A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
GT40 Classificados Zero a 300

Os carros turbinados de fábrica mais legais do GT40 – parte 2

Há alguns dias a lista temática do GT40 trouxe a vocês carros com motores turbinados de fábrica. Se você prestou atenção, viu que aquela era a “Parte 1”. Hoje é dia da “Parte 2”, com mais uma seleção de carros que vieram de fábrica sobrealimentados. Alguns são mais antigos, outros mais recentes; alguns são originais, outros importados. Alguns são para poucos, outros são bem mais acessíveis. Em comum, todos têm a sobrealimentação. E o fato de terem nos chamado a atenção, cada um a seu modo.

Vale relembrar: trata-se de uma situação diferente das listas de anúncios de pessoa física, que seguem uma ordem cronológica: escolhemos a dedo os carros desta lista, e todos são interessantes em nossa opinião, cada um por suas razões. Entendido? Então vamos lá!

img_325376_4_6e93dca0-2b48-4c39-b81b-08edb16917e1

Começando por um ícone JDM dos anos 90: um Impreza GT 1998 cujo motor flat-four 2.0 turbo originalmente entrega 218 cv – força levada para as quatro rodas através de uma caixa manual de cinco marchas. O anunciante diz ser o terceiro dono deste exemplar, que tem 150.000 km mas segundo ele sempre foi bem cuidado e teve toda a manutenção feita em dia. O dono também cita algumas modificações, como a turbina da versão STi, sistema de escape em inox, Unichip e molas esportivas H&R. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

img_326016_4_fbb3a538-8382-4528-98e2-998ced4200b6

Esta é uma Audi RS6 2016 que, logo de cara, chama a atenção por não ser azul. A super perua é movida por um V8 biturbo de quatro litros que, na versão Performance, entrega nada menos que 605 cv e 76,5 mgf de torque, e é acoplado a uma caixa automática de oito marchas. É um conjunto capaz de levar a RS6, que pesa seus 1.950 kg, de zero a 100 km/h em 3,7 segundos, e seguir acelerando até os 305 km/h. Este exemplar tem 13.000 km declarados, ou seja, é praticamente novo. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

img_233888_4_dddbad0a-cc61-40f9-b238-32155f2107c9

Curte os motores TFSI/TSI do grupo VAG, mas quer algo mais civilizado e acessível? Então dê uma olhada neste VW Jetta Highline 2015. Que, até onde vão os sedãs médios, é dos mais interessantes mesmo três anos depois: o motor 2.0 TSI entrega 211 cv e é acoplado a uma transmissão de dupla embreagem e seis marchas. É o suficiente para ir de zero a 100 km/h em 7,2 segundos. O dono diz que este exemplar tem 61.000 km rodados, e que a última revisão em concessionária foi feita aos 60.000 km. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

img_326292_4_bfd8823c-1df9-44bf-aa20-eac94822357c

E que tal um hot hatch com sangue britânico e engenharia alemã? Este Mini Cooper S é um exemplar de 2011, o que significa que seu motor é o 1.6 turbo Prince, ou THP, desenvolvido pela BMW em parceria com a PSA Peugeot Citroën e também encontrado em alguns modelos franceses como o Citroën DS3 e o Peugeot 208 GT. No caso do Mini, são 184 cv moderados por uma caixa manual de seis marchas. O conjunto é capaz de levar o Cooper S de zero a 100 km/h nos sete segundos baixos, com velocidade máxima de 223 km/h. O anúncio não dá muito mais informações a respeito do carro além dos 67.000 km declarados, mas as fotos mostram um carro aparentemente bem cuidado e original. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

