Os dois SUVs mais extremos do Salão do Automóvel: Rolls-Royce Cullinan e Lamborghini Urus, em detalhes

Dalmo Hernandes 7 novembro, 2018 0
Os dois SUVs mais extremos do Salão do Automóvel: Rolls-Royce Cullinan e Lamborghini Urus, em detalhes

A noção comum é que entusiastas gostam de carros esportivos – versões apimentadas, edições especiais mais potentes, supercarros. Sejam eles modernos ou clássicos. No entanto, alguns SUVs merecem toda a nossa atenção, em situações bem específicas. Como quando você está no Salão do Automóvel e topa com dois extremos: o SUV mais luxuoso do mundo e aquele que certamente é um dos mais velozes.

Estamos falando do Rolls-Royce Cullinan e do Lamborghini Urus. Ambos foram trazidos para o Salão pela Via Italia, A importadora Via Itália, representante oficial de diversas fabricantes de superesportivos e carros de luxo no Brasil.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

ASSINE

Os assinantes possuem acesso livre para todo o conteúdo do FlatOut. incluindo matérias especiais, de R$ 14,90 por apenas R$ 9,90 por mês.

CROWDFUNDER

Membro especial, com descontos em nossa loja e em parceiros. Participe do nosso grupo secreto no Facebook e fique próximo à equipe do FlatOut

E nós pudemos ver os dois bem de perto – ainda que, infelizmente, não tenhamos podido dar a mesma atenção a ambos. Nosso contato com o Rolls-Royce Cullinan foi bem mais longo, enquanto com o Urus o encontro foi bastante breve.

 

Rolls-Royce Cullinan

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-44

“Em qualquer lugar, sem esforço algum” é o lema do Rolls-Royce Cullinan. Seus proprietários provavelmente não farão trilhas off-road com ele – apostamos que muitos sequer sairão do asfalto. Mas isto não significa que ele não seja capaz: a Rolls-Royce fez questão de dar ao SUV mais luxuoso do mundo (ou, se preferir, o “Rolls-Royce dos SUVs”, como a própria marca diz) todas as ferramentas necessárias para que ele seja capaz de cruzar estradas lamacentas e cheias de buracos, desertos de areia e nevascas. Mas quem tem cacife para comprar um Rolls-Royce Cullinan precisa ter certeza de que seu novo utilitário esportivo de luxo é capaz de fazer tudo isto – mesmo que, no fundo, nunca vá desfrutar desta capacidade.

O Cullinan é um monstro: são 5.341 mm de comprimento, 2.164 mm de largura, 1.835 mm de altura e 3.295 mm de entre-eixos – tudo isto com 2.660 kg na balança. E ele tem o perfil muito semelhante ao de um Range Rover.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-20

O conjunto mecânico você já conhece: o Cullinan pegou emprestado o motor do Rolls-Royce Phantom, com quem também divide a plataforma Architecture of Luxury “Arquitetura do Luxo”, em uma tradução literal. Foi-se o tempo em que a Rolls dizia que seus motores tinham potência suficiente: sabemos que seu V12 biturbo de 6,75 litros  enttrega 570 cv e 86,6 mkgf de torque – este último atinge seu pico já às 1.600 rpm.

Prova de que a vocação do Cullinan é o asfalto é seu sistema de tração integral, que é rear-biased – ou seja, ele prioriza o eixo traseiro. Na maioria do tempo, a 90% da força do motor vai para o eixo traseiro. A transmissão automática da ZF, com oito marchas, também é a mesma empregada pelo Phantom. A Rolls-Royce não fez questão de divulgar dados de aceleração e velocidade máxima – e provavelmente não vai fazê-lo. É o tipo de coisa que não importa nem um pouco para quem vai comprar um SUV da Rolls-Royce.

O sistema de suspensão dianteira é do tipo double wishbone (braços triangulares sobrepostos), enquanto a traseira usa um arranjo do tipo five-link. O eixo traseiro é exclusivo do Cullinan – é diferente do que se encontra no Phantom – e, segundo a Rolls, realiza milhões de cálculos por segundo para ajustar em tempo real a carga dos amortecedores. O sistema leva em conta a aceleração, os movimentos do volante e as informações das câmaras externas – elas leem o desenho do piso e, com isto, conseguem ajustar com antecedência o ajuste da suspensão. São instantes preciosos para que se filtre quaisquer turbulências que eventualmente possam chegar ao habitáculo.

Mas chega de papo. Vamos ver o Rolls-Royce Cullinan em detalhes, agora.

