FlatOut!
Image default
Zero a 300

Os carros mais vendidos em janeiro, Toyota Supra terá versão TRD com asa traseira, GM se pronuncia após polêmica e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

 

Os carros mais vendidos em janeiro de 2019

Mudou o ano, mas o ranking dos carros mais vendidos permanece muito parecido com aqueles que vimos mensalmente ao longo do ano passado. O campeão de vendas Chevrolet Onix segue na liderança com quase 15.000 exemplares vendidos, seguido pelos rivais Ford Ka e Hyundai HB20 ainda brigando pela vice-liderança, novamente com vantagem do Ford — 6.843 vs. 6.511.

Na sequência vem o Chevrolet Prisma, conquistando um inédito quarto lugar e, mais uma vez, marcando território como o sedã mais vendido do país, com 5.858 unidades.

Na quinta posição o Volkswagen Polo retoma a liderança da Volkswagen, que havia sido tomada pelo Gol nos últimos meses de 2018, rebaixando o irmão menor para a sexta posição. Foram vendidas em janeiro 4.771 unidades do Polo e 4.498 unidades do Gol.

O próximo do ranking é o Jeep Renegade, que parece ter ganhado fôlego com o facelift recebido no final do ano passado e agora figura na sétima posição, com 4.215 unidades vendidas. O top 10 é completado pelo Fiat Argo, que se manteve entre os mais vendidos mais uma vez depois que retornou ao ranking, vendendo 4.115 unidades, pelo Fiat Mobi, que estreia no ranking com 3.913 unidades, e pelo Renault Kwid, que vendeu 3.617 unidades. (LC)

 

Chevrolet se pronuncia sobre polêmica acerca de investimentos e negociações

Depois de uma ameaça velada de deixar o Brasil e de uma série de negociações polêmicas com os sindicatos para reduzir os custos de sua operação no país, a General Motors finalmente se pronunciou oficialmente ao público a respeito destes acontecimentos.

Em comunicado oficial, a marca declarou que está concluindo o plano de investimento de R$ 13 bilhões previsto para o período de 2014 a 2019; que está negociando as condições para um novo investimento de R$ 10 bilhões para os próximos quatro anos e que, caso as negociações sejam bem-sucedidas, a marca terá investido um total de R$ 23 bilhões em um período de 10 anos.

A GM também explicou que os resultados dos investimentos realizados desde 2014 contemplaram a renovação completa da linha de produtos Chevrolet (aparentemente a fabricante não incluiu na conta a picape Montana, que é a mesma desde 2011 e baseada em uma plataforma antiga), o desenvolvimento de tecnologias de eficiência energética de acordo com o Programa INOVAR Auto, de novas tecnologias de conectividade, referindo-se ao sistema MyLink e o sistema OnStar, expansões nas fábricas de São Caetano e Gravataí e da fábrica de motores de Joinville.

Os investimentos também incluem o lançamento da nova geração do Onix e Prisma, além do facelift do Cruze Sport6 e do Cruze sedã. Sobre os novos modelos, uma fonte que teve acesso aos protótipos revelou que os novos Onix e Prisma terão o visual revelado pelo modelo chinês, com alguns refinamentos como DRL na versões de topo. O Cruze terá lanternas de LED além de um novo sistema multimídia compartilhado com o Camaro. Ele também deverá ter interior caramelo, detalhes cromados no acabamento interno, como as maçanetas, e manterá o mesmo volante do atual modelo. (LC)

 

Renault Alaskan e Mercedes-Benz Classe X têm lançamento incerto no Brasil

Até pouco tempo atrás, era dado como certa a chegada da Renault Alaskan no Brasil. A picape “gêmea” da Nissan Frontier até apareceu no Salão do Automóvel – meio escondida no estande, é verdade – mas esperava-se seu lançamento ainda para o primeiro semestre de 2019. Agora, porém, a certeza virou dúvida, e pode ser que a Renault desista dos planos.

Há alguns motivos para isto. Primeiro, a Renault Alaskan já deveria ter começado a ser fabricada em Córdoba, na Argentina, mas o escândalo de Carlos Ghosn – que está preso no Japão desde novembro, acusado de diversas manobras irregulares no cargo – fez com que a Renault-Nissan-Mitsubishi desacelerasse boa parte de seus planos. É um momento delicado para tomar decisões importantes. Assim, de acordo com um cronograma da fábrica em Córdoba, a produção da Alaskan só terá início em 2020.

