A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Top

Os melhores clipes musicais com carros já feitos no mundo — parte 2

Há alguns dias perguntamos aos leitores quais eram seus clipes favoritos com carros em papel de destaque. Tivemos uma verdadeira avalanche de sugestões e, por isso, decidimos dividir a lista em algumas partes. Desta vez o tema é música eletrônica! Preparado para mais uma bela playlist, claro gearhead?

 

Kavinsky – Protovision

Kavinsky, cujo nome verdadeiro é Vincent Belorgey, é um artista francês especializado em house music que já está na ativa desde 2006, mas só em 2013 lançou seu primeiro álbum, OutRun. O DJ entrou em evidência quando Nightcall fez parte da trilha sonora do filme “Drive” (2011). Suas influências são os games da década de 80, filmes como Miami Vice e, claro, carros — como fica claro no clipe de Protovision, faixa título de OutRun, que traz Kavinsky fugindo da polícia ao volante de uma Ferrari Testarossa.

 

Armin van Buuren feat. Jaren – Unforgivable

Quem não conhece direito música eletrônica pode achar que “é tudo igual” mas, assim como qualquer outro gênero musical, existem vertentes. O DJ holandês Armin van Buuren é um dos grandes nomes do trance — ritmo caracterizado por suas batidas rápidas (de 125 a 160 bpm) e músicas que começam suaves e vão “crescendo”.  E ele parece gostar de Mustang — o clipe de Unforgivable, do álbum Imagine, de 2008, traz um belo exemplar conversível fabricado em 1965 e equipado com um motor V8 289.

 

Daft Punk- Electroma

O duo francês de música eletrônica é um dos mais influentes do mundo — e mesmo que você não seja ligado no estilo, é bem provável que você até conheça muitas músicas deles sem saber que são deles. De qualquer forma, a dupla composta por Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem-Christo já escreveu, produziu e dirigiu alguns “filmes artísticos”, que parecem clipes gigantes, ao longo de seus mais de 20 anos de carreira.

Electroma (2006) é um deles, e conta a história de dois robôs que atravessam os EUA em uma Ferrari 412 à procura de uma maneira de se tornarem humanos. Curiosamente, o Daft Punk preferiu usar músicas de outros artistas, como Todd Rundgrenn e Brian Eno. Mas alguns fãs deram um jeito nisso, usando cenas de Electroma para criar seus próprios clipes para músicas do Daft Punk:

 

Calvin Harris – We’ll Be Coming Back Feat. Example

Você pode até não ser daqueles que entendem clipes com “histórias” (este escriba não é, por exemplo) mas, falando sério: como não se contagiar pelas batidas do DJ escocês Calvin Harris e pela perseguição envolvendo uma Ferrari 512BB, um Porsche 911 e uma Yamaha R1 em busca de um “tesouro”? Com direito a ronco de motor e belas paisagens, claro. We’ll be Coming Back foi um dos singles de 18 Months, lançado em 2012.

 

Darude – Feel The Beat

Nascido na Finlândia, Ville Virtanen tem nome de piloto de rali, mas é DJ de techno. E o clipe para Feel The Beat, um de seus maiores sucessos, single do álbum Before the Storm lançado em 2010, é um dos mais legais desta lista: como a letra da música só repete “I can feel the beat, feel the beat, feel the beat” e não diz muita coisa, os produtores do clipe devem ter ficado livres para criar e decidiram colocar um Dodge Viper conversível amarelo e um helicóptero indo para uma festa nas montanhas. Fomos conquistados pelo Viper.

 

Puretone – Addicted To Bass

Drum n’ bass com uma pegada pop e um clip inspirado em Mad Max, mas com garotas bonitas em vez de cyberpunks todos sujos de poeira? Onde assinamos? Agora, falando sério, é bem legal ver muscle cars australianos acelerando nas mesmas estradas usadas na clássica trilogia estrelada por Mel Gibson e o lendário V8 Interceptor (o qual dissecamos neste post especial que você, com certeza, vai querer reler agora!).

 

Calvin Harris – Summer

Outro clipe de Calvin Harris, outra seleção de carros matadores. Desta vez, hot rods, muscle cars e até alguns dragsters participam de uma arrancada no deserto. É o clipe de Summer — lançada como single em março deste ano, e que traz no seu clipe uma participação especial de Jason Statham, famoso pelos filmes da franquia “Carga Explosiva”.

 

Armin van Buuren feat. Trevor Guthrie – This Is What It Feels Like

Coincidência ou não, gostamos da fixação de Armin van Buuren pelo Mustang. O clipe de This Is What It Feels Like, do álbum Intense (2013) também traz o muscle car da Ford em papel de destaque — mas, desta vez, são dois conversíveis de quinta geração, provavelmente fabricados em 2013. A esta altura, já vimos que a combinação  “muscle car + deserto + uma batida legal” dificilmente dá errado.

 

The Chemical Brothers – Block Rockin’ Beats

Os Chemical Brothers estão na ativa desde 1989 e são um dos expoentes do gênero big beat, que traz batidas rápidas, distorcidas e samples de funk e jazz dos anos 50, 60 e 70. Block Rockin’ Beats vem lá de 1996, do álbum Dig Your Own Hole, e é uma típica faixa dos Chemical Brothers. Só que, desta vez, boa parte do clipe se passa em um Porsche 911 SC Targa, que é perseguido pela polícia (que usa um Ford Mondeo 1993 e um Mercedes-Benz 190E à paisana).

 

Kavinsky – Testarossa Autodrive

As faixas de OutRun, primeiro álbum de Kavinsky, foram gravadas entre 2006 e 2010. Testarossa Autodrive apareceu primeiro no EP Teddy Boy, lançado em 2006, e seu clipe é uma animação que mostra uma Ferrari Testarossa (de novo!) sendo levada para o ferro-velho depois de um acidente. Todo o conceito por trás do álbum lançado em 2013 foi inspirado neste clipe — um jovem morre em um acidente com sua Testarossa, morre e volta 20 anos depois, como um zumbi que produz música eletrônica.

 

Bônus: Lazerhawk – Overdrive

Agora, uma curiosidade: a cena underground de música eletrônica raramente produz clipes, mas é lá que estão algumas das melhores novidades do gênero e artistas cultuados no mundo todo, mas que ainda não chegaram ao mainstream. Lazerhawk é um deles e, como Kavinsky, tem uma veia oitentista muito forte. Para se ter uma ideia, sua gravadora se chama Rosso Corsa Records! Seus temas também costumam ser os superesportivos e toda a cultura automotiva oitentista. Sendo assim, este AMV (Anime Music Video) não oficial, feito por um fã, merece estar nesta lista. O anime usado foi Riding Bean, de 1989, que tem uma temática bem parecida com vários filmes clássicos entre os gearheads: carros e perseguições policiais em alta velocidade.

Se você sentiu falta de algum clipe, não se preocuope: dê um grito nos comentários e aguarde as próximas partes. Enquanto isto, por que você não aproveita para rever a parte 1?

 

Matérias relacionadas

Isto é uma Kombi com motor biturbo de Porsche 911 993 – ou um pão de forma com 540 cv!

Dalmo Hernandes

Nissan Stagea: o Skyline GT-R em forma de perua (ou quase isso)

Dalmo Hernandes

Este Chevrolet Corvette competiu pela Ferrari nas 24 Horas de Le Mans de 1972

Dalmo Hernandes