Começando, claro, pelo Spirit of Ecstasy, provavelmente o ornamento de capô mais famoso do mundo. Por definição ele só pode ser visto ou fotografado, e não tocado – o sistema antifurto possui um sensor que recolhe a estatueta em frações de segundo ao menor contato.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-18

A silhueta da figura também aparece nos revestimentos de porta, em alto relevo…

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-26flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-25

… e no botão do seletor no console central:

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-32

O Rolls-Royce Cullinan possui emblemas “RR” espalhados por todo o carro. Nos para-lamas dianteiros…

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-16

… nos centros das rodas, que são polidas à exaustão – cara a cara elas são absurdamente brilhantes…

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-17

… dentro das lanternas traseiras…

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-21

… dentro dos faróis…

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-23

… nos encostos de cabeça…

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-28 flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-27

… nas telas dos alto-falantes…

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-37 flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-29

… no botão da buzina, claro…

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-34

… e nos ponteiros (virtuais) do painel de instrumentos:

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-30

Mesmo com todo este tamanho, o Rolls-Royce Cullinan não acomoda mais que quatro pessoas. Quatro pessoas que são tratadas como reis. Se você vai trabalhando no banco de trás, há uma mesinha com uma tela multimídia para cada passageiro:

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-36 flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-35flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-39

Repare no acabamento de madeira de lei no console central para os passageiros de trás – que se repete nos revestimentos de porta e no painel. Cada um tem seus controles…

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-41

… e suas saídas de ar, quente ou frio, para os pés!

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-40

Voltando à porção exterior. Está vendo a pin stripe que percorre toda a lateral do Cullinan, combinando com os detalhes do interior?

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-19 flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-22

Ela é pintada à mão. Se você ampliar a foto abaixo e olhar com atenção, vai perceber a textura da pincelada:

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-24

Então, repentinamente, chegou a hora de nos despedirmos. A foto abaixo foi feita segundos antes de o Cullinan voltar para debaixo da capa.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-45

Agora, ao outro extremo.

 

Lamborghini Urus

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-10

Enquanto o Rolls-Royce Cullinan é derivado de um sedã, o Lamborghini Urus foi desenvolvido desde o início sobre uma plataforma de SUV – a MLBEvo, versão da plataforma modular da Volkswagen feita sob medida para o Bentley Bentayga, o Porsche Cayenne e e o Audi Q7, porém com a identidade visual de um superesportivo da Lamborghini.

A cor âmbar das setas denuncia: este é um exemplar de especificação americana.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-12

O motor é um V8 de quatro litros com dois turbos igual ao do Porsche Cayenne Turbo, exceto que calibrado para render 650 cv a 6.000 rpm, enquanto o SUV da Porsche tem 558 cv. O torque máximo é de 86,5 mkgf entre 2.250 rpm e 4.500 rpm. A força do motor é moderada por um câmbio automático de oito marchas, e levada para os dois eixos através de um diferencial central Torsen, além de um diferencial traseiro com sistema de vetorização de torque. É um conjunto digno do que representa um SUV da Lamborghini – e suficiente para que o Urus vá de zero a 100 km/h em 3,6 segundos, com velocidade máxima de 305 km/h. Ou seja: se o Cullinan é o SUV mais veloz do mundo, o Urus é o mais rápido. O Bentley Bentayga, antigo detentor da coroa, tinha velocidade máxima de 301 km/h.

O Lamborghini Urus é quase tão grande quanto o Cullinan – são 2.200 kg distribuídos em 5.113 mm de comprimento, 2.017 mm de largura e 1.638 mm de altura, enquanto o entre-eixos é de 3.002 mm.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-9

Os projetistas da Lamborghini acertaram na mosca com o design do Urus – considerando a proposta, logicamente. A linha de cintura ascendente e o caimento do teto “casam” perfeitamente com as linhas musculosas dos para-lamas, enquanto o para-brisa bastante inclinado conversa muito bem com o ângulo do capô e com o restante das proporções da carroceria.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-15

O detalhe do para-choque dianteiro – no limite entre o elaborado e o poluído. O conceito era mais limpo, mas o conceito não tinha radiadores que precisavam de fluxo de ar, como o real deal.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-11

O exemplar levado para o Salão do Automóvel estava calçando as maiores rodas disponíveis, de 23 polegadas (elas também podem ser de 21 ou 22 polegadas), calçadas com pneus Pirelli P Zero de medidas 285/35 na dianteira e 325/30 na traseira. Os discos de freio de carbono-cerâmica também são gigantescos: 440 mm na dianteira e 370 mm na traseira.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-13

O interior do carro emula quase perfeitamente o que se veria no Lamborghini Huracán, por exemplo – a fibra de carbono exposta, as saídas de ar hexagonais e os controles inspirados nos caças. No entanto, as proporções são mais verticalizadas e há uma generosa central multimídia no painel. Afinal, ainda é um SUV – apenas a identidade visual é de supercarro.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-1 flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-8 flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-7 flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-6 flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-2 flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-3

O volante de base reta não é compartilhado com nenhum outro Lambo.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-4

O visual é de supercarro, mas o requinte é de SUV de luxo: o sistema de som é um Bang & Olufsen.

flatout-salao-automovel-2018-rolls-urus-5

O Lamborghini Urus custa a partir R$ 2.400.000, de acordo com a Via Italia. São R$ 2.000.000 a menos que o Rolls-Royce Cullinan, que não sai por menos que R$ 4.400.000. Inevitável cair no clichê: quem pode comprar um deles não precisa escolher um deles.

É só levar os dois.