Além disto, há a questão da concorrência: a Renault Alaskan é praticamente idêntica à Nissan Frontier – só o design da dianteira e alguns detalhes estéticos diferenciam as duas picapes. Mas a Nissan Frontier já é bem estabelecida no nosso mercado, diferentemente da Renault, que nunca ofereceu uma picape média. Isto poderia afetar negativamente as vendas dos dois modelos. Então, pode ser que a Renault acabe por desistir da Alaskan no Brasil.

E a Alaskan também enfrentaria a concorrência da Mercedes-Benz Classe X – que é a terceira integrante da família, usando como base o projeto da Alaskan/Frontier. Sendo uma marca de mais prestígio, a Mercedes poderia canibalizar a Alaskan com sua versão da picape no Brasil.

Mas a Classe X também tem seu futuro incerto por aqui, justamente por causa do adiamento em Córdoba. Sua chegada também estava prevista para 2019, mas ainda não foi confirmada oficialmente. Em todo caso, no cenário mais provável, não veremos nem Alaskan, nem Classe X à venda no Brasil neste ano.(DH)

 

Toyota divulga teaser de Supra com kit TRD (e a aguardada asa traseira)

Uma das críticas recorrentes ao novo Toyota Supra diz respeito a seu visual – alguns dizem que ele não é parecido o bastante com seu antecessor, o mítico A80. Mas a Toyota talvez resolva este problema (ou ao menos parte dele) nesta semana: será apresentado no Osaka Auto Messe, evento no Japão voltado a carros customizados, um novo conceito do Supra equipado com diversos componentes da TRD, preparadora in house da Toyota.

Um destes componentes será a esperada asa traseira, cuja ausência decepcionou alguns fãs – é o que dá a entender o teaser que a Toyota liberou hoje. É apenas um rascunho com a silhueta do carro, mas é possível ver a asa traseira ali. É bem provável que o conceito também traga outras modificações aerodinâmicas, bem como freios, sistema de escape e componentes de suspensão da TRD. Seria uma boa forma de alavancar o mercado de peças aftermarket para o Supra de quinta geração, visto que foi esta uma das peças chaves para o sucesso do modelo antigo.

A Toyota também planeja colocar no mercado outros modelos com a sigla GR, de Gazoo Racing, com apelo mais esportivo. O Supra foi o primeiro, enquanto o cupê GT86 e o hatchback Yaris são os mais cotados para serem os próximos. No caso do GT86, a intenção pode ser reforçar sua imagem de esportivo old school e alavancar suas vendas. Já o Yaris GR pode pegar carona na excelente campanha do compacto no WRC em 2018. Futuramente, o Corolla também deve receber uma versão GR, como recurso para rejuvenescer sua imagem.

Além disso, já foi confirmado pela Toyota no Salão de Detroit que a marca planeja trazer de volta ao menos mais um de seus esportivos icônicos do passado, como o MR2 e o Celica, para ficar posicionado entre o GT86 e o Supra. (DH)

 

BMW apresenta Série 8 First Edition

O BMW Série 8 já está em produção desde agosto de 2018 na fábrica de Dingolfing, mas isto não impediu a companhia de apresentar hoje a primeira edição especial, limitada a 400 unidades, de seu grand tourer de luxo. A série foi  apropriadamente batizada M850i xDrive Coupe First Edition.

O principal elemento a diferenciar o M850i First Edition dos demais é a pintura da carroceria em azul metálico Frozen Barcelona Blue, tonalidade exclusiva desenvolvida pelo departamento de customização BMW Individual. Além disto, o carro tem rodas de 20 polegadas Motorsport, que são mais leves, pintadas de preto Jet Black. Para complementar, o carro recebeu o pacote High Gloss Shadow Line, que inclui grade duplo-rim, molduras das janelas e ponteiras de escape com acabamento escurecido. Opcionalmente, o carro pode vir também com elementos aerodinâmicos e teto de fibra de carbono.

Por dentro, o Série 8 First Edition conta com bancos de couro branco Ivory White e azul Night Blue, enquanto o revestimento de teto é de Alcantara na mesma tonalidade azul. O sistema de som é um Bowers & Wilkins Diamond Surround, e diversos controles para o motorista podem ter apliques de vidro nos seletores e botões. Há outros detalhes que são opcionais, como volante Motorsport revestido de couro, acabamento em preto brilhante no painel e uma plaqueta numerada.

