350Z tem um V6 de 3,5 litros naturalmente aspirado, capaz de entregar 280 cv a 6.200 rpm e 37 mkgf de torque a 4.800 rpm. O câmbio pode ser automático de cinco marchas ou manual de seis marchas, e ambas as versões são igualmente comuns no mercado. Para nós, é uma das melhores opções na faixa dos R$ 100 mil.

 

Mercedes-Benz E55 AMG

90-110-1 (9)

Agora, talvez o que você queira mesmo seja um super sedã alemão. Não tema! O Mercedes-Benz E55 AMG chegou para te ajudar. A geração W211, vendida de 2003 a 2006, vinha equipada com um V8 de 5,4 litros sobrealimentado por compressor para produzir 476 cv e 71,7 mkgf de torque. Acoplado a um câmbio automático de cinco marchas (estamos falando de um carrão para pegar a estrada, e não de um monstro de track day), o coração dava conta de levar o E55 AMG até os 100 km/h em 5,2 segundos, com máxima limitada eletronicamente a  250 km/h.

90-110-1 (8)

Não existem muitos exemplares à venda, mas o preço é interessante: um bom exemplar, relativamente pouco rodado, custa entre R$ 90 mil e R$ 100 mil.

 

BMW M3 E46

90-110-1

O segundo BMW desta lista é, sem dúvida, um dos mais cobiçados. O BMW M3 E46 foi o último da linhagem a seguir a receita clássica de motor seis-em-linha naturalmente aspirado, tração traseira e câmbio manual. O motor em questão é o seis-em-linha S54, de 3,2 litros e 343 cv a 7.900 rpm, com torque de 37,2 mkgf a 4.900 rpm. É o bastante para chegar aos 100 km/h em apenas 5,1 segundos, seja com câmbio manual de seis marchas ou com a caixa automática SMG, também de seis marchas.

e46

O valor varia bastante de acordo com o estado de conservação — mais até do que com relação à quilometragem. Os exemplares um pouco mais judiados costumam custar algo entre R$ 90 mil e R$ 100 mil, enquanto os impecáveis passam dos R$ 100 mil.

 

Jeep Wrangler

90-110-1 (13)

Para quem não quer saber de sedãs esportivos, não está a fim de um hot hatch, acha que um cupê japonês nem é tão bacana assim e acredita que não dá para pagar mais de R$ 100 mil em um antigo nacional… talvez o negócio seja mesmo comprar um Jeep Wrangler. O visual é completamente descolado, o bicho aguenta trilhas pesadas e a herança do clássico da década de 1940 ainda está presente (como a própria Jeep demonstrou recentemente ao criar um conceito inspirado no Willys MB original). Precisa mais?

90-110-1 (12)

Com esta grana, já dá para comprar um Wrangler com entre-eixos curto e duas portas ou entre-eixos longo e quatro portas. Em ambos os casos, o motor é um V6 de 3,8 litros a gasolina, sempre acoplado a uma caixa automática de quatro marchas. E, bem, estamos falando de um utilitário esportivo realmente capaz, com transmissão 4×4 e reduzida. É um carro para quem sabe exatamente o que quer.

Matérias relacionadas

Do S201 ao S209: estes são todos os WRX STI S-Line feitos até hoje

Dalmo Hernandes

Os melhores aplicativos e sites para controlar os gastos com combustível e manutenção do seu carro

Leonardo Contesini

25 anos de Audi RS: os carros mais marcantes da RennSport

Dalmo Hernandes