A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Os preços e versões do “novo” Sandero, Jaguar Project 8 quebra seu próprio recorde em Nürburgring, o novo Audi Q3 Sportback e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Novo Sandero parte de R$ 47.000

A Renault apresentou nesta manhã de quarta-feira (24) todos os modelos e versões do Sandero e do Logan reestilizados. O modelo chega como linha 2020 com retoques sutis no conjunto óptico, grade e para-choques, protetores plásticos nos para-lamas nas versões de topo e novos materiais de acabamento interno.

Os motores também permanecem inalterados — 1.0 SCe 12 v de três cilindros com comando de válvulas duplo variável, 82 cv e 10,5 kgfm; e o 1.6 SCe 16v de quatro cilindros com comando duplo variável, 118 cv e 16 kgfm. A principal novidade é o câmbio CVT X-Tronic oferecido nos modelos com motor 1.6.

O Sandero RS também continua em produção. Além da lanterna traseira modificada, ele ganhou novas rodas de 17 polegadas com face usinada. O motor é o mesmo 2.0 de 150 cv e 20,9 kgfm combinado ao câmbio manual de seis marchas “close ratio”. O interior agora tem revestimento do teto na cor preta e os bancos com faixas duplas na cor vermelha. No apoia braço, as portas ganharam revestimento de tecido inspirado na trama da fibra de carbono.

As demais versões serão vendidas em pacotes fechados, tendo como único opcional a pintura branca ou metálica.

A versão de entrada, Life 1.0, sai por R$ 46.990 e vem equipada com quatro airbags (dois frontais e dois laterais), isofix, direção eletro-hidráulica, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas, chave canivete e rodas de 15 polegadas.

Acima dela vem a versão Zen, que pode ser equipada com o motor 1.0 (R$ 49.990) ou 1.6 (R$55.990). Ela vem com todos os itens da versão Life, mais o sistema multimídia com Apple CarPlay e Android Auto, comando satélite no volante, sensor de estacionamento, ajustes de altura do banco e volante, computador de bordo, alarme, vidros elétricos com “one touch” e Stop&Start.

Em seguida está a versão Zen 1.6 CVT X-Tronic, o modelo de entrada para o câmbio CVT. Por R$ 62.990 ela traz todos os itens da Zen manual e acrescenta controle eletrônico de estabilidade (ESC), assistente de partida em rampas (HSA), rodas de 16 polegadas Flexwheel e protetores plásticos nos para-lamas.

No topo da linha está o Intense 1.6 CVT X-Tronic, de R$ 65.490, equipado com todos os itens da versão Zen CVT mais ar-condicionado automático, câmera de ré, faróis de neblina, vidros traseiros elétricos, retrovisores elétricos, piloto automático (controlador e limitador de velocidade) e rodas de liga leve de 16 polegadas com face usinada.

O Sandero RS 2.0 agora passa a R$ 69.690 e traz todos os itens da versão Zen manual, controle eletrônico de estabilidade (ESP), ar-condicionado automático, câmera de ré, retrovisores elétricos, vidros traseiros elétricos, piloto automático (controlador e limitador de velocidade) e rodas de liga leve de 17 polegadas na cor preta diamantadas. A pintura branca é de série.

O Stepway, como você já deve saber a esta altura de 2020, se tornou um “modelo” separado do Sandero, e tem três versões de acabamento, todas com o motor 1.6 SCe, suspensão elevada (185 mm de vão livre) e rodas de 16 polegadas.

A versão de entrada do Stepway é a Zen 1.6, de R$ 61.190, equipada com quatro airbags (dois frontais e dois laterais), Isofix, sensor de estacionamento, direção eletro-hidráulica, ar-condicionado, alarme, faróis de neblina, chave canivete, rádio, Stop&Start e rodas de 16 polegadas.

A intermediária é a Intense 1.6 CVT X-Tronic, de R$ 70.990, que acrescenta sistema multimídia,controle eletrônico de estabilidade (ESC), assistente de partida em rampas (HSA), ar-condicionado automático, câmera de ré, vidros traseiros elétricos, retrovisores elétricos, piloto automático (controlador e limitador de velocidade) e rodas de liga leve 16 polegadas.

No topo está o Stepway Iconic 1.6 CVT X-Tronic, de R$ 73.090, que tem todos os itens da Intense CVT mais bancos de couro, sensor de chuva, sensor de luminosidade e rodas de liga leve 16 polegadas.

Quanto ao Logan, o sedã manteve praticamente o mesmo visual, sem lanternas alongadas, mas ganhou as proteções plásticas nos para-lamas nas versões de topo. Ele é oferecido nas mesmas versões do Sandero, começando pela Life 1.0, de R$ 50.490, equipada com quatro airbags (dois frontais e dois laterais), Isofix, direção eletro-hidráulica, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas, chave canivete e rodas de 16 polegadas.

