A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos Mercado e Indústria

Os lançamentos internacionais mais aguardados de 2020

Com o início da nova década, muitas mudanças são aguardadas para o mercado e a indústria dos automóveis – incluindo uma porção de lançamentos aguardados por entusiastas no mundo todo. E isto inclui os brasileiros, mesmo se tratando de carros que, por enquanto, não têm data para chegar aqui.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

Neste post, nós listamos os que julgamos mais interessantes ou relevantes – e que ainda não foram revelados. Ou seja, carros que já foram mostrados e que só precisam começar a ser vendidos, como o Mercedes-AMG One, o TVR Griffith, o novo Mercedes-Benz GLA, os SUVS RS da Audi ou o Mustang Mach E, por exemplo, não foram incluídos. O que não significa que não estejamos loucos para vê-los de perto, obviamente.

 

Fiat 500

Projeção: Autocar

 

O Fiat 500 já é um veterano – ele está na mesma geração desde 2007. Em 2020, isto finalmente vai mudar: a nova geração do Fiat 500 deverá ser revelada. E, mudando um pouco a estratégia, a Fiat investirá primeiro na versão elétrica, deixando as versões convencionais para mais adiante – embora não se possa prever exatamente quando.

Isto não é totalmente inédito: em 2013 a Fiat lançou o 500e, que fez bastante sucesso no primeiro ano mas, com o tempo, foi sendo deixado de lado em favor das variantes convencionais. De acordo com a Fiat, este novo 500 manterá forte ligação com a estética do atual, porém será construído sobre uma plataforma completamente nova – uma plataforma que, segundo rumores, poderá dar origem a uma perua preliminarmente chamada 500 Giardiniera, com quatro portas e linhas que remetem ao clássico de mesmo nome da década de 1960.

Ford Bronco

Projeção: Car and Driver

O futuro, pelo visto, é mesmo retrô – o lançamento mais aguardado da Ford é o novo Bronco, cotado como um rival para o Jeep Wrangler e para o novo Land Rover Defender ao mesmo tempo. Publicações norte-americanas como a Car and Driver estão investigando a fundo o novo off-roader da Ford e descobriram algumas coisas interessantes.

Ele terá construção por carroceria sobre chassi, usando como base a nova geração da Ford Ranger. Assim como Wrangler e Defender, o novo Bronco terá versões de duas ou quatro portas, com comprimento e entre-eixos diferentes entre si. Esteticamente ele será retilíneo e bastante inspirado no Ford Bronco clássico – e, como o Wrangler, ele terá teto e portas removíveis.

Confirmados estão o motor turbo EcoBoost de 2,3 litros (o mesmo do Mustang e da futura nova Ranger) e um conjunto híbrido cujos detalhes ainda não são conhecidos. A Ford também estuda fortemente a possibilidade de oferecer um motor V6.

 

Alfa Romeo Tonale

A ideia de mais um SUV da Alfa Romeo poderia ser mais indigesta, é verdade – mas, no fim das contas, com a inevitabilidade dos utilitários esportivos, menos mal que seja um SUV com o cuore sportivo. O Tonale aproveitará os laços de família da FCA e dividirá sua plataforma com o Jeep Compass. Posicionado abaixo do Stelvio, ele terá tecnologia híbrida e design alinhado com o restante dos Alfa Romeo.

O conjunto híbrido será o mesmo da Jeep, com um motor 1.3 turbo na dianteira e um motor elétrico para as rodas traseiras, formando um sistema de tração integral eletrificado – com potência combinada que pode chegar a 240 cv. Digno para um Alfa.

Espera-se que o Tonale seja apresentado em 2020, ainda que as vendas só devam ter início no primeiro semestre de 2021.

 

Golf GTI/GTD/GTE/R

Projeção: Autocar

Depois da revelação recente do Golf Mk8, não demorou para que a Volkswagen confirmasse a apresentação do Golf GTI para o Salão de Genebra 2020. E, como um dos lançamentos mais aguardados do ano, o hot hatch já está tendo problemas para se esconder. Só nos últimos dias tivemos o primeiro flagra do carro sem camuflagem e o vazamento dos números de potência.

