FlatOut!
Image default
GT40 Classificados Zero a 300

Os clássicos brasileiros dos anos 60 e 70 mais legais à venda no GT40

Muitos entusiastas sonham em comprar um carro antigo para chamar de seu. Na hora de escolher um, é natural que as primeiras opções sejam de clássicos brasileiros. Existem opções acessíveis e mais caras; raridades ou carros comuns, porém estilosos e consagrados, todas com seu próprio apelo. Sabendo disso, demos uma vasculhada no GT40 e separamos alguns carros dos anos 60 e 70, fabricados no Brasil, que podem ficar muito bem na sua garagem.

Como de costume, é importante reforçar que esta é uma situação diferente das listas de anúncios de pessoa física, que seguem uma ordem cronológica: escolhemos a dedo os carros desta lista, e todos são interessantes em nossa opinião – há uma razão por trás de cada escolha. No caso desta lista em específico, demos prioridade a carros originais ou com poucas modificações, e que estão em bom estado de conservação.

Entendido? Então, bora lá!

 

img_151096_4_baea2b3b-64aa-4454-bdb8-48cd9f9368ed

Começando, temos este Volkswagen TL 1973, equipado com motor flat-4 de 1,6 litro e 65 cv. De acordo com a descrição do anúncio o carro “muito inteiro e todo original”, e já recebeu a placa preta. Pode ser uma proposta interessante, especialmente se o carro for mesmo um sobrevivente, jamais restaurado. Vale lembrar que, no caso do TL (assim como a Brasilia, a Variant, o VW 1600 e a Variant II), o motor não é exatamente igual ao do Fusca pois não tem a “capela” vertical que auxilia na refrigeração – a mesma é plana, permitido que exista um pequeno porta-malas adicional sobre o motor. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_147196_4_ce336d47-9e08-4fa4-b2e5-6afb8dceb3e8

Por mais que as fotos esteja escuras, a ideia de um Alfa Romeo 2300 por um preço acessível atrai. O sedã de luxo foi um dos carros mais modernos à venda no Brasil em seu tempo (no caso deste exemplar, 1978), equipado com um quatro-cilindros de 2,3 litros com comando duplo no cabeçote e 140 cv. Era o bastante para ir de zero a 100 km/h em 12 segundos, marca excelente para a época. O anunciante limita-se a dizer que o carro é original. Se quiser saber mais, [highlight color=”eg. yellow, black”]clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_151156_4_76d116e5-7fe7-4de6-a4d7-1edcee4add24

Este Chevrolet Opala quatro-cilindros 1977, modelo 1978, tem na rara cor Azul Danúbio, um tom metálico suave, um dos atrativos. O carro teve a pintura e a mecânica restaurados recentemente, enquanto o interior, de acordo com o proprietário, apresenta algum desgaste mas é quase todo original, com exceção do volante. O dono também afirma que o Opala está muito bom em termos de estrutura. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_147604_4_7c071b16-1133-420d-a0f0-77c87a1c184a

Outro clássico com placa preta na medida para curtir, ao que tudo indica: este Fiat 147, segundo o anunciante, é um carro muito bem conservado, apresentando apenas algumas marcas do tempo na pintura, carroceria e acabamentos. O proprietário destaca a placa preta e também o bom funcionamento do motor, câmbio, freios, elétrica e suspensão. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_129284_4_22d81321-9443-4f53-afd3-dbf52f6b25ec

Outro carro que merece sua atenção é este Passat LS 1.5: nunca restaurado e, pelas fotos, extremamente bem preservado. O proprietário diz que pintura, interior e mecânica são originais e estão em muito bom estado de conservação e funcionamento. A quilometragem marcada no hodômetro é de 185.000 km. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_146928_4_eb316eb6-66c9-4126-abd3-6ff176c3cef8

Por mais que o anúncio não deixe claro se o carro é original ou restaurado, há poucas modificações estéticas neste Ford Galaxie 500 1971 – apenas um jogo de rodas aftermarket calçadas com pneus Mickey Thompson e faróis de xenônio. O motor V8 de 4,8 litros parece não ter sido modificado, e o preço é convidativo. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_100320_4_1e1597bb-012c-440c-8edf-6e1d19d0fee2

Este Dodge Dart SE, raro exemplar da versão esportiva de “baixo custo”, é original de plaqueta e todo restaurado, com direito aos cobiçados bancos com revestimento xadrez. O motor é o mesmo V8 318 (5,2 litros) das outras versões, e segundo o proprietário toda a documentação está em ordem. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_99224_4_afc3a77e-14c9-4ca4-9e24-b2533957bf17

Está a fim de comprar um clássico de tração traseira só para curtir? Este Chevette tubarão 1976 pode ser uma boa pedida. O dono diz que o índice de originalidade é alto, incluindo pintura e revestimentos internos, e que o motor foi refeito por completo em 1995, rodando cerca de 20.000 km desde então. Ele diz também que falta pouco para que o carro fique apto para receber a placa preta – apenas corrigir alguns detalhes na pintura e no acabamento. Clique para ver o anúncio.

 

img_13680_4_f99acee6-6214-44fb-a48c-cf30e711550a

Este carro é o mais perto que se pode chegar de um GT Malzoni/Pum DKW zero-quilômetro: segundo seu dono, trata-se de um recriação feita com fibra de vidro sobre os moldes originais. Trata-se de uma réplica que usa como base um DKW Fissore 1964, incluindo chassi, motor e diversos itens de acabamento, além do motor três-cilindros dois-tempos de 981 cm³. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_133532_4_5cb5a54a-ced9-4335-b344-273bf306761c

Fundada nos anos 80, a Baby é uma das mais tradicionais fabricantes de buggies do Brasil, conterrânea e contemporânea da mais conhecida Bugre. Este exemplar, de acordo com seu proprietário, está bem conservado, com pintura, estofamento e mecânica em bom estado. O motor é um flat-4 1600 Volkswagen. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_103544_4_1db0cb50-3114-4d63-8616-a186090c94e2

Por fim, temos um raro Chevrolet Chevette GP 1978, último ano da versão esportiva, com teto preto, retrovisores aerodinâmicos e estofamento em curvim preto. De acordo com o dono, o carro está bem cuidado e é bastante original. Além disso, diz também que a mecânica é nova e está revisada. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

Matérias relacionadas

Extintores podem voltar a ser obrigatórios, Mercedes lança C450 AMG no Brasil, Controle de Estabilidade será obrigatório e mais!

Leonardo Contesini

Aceleramos o Porsche 911 Carrera GTS: o melhor dos dois mundos?

Juliano Barata

Need for Speed é lançado hoje, Jetta personalizado pela Momo, BMW M2 e M4 Performance, novo complexo de testes da Pirelli e mais!

Leonardo Contesini