A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Os detalhes do Mercedes AMG GT, BMW Série 1 com tração dianteira, um novo Pagani para Nürburgring e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Os detalhes do novo motor do Mercedes AMG GT

732188316703036170

Até agora pouco se sabia sobre o “caçador de 911” da Mercedes-Benz. As únicas certezas que se tinha até agora é que ele não terá portas asa-de-gaivota mas substituirá o SLS AMG, e que seu motor será um novo V8 biturbo 4.0. Agora a Mercedes finalmente revelou os detalhes técnicos do carro, mais especificamente deste novo V8.  A potência é maior do que se esperava: 510 cv a 6.250 rpm, enquanto o torque chega a 66,1 mkgf entre 1.750 e 4.750 rpm. O motor, batizado de M178, é totalmente novo, e substitui o atual 6.2 V8 aspirado (M159).

 

A mudança se deve à intenção da fabricante em uma nova série de motores modulares; este V8 tem as mesmas medidas de diâmetro e curso que o motor 2.0 de quatro cilindros do Classe A e do Classe B, e em breve a marca voltará a usar motores seis em linha, provavelmente com três litros de deslocamento. O AMG GT não será oferecido com câmbio manual, mas ainda não se sabe se ele usará uma caixa de sete ou nove marchas. O modelo deve ser revelado no fim do ano, e começa a ser vendido em março de 2015.

Pagani planeja versão de pista do Huayra

FlatOut 2014-06-13 às 10.41.07

O Pagani Huayra foi lançado em 2011 para substituir completamente o Zonda, que ainda está recebendo versões novas depois de dois anos e meio do seu “fim”, como a edição 760 X. Mas agora parece que o Huayra vai começar a receber um tratamento semelhante ao do seu irmão mais velho. O primeiro deles será o Huayra roadster, que deve chegar até 2016, mas antes disso, são grandes as chances de haver uma nova versão do modelo fechado. 

Um usuário do fórum Teamspeed recentemente conversou com o piloto de testes da Pagani, Davide Testi, que deixou escapar que há uma versão do Huayra exclusiva para pistas em desenvolvimento. Há poucos detalhes, mas ele deverá ser o sucessor do Zonda R. Se a informação for concreta (e tem tudo para ser, por que não?), espere ver um pacote aerodinâmico mais agressivo, pneus slick, cockpit espartano e ainda mais potência do V12 de seis litros feito pela AMG, que já desenvolve 720 cv em sua versão básica.

 

BMW Série 1 terá tração dianteira na próxima geração

Large Image (optional)

Dos hatches “premium” alemães, apenas o BMW Série 1 é fabricado com a boa e velha tração traseira. Mas essa história está perto de mudar: segundo os britânicos da Auto Express, a próxima geração do modelo usará plataforma de tração dianteira e terá o sistema xDrive nas versões esportivas. Exatamente como Audi e Mercedes já fazem com o A3 e o Classe A. 

Talvez você se lembre que em 2010 a BMW fez uma pesquisa para descobrir se seus clientes quais rodas tracionam seus Bimmers, e o resultado mostrou que 80% deles não fazem a menor ideia. Essa pesquisa não foi feita por acaso. A tração traseira pode ser uma das maiores tradições da BMW, mas não faz sentido mantê-la quando isso não agrega valor ao produto para a maioria dos consumidores. Além disso, hatchbacks nunca precisaram de tração nas rodas traseiras para ser divertidos, e o próprio Mini da BMW prova isso.

Agora que a BMW tem duas linhas com tração dianteira — Mini e Série 2 Active Tourer —, e com a chegada do novo X1 prevista para 2015, que também irá mover as rodas da frente, faz todo o sentido incluir o Série 1 no compartilhamento de plataformas como forma de economia de escala. Os quatro modelos serão baseados na nova arquitetura UKL1, que estreou neste ano no novo Mini. O lançamento da próxima geração do Série 1, contudo, está previsto apenas para 2018.

SUV da Bentley já roda com carroceria própria e poucos disfarces

bentleysuv3

Você já deve estar ciente de que a Bentley, tradicional fabricante de sedãs e cupês ultra-luxuosos, decidiu lançar um SUV. Na verdade a decisão veio dos líderes do Grupo Volkswagen, mas isso é um mero detalhe corporativo. Até agora ele vinha sendo testado em forma de mula, com carroceria de outros carros do grupo, mas desta vez, ele foi visto circulando com sua própria pele e quase sem disfarces, e ela se parece muito com o conceito EXP 9, exibido em 2012.

bentleysuv5_0

Em relação ao conceito, nota-se que as formas gerais continuam as mesmas, mas o protótipo tem a dianteira do Continental GT. Olhando com atenção você verá que a fabricante tentou esconder as linhas curvas da carroceria com alguma camuflagem sob a capa preta. Visto de perfil e de traseira ele é mais semelhante ao conceito. O para-brisa traseiro bem inclinado com as saídas de escape ovais dão ao SUV um stance mais esportivo. Além de ser o primeiro SUV da marca, ele também será o primeiro Bentley a usar um powertrain híbrido a gasolina. Ele será lançado em 2016 e custará mais de £ 140.000 (R$ 530.000) e poderá passar das £ 200.000 (R$ 760.000) nas versões topo-de-linha.

Matérias relacionadas

Barn find à venda: este Cadillac Coupe De Ville 1959 jamais foi restaurado

Dalmo Hernandes

East Bay Dragons: a história do primeiro motoclube negro dos EUA

Dalmo Hernandes

Dome Zero: quando os japoneses fizeram seu próprio supercarro em forma de cunha

Dalmo Hernandes