Conforme vimos no Zero a 300 de hoje, todas as variantes serão disponibilizadas já no segundo semestre de 2020. E a Volkswagen não vai revolucionar, mantendo o motor 2.0 TSI EA888 com novos números de potência: 245 cv no Golf GTI, 300 cv no Golf GTI TCR, 200 cv no Golf GTD, 245 cv no Golf GTE e 333 cv no Golf R – que, naturalmente, terá tração nas quatro rodas.

 

Novo Audi A3

O “primo rico” do VW Golf também ganhará uma nova geração em 2020. Além de ser feito sobre a mesma plataforma, o novo A3 trará uma abordagem bem semelhante – design evolucionário, bastante semelhante ao da atual geração; e mecânica familiar, porém atualizada para entregar mais potência e eficiência energética.

Por alguns flagras de protótipos em testes vemos que a identidade visual será mantida, embora as laterais devam ganhar vincos mais profundos e a silhueta, ficar ligeiramente mais alongada. Também nota-se que as lanternas traseiras ficaram mais baixas em relação à base do vigia. No mais, a Audi não deve mexer muito na receita, e isto inclui certamente a mecânica, com motores da família EA888 e o cinco-cilindros sobrealimentado no futuro Audi RS3.

 

BMW Série 4

A BMW lançou o último Série 3 em 2018, mas ainda não vimos o novo Série 4 – o que só demonstra o esforço da marca para aumentar a distância entre os dois modelos, ainda que ambos sejam feitos sobre a mesma plataforma e apresentem conjuntos mecânicos similares. O visual do cupê será substancialmente diferente do que se vê no sedã, especialmente na dianteira – todos esperamos uma grade gigantesca, que chegará até a parte posterior do para-choque, conforme já foi visto em flagras do carro sem camuflagem, no chão da fábrica.

No mais, imaginamos que o interior e o conjunto mecânico das versões do Série 4 serão espelhos do Série 3 – afinal, o Série 4 ainda é o cupê do Série 3, só ficará mais agressivo por fora para assumir uma postura mais esportiva…

 

BMW M3 e M4

… o que nos leva a outro ponto: o BMW M3 e o M4 se encarregarão de estreitar os laços entre os dois modelos, sendo igualmente agressivos no visual e portando o mesmo conjunto mecânico: o seis-em-linha biturbo de três litros S58, já usado por exemplo nos SUVs X3M e X4M. Tanto no sedã esportivo quanto no cupê, ele partirá de 460 cv na versão Pure, com tração traseira e câmbio manual, passando por 480 cv na versão “comum” e chegando aos 510 cv na versão Competition – no caso destas últimas, com tração 4×4 sob demanda e câmbio de dupla embreagem.

Até o fim do ano passado falava-se que a produção iria começar no fim de 2020, com o lançamento marcado para o início de 2021. Entretanto, na semana passada a BMW divulgou bons números de vendas e confirmou que vai adiantar os planos: M3 e M4 vão chegar em 2020, mesmo, ainda que a data exata seja mantida em segredo.

 

Porsche Taycan Cross Turismo

Somos da opinião de que os carros elétricos ainda vão demorar para deixar de ser modelos de nicho. Compreender isto nos ajuda a abrir a cabeça quanto a eles, e até a ficarmos empolgados com alguns futuros lançamentos. Andamos no Porsche Taycan, por exemplo, e fica evidente que, por baixo de toda a tecnologia futurista e do visual conceitual, está um Porsche com tudo o que um bom Porsche precisa ter: apelo entusiasta, boa dinâmica e capricho em engenharia e design.

Então, não podemos negar que o Porsche Taycan Cross Turismo, a versão shooting brake com suspensão ligeiramente elevada e molduras nos para-lamas, é um carro que queremos ver logo nas ruas. Assim como aconteceu como próprio Taycan, ele não deverá fugir muito do conceito que já nos foi apresentado em 2018, e é bem provável que ele tenha mesmas versões que o sedã.

 

Peugeot 508 Sport Engineered

Apresentado no Salão de Genebra do ano passado, o conceito Peugeot 508 Sport Engineered é a prévia do novo sedã esportivo francês, já confirmada e aguardada para este ano.

O conceito é movido por um quatro-cilindros turbo de 1,6 litro e 197 cv, mais dois motores elétricos: um de 107 cv na dianteira e um de 201 cv na traseira. A potência total combinada é de 505 cv, mas como os três motores não atingem seu pico de potência ao mesmo tempo, na prática o 508 Sport Engineered tem potência máxima de 400 cv.

