FlatOut!
Image default
Zero a 300

Os melhores burnouts do Dodge Hellcat em 2014, o tanque de guerra que virou táxi na Rússia (claro), o novo BMW Série 7 2016 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Os melhores burnouts do Hellcat em 2014 selecionados pela própria Dodge

O Challenger Hellcat foi, sem dúvida, a maior sensação dos muscle cars em 2014. O Ford Mustang pode até ter se tornado o melhor deles com sua nova suspensão traseira independente, um novo GT350 e até um motor turbo, mas quando se fala de muscle cars é difícil argumentar contra 717 cv e uma máquina de evaporar pneus.

Foi exatamente desta forma que a Dodge comemorou a virada do ano. Não, eles não fizeram mais um burnout com o Hellcat. O que eles fizeram foi uma coletânea com melhores burnouts do Challenger Hellcat e de seu irmão, o Charger Hellcat, em 2014. Considerando que o Hellcat é um V8 de alta performance tipicamente americano — um 6.2 sobrealimentado por um compressor — o resultado não poderia ser menos épico.

 

Blindado militar vira táxi comum na Rússia

A essa altura da história mundial o trânsito da Rússia dispensa apresentações. Tudo o que pode acontecer de mais bizarro, inimaginável e impossível acontece por lá — sempre diante das famosas dashcams, claro. Por isso, nada mais natural que um blindado militar usado como táxi tenha aparecido por lá. Por que não estamos tão surpresos com isso?

Segundo o jornal Russia Today, depois de sua baixa no exército, o blindado de reconhecimento BRDM-2 APC conseguiu uma licença de táxi em São Petersburgo. Ele só precisou ter sua pintura camuflada removida e substituída por uma vermelha, e agora transporta turistas pela cidade — provavelmente aqueles mais interessados em uma experiência imersiva pelo famoso trânsito local. Considerando o que vemos na internet, ele talvez seja mesmo o carro ideal para isso.

Para passear por São Petersburgo a bordo do BRDM APC é preciso desembolsar cerca de R$ 250, mas você roda protegido por 14 mm de blindagem, sentado em poltronas de couro. E caso aconteça algo muito, muito bizarro, que faça o carro cair na água, você também estará a salvo: o modelo é anfíbio.

 

BMW Série 7 2016 é flagrado totalmente sem disfarces

2016-BMW-7-Series-1

O novo BMW Série 7 deveria aparecer somente perto da metade de 2015 — provavelmente no Salão de Genebra ou de Frankfurt deste ano — mas parece que alguém decidiu antecipar as coisas e o deixou exposto sem camuflagem alguma e o pessoal do Carbuzz não perdeu a chance de revelar o modelo para o mundo.

Flagrado na forma de 730d, o novo Série 7 (G11) traz elementos de design já adotados nas séries 3, 4 e 5, além de traços do conceito BMW Vision Future Luxury, que foi apresentado no Salão de Pequim em 2014. A dianteira está mais agressiva, e traz os novos farois a laser da BMW, que estrearam no futurista i8. Por dentro, o painel abandonou dials e ponteiros e adotou uma painel digital TFT como seus rivais da Audi e Mercedes.

O que se sabe sobre o novo modelo, por enquanto, é que ele perdeu mais de 200 kg em relação ao antecessor e será equipado com motors L6, V8 e V12, além de um 2.0 turbodiesel e uma versão híbrida.

 

Este Corvette ZR1 1990 rodou apenas 205 km e está à venda

15355373401977373471

Há exatos 25 anos era assim que você recebia um Corvette ZR1 zero-quilômetro. Quer dizer, quase assim, por que este modelo rodou 204 km e já não é mais zero-quilômetro. Mas esse não é o motivo pelo qual estamos falando dele, e sim o fato de ele ter rodado 204 km ao longo destes 25 anos e agora estar anunciado em leilão no eBay.

Foram feitos apenas 6.939 unidades do ZR1 entre 1990 e 1995, o que significa que este foi um dos primeiros a sair da fábrica. Ele é equipado com um V8 LT5 de 5,7 litros e 375 cv, suficiente para dispará-lo de zero a 100 km/h em 4,5 km e levá-lo a 290 km/h — desempenho superior ao da Ferrari 348 da mesma época, o que o torna ainda mais especial.

1428306051819681353

Como se não bastasse, este ZR1 foi equipado com um sistema de suspensão ativa chamado FX3, desenvolvido pela Lotus (que pertencia à GM na época) o que deve garantir um belo comportamento dinâmico. Até agora os lances estão em US$ 25.500 a cinco dias do fim do leilão e o preço de reserva ainda não foi atingido.

 

Matérias relacionadas

Toyota apresenta a nova geração do Corolla, as primeiras imagens do SUV Aston Martin DBX, a volta do Chevrolet Monza (na China) e mais!

Leonardo Contesini

As fabricantes de componentes aftermarket favoritas dos nossos leitores – Parte 1

Dalmo Hernandes

Alfa Romeo 155 GTA Stradale: quando os italianos quase fizeram um rival para o BMW M3 e o Mercedes 190E Cosworth

Dalmo Hernandes