img_319520_4_5038110d-e156-424c-b96a-af304ccbb3a7

O Juliano Barata já testou o Porsche Macan Turbo, equipado com um V6 bitubo de 3,6 litros e 400 cv, e ficou impressionado com sua dinâmica muito bem acertada, mais próxima de um hatch do que qualquer outro SUV compacto. A versão S, com seu 3.0 biturbo de 340 cv, é menos potente mas também tem tração integral e compartilha do mesmo comportamento nas curvas. Segundo o anunciante este exemplar produzido em 2014 tem pouco mais de 48.000 km rodados, e parece em bom estado de conservação. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

img_257936_4_f4ce9f61-2da2-439b-ad7e-5aa1602e74b2

Este não é um Golf GTI, mas é um turbo de fábrica – e, mais importante, é uma perua. O Golf Variant Highline é equipado com um motor 1.4 TSI de 140 cv, acoplado a uma caixa de dupla embreagem e sete marchas. De acordo com o anunciante, o carro fabricado em 2016 tem 45.000 km rodados e é de único dono. Embora o desempenho não seja o mesmo do hot hatch, o desenho bem resolvido, a praticidade e o bom nível de equipamentos são bons argumentos. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

img_326068_4_e9c33ce7-77f7-432a-920d-7815e65998c3

Por mais que exista um saudosismo (plenamente justificado) pelos motores seis-em-linha naturalmente aspirados da BMW, não dá para desprezar os 306 cv do motor N54, seis-cilindros biturbo de três litros ligado a uma caixa automática de seis marchas. O carro é capaz de ir de zero a 100 km/h em 5,4 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h. Com 74.000 km declarados, não é um carro tão rodado e parece bem conservado por dentro e por fora.[highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

img_198876_4_cf6bd95a-4914-41ae-9a07-d240c8f3fdeb

Quer um turbinado de fábrica verdadeiramente exótico? Que tal um clássico sueco à frente de seu tempo? Este é um dos 34 Saab 9000 importados para o Brasil em 1991. O carro usa um motor 2.3 turbo de 200 cv e câmbio automático de quatro marchas. O carro tem uma farta lista de equipamentos: airbags, ar-condicionado digital, limpadores de farol, direção hidráulica, freios ABS, teto solar, bancos com ajustes elétricos, computador de bordo, check control e sistema de som Clarion com toca-fitas e CD-player. O revestimento interno usa couro natural de carneiro  e detalhes de madeira. O anunciante diz que o carro tem menos de 50.000 km rodados. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

img_49552_4_5e11a7da-d0b2-4b01-ad78-06d25e3c5067

E que tal algo exótico, porém um pouco mais moderno? Este é um Chevrolet HHR, uma espécie de crossover retrô inspirado pelas station wagons dos anos 1940 equipado com um motor 2.0 turbo de 260 cv e câmbio automático de cinco marchas. Este exemplar foi fabricado em 2008, tem 32.000 km rodados de acordo com seu proprietário e está usando rodas BBS de 18 polegadas. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

img_239800_4_555c44a1-cbbb-47a4-9b08-9bfb73236b82

Falando em raridades, vamos fechando a lista com este rarissimo Audi RS6 sedã na cor Amarelo Imola. O motor é um V8 biturbo de 450 cv acoplado a uma caixa automática ZF de cinco marchas, que leva a força do motor para as quatro rodas. O dono diz que este é um dos 24 exemplares do RS6 sedã de primeira geração, e o único nesta cor. Ele também ressalta que o sistema de de suspensão ajustável original, que era bem propenso a vazamento, foi trocado por um sistema de coilovers Bilstein. E afirma que o RS6, aos 109.000 km rodados, está muito bem conservado. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

Matérias relacionadas

Chris Harris acelera o novo Porsche 911 Turbo S em Kyalami, sogra de Bernie Ecclestone é libertada do cativeiro, um novo “Shelby Cobra” e mais!

Leonardo Contesini

A história do único Lamborghini Countach que correu no JGTC, o Campeonato Japonês de Turismo

Dalmo Hernandes

Toyota Auris no Brasil, Niki Lauda em estado grave, a primeira F50 a venda e mais!

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados