A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Os carros mais vendidos em abril, Ferrari F40 é destruída por incêndio, Hennessey coloca o Exorcist no dinamômetro e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Os carros mais vendidos no Brasil em abril

CHEVROLET ONIX 2017

Parece que o Onix vai mesmo repetir o feito do Monza nos anos 1980 e emplacar a liderança do mercado por três anos seguidos. O hatch se manteve firme na liderança apesar na queda nas vendas, e abriu uma vantagem ainda maior para seu rival direto no ranking deste ano, o Hyundai HB20. Foram 12.690 unidades do Chevrolet contra apenas 7.935 do coreano, que manteve a segunda colocação.

Logo atrás Ford Ka, Renault Sandero e Volkswagen Gol continuaram nas mesmas terceira, quarta e quinta posições, com 6.650, 6.111 e 5.517 unidades, respectivamente. Em seguida o Toyota Corolla subiu mais uma posição para chegar à sexta colocação com 4.970 unidades, trocando de posição com o sedã do Onix, o Chevrolet Prisma, que vendeu 4.620 unidades em abril e ficou no sétimo posto.

salao-sao-paulo-flatout-dodge-compass-2

As picapes Fiat Strada e Toro, que ocupavam a oitava e a décima posição, respectivamente, ficaram fora do “top 10” de abril. No lugar da Strada ficou o Jeep Compass, que fez uma subida meteórica desde seu lançamento e figura pela primeira vez entre os mais vendidos com 3.940 unidades. No lugar da Toro, outro crossover: o Honda HR-V, que subiu uma posição e se tornou o décimo carro mais vendido do Brasil com 3.576 unidades.

Entre os dois, ocupando a nona posição, ficou o Fiat Mobi, com 3.642 unidades — quase 1.000 a mais que seu ex-rival direto, o Volkswagen up!, que vendeu 2.673 unidades antes de ser reposicionado para ficar acima do Gol na linha da fabricante alemã.

 

Hennessey mostra Camaro Exorcist no dinamômetro

Quando a Dodge ainda estava revelando seu Demon em partes, John Hennessey decidiu aproveitar o buzz em torno do muscle car para promover seu mais novo pacote de 1.000 cv para o Camaro ZL1, batizado com o sugestivo nome de “The Exorcist”.

Agora o texano colocou o carro no dinamômetro para mostrar o poder de fogo de seu exorcista e chegou ao número mágico de 972 cv nas rodas traseiras — algo que, segundo a Hennessey, permitirá que o ZL1 obtenha tempos inferiores a 10 segundos no quarto-de-milha. É um desafio direto ao Demon, que embora tenha “apenas” 852 cv, usa pneus de arrancada, suspensão adaptativa e outros recursos mecânicos e eletrônicos (conheça todos aqui) para completar o quarto-de-milha em 9,65 segundos.

Se o Exorcist será páreo para o Dodge Demon, é algo que descobriremos apenas quando alguém colocar os dois para uma corrida na drag strip.

 

Raríssimo protótipo da Ferrari F40 é destruído por incêndio

Com 1.311 unidades a F40 não está nem perto das Ferrari mais raras em números de produção, mas isso depende apenas de qual Ferrari F40 você está falando. Antes do início da produção do supercarro, foram fabricados oito protótipos, segundo a própria Ferrari. E um deles foi destruído por um incêndio no mês passado.

O incidente aconteceu quando seu proprietário, o colecionador Jon Hunt, estava indo a Maranello buscar sua LaFerrari Aperta. Ainda não se sabe qual foi a causa do incêndio, mas o carro acabou completamente destruído e, aparentemente, irrecuperável.

Assim era a Ferrari antes do incêndio

O modelo foi produzido em 1987 e foi exatamente o exemplar exposto pela Ferrari no Salão de Frankfurt e, mais tarde foi convertido para a versão GT.

 

McLaren P1 LM pode ser o próximo recordista de Nürburgring

Na briga dos hipercarros pela coroa de Nürburgring, a Ferrari ficou apenas nos flagras dos fãs, a McLaren nas especulações sobre seu verdadeiro tempo de volta e a Porsche matou a cobra de asfalto e mostrou sua arma, mantendo o recorde de volta mais rápida entre os carros de rua produzidos em série com um tempo de 6min 57s.

Captura de Tela 2016-08-29 às 12.09.06

 

No começo de 2014 houve alguma especulação dizendo que a McLaren supostamente completou a volta em Nür na casa dos 6min 30s, mas é pouco provável que tenha realmente acontecido simplesmente porque que não faz sentido algum ter conseguido superar seu adversário em 20 segundos (uma eternidade em tempos de volta) e não divulgar isso sendo que há uma disputa velada entre ambos.

Captura de Tela 2016-08-29 às 12.09.24

Em agosto do ano passado, a Lanzante, empresa que faz a conversão do McLaren P1 GTR para LM, permitindo que o carro seja legalizado para as ruas, disse que levaria o carro para uma série de testes em Nürburgring com o sueco Kenny Bräck ao volante e que tentaria quebrar o recorde do circuito “se as condições forem favoráveis”.

Pois parece que as condições estão favoráveis nestas últimas semanas. Neste vídeo acima, gravado pela EMS Nordschleife TV, vemos Bräck acelerando sem dó o McLaren P1 LM no Inferno Verde, em um ritmo não muito comum em testes, e mais parecido com uma tocada que busca o recorde.

Infelizmente, como a McLaren nunca divulgou os tempos de volta da versão básica do P1 em Nürburgring, só podemos especular que ele deve completar o circuito em mais de 6:57 – que foi a marca do Porsche 918. Considerando que o P1 LM tem 1.000 cv e produz muito mais downforce que o P1 básico — e também que o Lamborghini Huracán Performante — a possibilidade de quebra de recorde em Nürburgring é grande. O tempo a ser batido é 6:52,01. Será que vai?

 

 

 

Matérias relacionadas

Próxima geração do BMW X1 em testes no Brasil, novo Camaro 2016 chega em maio, os bastidores do voo livre de Velozes e Furiosos 7 e mais!

Leonardo Contesini

Pai de Paul Walker (também) processa a Porsche, Fiat 124 Spider poderá disputar o WRC pela Abarth, os preços do novo Passat no Brasil e mais!

Leonardo Contesini

Qual é sua fabricante de componentes aftermarket favorita?

Dalmo Hernandes