A Peugeot diz que o conceito é capaz de ir de zero a 100 km/h em 4,3 segundos, com velocidade máxima limitada em 250 km/h. Seu visual certamente será um pouco diluído na versão final, e o sobrenome Sport Engineered ainda pode mudar. Será pedir muito para que a Peugeot o chame de 508 GTI?

Maserati Alfieri

Depois de muitos anos, enfim o Maserati Alfieri – o prometido supercarro italiano que foi apresentado pela primeira vez, como conceito, em 2014 – deve estrear em 2020. Em sua mais recente configuração, o esportivo substituirá o Maserati GranTurismo e poderá contar com um motor V8 totalmente novo ou com o motor V6 biturbo de 2,9 litros usado pelo Alfa Romeo Giulia. De todo modo, é dada como certa a adoção de tecnologia híbrida – algo que não estava previsto há seis anos.

É bem provável que o carro adote uma configuração clássica de grand tourer, com o motor em posição central-dianteira e a cabine recuada. Quanto à potência, fala-se em algo na casa dos 500 cv em sua versão inicial. Que, mesmo se apresentada em 2020 (possivelmente em maio), só começa a sair da fábrica em 2021.

 

 

Sucessor do Nissan 370Z

O futuro Z-car da Nissan ainda não tem nome, mas sua chegada é iminente – a fabricante não vai deixar a linhagem morrer com o veterano 370Z, que foi lançado em 2009, completando 11 anos em 2020.

Ainda há pouquíssimas informações a seu respeito – fontes dentro da marca falam em um visual retrô, inspirado tanto pelo Nissan 240Z (na dianteira) quanto pelo 300ZX (na traseira), e na adoção de um motor Infiniti de três litros com dois turbos potência que vai dos 400 cv na versão normal até mais de 500 cv na versão Nismo.

 

Volkswagen Arteon shooting brake

As peruas estão morrendo? Sim, e é culpa dos SUVs. Mas a Volkswagen aparentemente não se incomoda com isto – até porque, nos segmentos mais caros, elas parecem ainda ter espaço. Por conta disto, o VW Arteon, atual sedã de topo da Volks, também ganhará sua versão de teto longo em breve.

O carro já foi flagrado quase sem camuflagem na fábrica chinesa da Volkswagen, operada em conjunto com a FAW. Na China, onde o Arteon é vendido como Volkswagen CC, acredita-se que a perua irá se chamar CC Travel Edition. Não há sequer a confirmação de que o carro será vendido fora da China, e a Volkswagen sequer fez qualquer tipo de divulgação oficial a seu respeito fora daquele país, mas só de uma bela perua como esta existir já ficamos aliviados.

 

Hyundai Tucson N

Projeção: AutoExpress

Por muito tempo o Hyundai Tucson, no Brasil, foi sinônimo de “SUV de entrada da Hyundai” – e ele fez um bruto sucesso, sendo vendido praticamente sem alterações entre 2005 e 2018 (sendo que, a partir de 2010, ele deixou de ser importado da Coreia do Sul e passou a ser produzido localmente). A segunda geração, lançadam em 2010, ainda é vendida por aqui como Hyundai ix35. E a terceira – chamada pelos marqueteiros no Brasil de “New Tucson”  – está prestes a ganhar sua versão esportiva N. N de verdade, não um “N Line”.

Isto significa que ele terá um motor com pelo menos 340 cv e tração nas quatro rodas. Os boatos começaram a surgir no começo de 2019 e ainda não dão informações claras – sequer a configuração do motor é confirmada, com as maiores chances caindo sobre uma versão mais forte do motor 2.0 turbo da divisão N. De todo modo, mesmo que seja apresentado em 2020, o suposto Tucson N não deve chegar ao mercado antes de 2021.

Matérias relacionadas

Porsche 911 R é um sonho purista com câmbio manual, tração traseira e motor aspirado de 500 cv

Dalmo Hernandes

Shelby GT: o novo Mustang de 635 cv com supercharger e muita fibra de carbono

Dalmo Hernandes

Retrospectiva: os carros mais legais que saíram de linha em 2019

Eduardo Rodrigues
error: Direitos autorais reservados