A seguir vêm as versões Zen 1.0 (R$ 53.490) e Zen 1.6 (R$ 59.490), que acrescentam sistema multimídia  com comando satélite no volante, sensor de estacionamento, ajustes de altura do banco e volante, computador de bordo, alarme, vidros elétricos com “one touch” e Stop&Start.

Acima está a versão Zen 1.6 CVT X-Tronic, de R$ 66.490, que acrescenta câmbio automático CVT X-Tronic, controle eletrônico de estabilidade (ESC), assistente de partida em rampas (HSA), rodas de 16 polegadas e molduras nas caixas de roda.

Depois a versão Intense 1.6 CVT X-Tronic, de R$ 68.990, que tem dos os itens da versão Zen CVT mais ar-condicionado automático, câmera de ré, faróis de neblina, vidros traseiros elétricos, retrovisores elétricos, piloto automático (controlador e limitador de velocidade) e rodas de liga leve de 16 polegadas diamantadas.

Por último, o Logan tem a versão de topo Iconic 1.6 CVT X-Tronic, de R$ 71.090, que tem todos os itens da Intense CVT X-Tronic mais bancos de couro, sensor de chuva e sensor de luminosidade.

As cores disponíveis para o Logan são cinza Cassiopée, branco Glacier, prata Étoile, preto Nacré, vermelho Vivo. Para o Sandero e Stepway a paleta tem azul Iron, cinza Cassiopée, branco Glacier, prata Étoile, preto Nacré e vermelho Vivo. Para o Sandero RS as opções são vermelho Fogo, branco Glacier, prata Étoile e preto Nacré. (LC)

 

Jaguar XE SV Project 8 quebra seu próprio recorde em Nürburgring

Apesar do facelift do XE a caminho, a Jaguar levou a versão SV Project 8 de volta ao Nordschleife de Nürburgring e quebrou seu próprio recorde, completando o giro no circuito em 7:18,361 e confirmando-o como sedã mais rápido do mundo.

O Jaguar Project 8 já era o recordista desde 2017, quando superou os 7:32 do Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio e cravou 7:21,23. Agora, com o pacote Track Pack, com os coilovers ajustados no modo “track” e com o splitter frontal e asa traseira ajustadas para maior downforce ele baixou o tempo em quase três segundos e entrou no território de carros como os Porsche 991.2 GT3 e Turbo S e a Ferrari 488 GTB. (LC)

 

Audi promete manter seu motor cinco-cilindros em linha enquanto for possível

Embora a atual tendência da indústria automotiva seja o downsizing, com motores turbinados cada vez menores e mais eficientes, a Audi garante aos entusiastas que não vai se render totalmente: em uma entrevista ao site australiano WhichCar, o diretor geral da Audi Sport, Oliver Hoffmann, disse que o cinco-cilindros é crucial para a imagem da Audi e que, por isto, não vai a lugar algum nos próximos anos.

Hoffmann afirma que o projeto do cinco-cilindros é excelente, e que sua equipe de engenheiros é plenamente capaz de torná-lo limpo o bastante para a nova geração de modelos – que incluirá, além dos novos RS3 Sportback e RS3 Sedã, versões esportivas do SUV Q3. Existem até mesmo boatos de que este motor possa ser usado no próximo Golf R.

Para isto, de acordo com Hoffmann, os engenheiros já estão trabalhando para que o cinco-cilindros fique de acordo com as leis de emissões globais dentro de um ano, no máximo. Ainda não há detalhes técnicos a respeitos, mas as possibilidades incluem a adoção de um sistema híbrido leve, e também de tecnologia de desativação dos cilindros. (DH)

 

Triumph Street Scrambler 1200 XE começa a ser vendida por R$ 60.000

Mais um lançamento da Triumph no Brasil – desta vez, trata-se da nova Street Scrambler 1200 XE, com apelo fora-de-estrada e visual retrô. Equipada com o mesmo motor bicilíndrico da Triumph Bonneville, a Street Scrambler 1200 XE dispõe de 90 cv a 7.400 rpm e 11,21 kgfm de torque a 3.950 rpm, acoplado a um a caixa de seis marchas.

A 1200 XE também possui alguns equipamentos interessantes. O painel digital, por exemplo, vem com navegador por GPS integrado e sincronização com câmeras GoPro – o condutor pode operar a câmera através do painel da moto, via conexão Bluetooth. Além disso, ela vem com amortecedores Öhlins, seis modos de condução, controle eletrônico de tração, embreagem assistida, manoplas aquecidas, cruise control e conexão USB. Farol e lanterna são de LED.

A Street Scrambler 1200 XE já está nas concessionárias da Triumph, custando a partir de R$ 59.990. Nas próximas semanas, ela ganhará a companhia da versão 1200 XC, sua irmã melhor ajustada para rodar no asfalto. (DH)

 

Bugatti pode apresentar tributo ao EB110 em Pebble Beach

Antes de sua fase atual, sob o guarda-chuva da Volkswagen, a Bugatti já havia ganhado a atenção do mundo todo com o EB110. O supercarro, feito para celebrar os 110 anos de Ettore Bugatti, tinha um V12 quadriturbo de 3,5 litros e até 612 cv, e foi o antecessor do Bugatti Veyron.