Só não houve modificações mecânicas: o cupê permanece com o mesmo V8 biturbo de 4,4 litros de 530 cv, acoplado a uma transmissão automática de oito marchas e a um sistema de tração 4×4. É o suficiente para que o M850i seja capaz de ir de zero a 100 km/h em 3,7 segundos, com máxima de 250 km/h. (DH)

 

Sauber Alfa Romeo agora é Alfa Romeo Racing

Como aconteceu durante a parceria com a BMW no início da década passada, a Sauber foi rebatizada com o nome de sua principal parceira técnica, a Alfa Romeo. A partir desta temporada, a equipe suíça irá disputar a Fórmula 1 como Alfa Romeo Racing.

Apesar da mudança no nome, a equipe manterá a estrutura e o pessoal da Sauber, e continuará com o motor Ferrari. A dupla de pilotos será formada pelo experiente Kimi Raikkonen e pelo estreante Antonio Giovinazzi. (LC)

 

ABT apresenta Audi RS4+ com 510 cv

A preparadora alemã ABT Sportsline revelou neste fim de semana sua nova versão preparada da Audi RS4 Avant, batizda simplesmente “RS4+”. O principal plus fica por conta do motor V6 biturbo de 2,9 litros: ele traz um aumento de 60 cv em relação ao modelo stock – de 450 cv para 510 cv ou 530 cv, dependendo da disposição (financeira, especialmente) do dono. O torque também aumenta, de 61,2 mkgf para 69,3 mkgf.

A ABT não diz o quanto a RS4+ é mais rápida que a versão original – esta, porém, é capaz de ir de zero a 100 km/h em 4,1 segundos, portanto não é absurdo imaginar algo abaixo dos quatro segundos. A preparadora também não revela que tipo de modificações são realizadas, mas não é difícil deduzir que uma reprogramação eletrônica, um aumento na pressão dos turbos e um retrabalho de fluxo tenham sido feitos.

A perua esportiva também recebeu molas e amortecedores ajustáveis, além de novas barras estabilizadoras. Além disso, foram instaladas novas ponteiras de escape quádruplas e um kit de acessórios externos em fibra de carbono – spoiler frontal, apliques nas laterais e difusor traseiro. Por dentro, a RS4+ tem acabamento de fibra de carbono no painel e nos bancos concha, além de uma plaquena numerada e emblemas ABT e RS4+ nos tapetes, nos encostos dos bancos e nas soleiras das portas.

A ABT apresentará a RS4+ no Salão de Genebra, no início de março. Serão feitas apenas 50 unidades. (DH)

 

Yamaha XJ6 N deixa de ser fabricada no Brasil

A Honda CG 125 não foi a única moto a sair de linha neste início de fevereiro: quem também o fez foi a Yamaha XJ6 N. A naked esportiva deixa de ser fabricada após 9 anos em produção no País. No restante do mundo, ela já tinha sido descontinuada em 2016.

Lançada em 2010, a XJ6 era movida por um quatro-cilindros de 600 cm³ com comando duplo no cabeçote, 77,5 cv a 10.000 rpm e 6,1 mkgf de torque a 8.500 rpm, acoplado a um câmbio de seis marchas. Com 177 kg, a XJ6 era capaz de ir de zero a 100 km/h em 4,5 segundos, com máxima de 192 km/h.

Ainda há algumas unidades da XJ6 N nas concessionárias, onde a moto custa R$ 34.690. É exatamente o mesmo preço da Yamaha MT-07, que assumirá seu lugar e usa um motor bi-cilíndrico de 689 cm³ e 74 cv. (DH)

 

Fiat Chrysler anuncia novo recall no Brasil

A Fiat Chrysler anunciou mais um recall referente aos “airbags mortais” no Brasil. O grupo convocou 70 unidades do Chrysler 300C 2014 e 2015 e 670 unidades do Jeep Wrangler 2014 a 2016 para substituição dos airbags.

Os proprietários devem agendar o serviço em qualquer concessionária da Jeep/Chrysler para substituição do insuflador do airbag do lado do passageiro. Para mais informações, os proprietários devem acessar os sites www.chrysler.com.br ou www.jeep.com.br ou telefones 0800 703 7130 (Chrysler) ou 0800 703 7150 (Jeep). (LC)

Matérias relacionadas

Uma Parati CL 1990 conservadíssima, uma Silverado turbodiesel de 400 cv, um Escort XR3 1.8 bem original e mais no GT40

Dalmo Hernandes

Fiat Argo é revelado oficialmente, BMW explica o sistema de tração integral do novo M5, Range Rover Velar começa a ser vendido no Brasil e mais!

Leonardo Contesini

A história do mítico Honda NSX-R GT feito pela Spoon Sports

Dalmo Hernandes