Lançado em 1991, o EB110 fará 30 anos em breve, mas a Bugatti aparentemente quer adiantar um pouco as comemorações: de acordo com a revendedora de exóticos Girardo and Co., do Reino Unido, a Bugatti planeja revelar no mês que vem, durante a Monterey Car Week, um tributo ao carro que deu início a seu renascimento.

A loja diz que o carro terá dez unidades produzidas, e que será vendido por € 8 milhões (cerca de R$ 37 milhões em conversão direta).

Embora a fabricante não confirme os boatos, já é certo que a Bugatti apresentará algo especial em Pebble Beach, na Califórnia, em agosto. Além disso, há alguns dias, a fábrica da Bugatti em Molsheim, na França, recebeu a visita de Romano Artioli, o empresário italiano que comprou a marca em 1987 e criou o EB110. Por conta da visita, a Bugatti divulgou um press release no qual Stefan Winkelman, o atual CEO da empresa, elogia o trabalho de Artioli e agradece a ele por ter possibilidado o ressurgimento da marca com o EB110.

A Bugatti é ótima em guardar segredos, mas é possível que mais detalhes apareçam antes da Monterey Car Week. (DH)

 

Ford revela protótipo da F-150 elétrica em vídeo da picape rebocando 500 toneladas de vagões ferroviários

O mercado de caminhonetes nos EUA tem com principal mote de vendas a capacidade de reboque, para o consumidor norte-americano essa é a principal capacidade de uma caminhonete e os fabricantes exploram isso ao máximo. A Ford usou justamente essa capacidade em uma manobra publicitária para divulgar o protótipo da F-150 elétrica.

Essa foi a primeira aparição oficial desse protótipo, que havia sido confirmado pelo presidente da Ford em janeiro, e no vídeo a picape reboca 453.592 kg de vagões de trem. Em seguida os vagões são carregados com algumas F-150 e o peso aumenta para 566.990 kg. Os vagões foram puxados por 305 metros a uma velocidade de 7,2 km/h. Os números parecem impressionantes, mas é bom lembrar que os vagões correm em trilhos e usam rodas metálicas de baixo atrito, já a picape acelerou no asfalto com pneus de borracha, com maior aderência.

Junto dessa manobra publicitária a Ford anunciou que um F-150 híbrida será lançada em 2020 e o modelo completamente elétrico virá depois, sem data definida. A Ford quis deixar bem claro que os modelo eletrificados e elétrico serão tão capazes quanto os movidos por motor à combustão. (ER)

 

Audi apresenta Q3 Sportback, versão “coupé” do Q3

A Audi apresentou nessa terça (23) o Q3 Sportback, o seu segundo SUV coupé. O Sportback se diferencia do Q3 comum a partir da metade do carro, o teto possui caída mais suave e termina em um vidro traseiro mais horizontal. As medidas mudaram pouco, o Q3 Sportback é apenas 16 milimetros mais longo e 29 mm mais baixo que o modelo mais prático.

Por dentro essa mudança é percebida no menor espaço para a cabeça dos passageiros, o porta-malas de 530 litros continua com a mesma capacidade do Q3. Na dianteira apenas a grade diferencia o Sportback, no lugar das barras verticais o SUV-coupé usa um padrão hexagonal.

As opções de motores do Q3 Sportback são as mesmas do Q3 de cartola, mas no lançamento haverão apenas três opções de motores e as outras serão adicionadas a linha depois. À gasolina terá o 45 TFSI, um 2.0 turbo de 230 cv, e à diesel as opções são os 35 TDI e 40 TDI, ambos 2.0, o primeiro produzindo 150 cv e o segundo 190 cv. No futuro chegarão os modelos equipados com o novo motor 1.5 turbo do grupo VW, que no Q3 se chamará 35 TFSI e terá 150 cv.

O Q3 Sportback foi apresentado apenas para a Europa por enquanto e não há previsão de chegada ao Brasil. Aqui o Q3 ainda está na primeira geração, a segunda geração, da qual o Sportback é derivado, ainda não foi lançada. (ER)

Matérias relacionadas

Corvette ZR1 de zero a 100 km/h em 2,8 segundos, Pirelli lança pneu exclusivo para a Ferrari 250 GTO, Gol e Voyage terão cara nova e câmbio automático de seis marchas e mais!

Leonardo Contesini

BMW X3 agora é nacional, Nissan GT-R poderá ter versão sedã, Audi Q1 poderá ser produzido no Brasil e mais!

Leonardo Contesini

Sung Kang pode estar fazendo um Maverick (e com inspiração Brasileira), novo Audi TT RS é lançado com 400 cv, Golf R400 foi cancelado e mais!

Leonardo Contesini