A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Pensando em comprar um brinquedo de track day? Então se liga neste Clio turbinado!

Quando se trata de track days, o negócio é bem inclusivo. Não falta quem vá se aventurar na pista com o mesmo carro que usa para ir ao trabalho todos os dias — o que pode ser bem divertido, se você souber o que tem em mãos. Mas há quem goste mesmo da brincadeira e acabe investindo em um carro só para track days. Se este é seu caso, você vai querer mesmo dar uma olhada neste Renault Clio.

Aliás, se você acompanha o FlatOut, é bem capaz que já conheça o carro: é o Project Cars #77, de Fellype Saab, que agora está à venda. E na medida para quem quer um foguetinho para se divertir no fim de semana. E você sabe que o Clio já é, por natureza, um hatch de tração dianteira bem divertido — especialmente quando equipado com o motor K4M 1.6 16v, que originalmente desenvolve bons 115 cv e 16 mkgf de torque, mais que suficientes para mover os 1.005 kg do Clio com desenvoltura.

10155067_596014020488994_1493622046_n

No entanto, Fellype — que é um dos fundadores do Renault Clube Brasil e entende bastante do modelo — queria algo mais forte. E decidiu seguir a receita clássica: turbinar o bichinho. Agora, o Clio Privilege 2003 só acelera na pista. É completamente legalizado para as ruas e está devidamente documentado, mas só para poder se deslocar rodando até o autódromo.

13715992_1038043046286087_1776588264995123036_n

Fellype já está com o carro há três anos e o comprou de um conhecido. De acordo com ele, a preperação é relativamente simples: o motor recebeu pistões e bielas forjados com capacidade para até 450 cv — bielas mais longas e pistões mais curtos, melhorando a relação R/L, mas o cabeçote é original. O sistema de injeção agora tem oito injetores de etanol (originalmente, o motor queimava gasolina) em duas bancadas — a bancada original com os bicos originais, e uma bacnada suplementar com bicos Deka de 80 lbs — tudo gerenciado por um módulo MegaSquirt MS2. E, é claro, há o turbocompressor Garrett GT25 com intercooler Mishimoto. O motor tem, ainda, coletor de admissão feito sob medida pela Fôlego Turbo, em alumínio. O resultado são 251 cv nas rodas, aferidos em dinamômetro.

11223301_883679768389083_4220969619698893891_n

O câmbio manual de cinco marchas é um Renault que, originalmente, é acoplado ao motor F4R série 7xx (que equipou a minivan Scénic e o Mégane de primeira geração), e recebeu o sistema de engates RenaultSport do Clio R.S. A embreagem também é do F4R.

Para garantir que o carro freie à altura da força extra, Fellype colocou as pinças de freio do Clio R.S. e pastilhas EBC Yellow, além de linhas de freio dianteiras de Kevlar da KTR, importadas do reino unido, e dutos de resfriamento foram instalados.

12341386_906390252784701_5174595478466176420_n

A suspensão, claro, também recebeu atenção: todas as buchas agora são de PU, incluindo o coxim inferior. Os amortecedores foram feitos pela Fenix e as molas são H&R Racing, e foram instalados camber bolts da Eibach — agora, a cambagem tem -2,5°. As rodas são as mesmas usadas na Copa Clio, calçadas com pneus Toyo R888 ainda com 80% de borracha, de acordo com Fellype.

11059903_883197021770691_1250241082533633804_n

O interior recebeu uma gaiola de proteção de seis pontos em aço de 6mm de espessura, além de bancos Sparco, cintos de competição Sabelt de seis pontos e volante Lotse Rally. Algumas peças de acabamento foram retiradas para aliviar peso, além dos bancos do carona e traseiro, mas todos os itens de conforto do carro continuam presentes, e o ar-condicionado, segundo o dono, gela como novo.

12032737_875734722516921_8185816971829960374_o

Fellype diz que absolutamente todos os componentes do carro, tanto os nacionais como os importados, são novos — nada de segunda mão ou recondicionado. O óleo usado é sintético, Pentosin 5w50, e é trocado antes de cada evento (incluindo o filtro). Toda a manutenção preventiva é realizada regularmente desde que o carro foi parar nas mãos de Fellype — troca de correia dentada a cada 12 meses; revisão básica nos freios e suspensão; troca de velas ao menos uma vez ao ano; troca do óleo de câmbio a cada quatro ou cinco eventos, para prevenção. O motor jamais foi aberto em quatro anos, não vaza e não faz ruídos estranhos.

13221629_1000086910081701_3718814994306305078_n

A carroceria está em muito bom estado, ainda que alguns itens de acabamento apresentem um pouco de desgaste, como os faróis. No mais, se tratando de um carro de 13 anos de idade com 84 mil km rodados (2.000 km com o motor preparado) e uso constante em pista, diríamos que está bem conservado.

2015-08-03 17.21.46

Fellype garante que o carro está completamente legalizado em potência, deslocamento e suspensão. IPVA e seguro estão pagos e em dia e, quando não está em uso, o Clio fica guardado em uma garagem cobert ano subsolo, sendo ligado ao menos duas vezes por semana.

10150580_596013977155665_1814105595_n

O valor pedido por Fellype, com o carro todo montado, é de R$ 25 mil. Se você se interessou, pode entrar em contato com ele pelo email [email protected] ou pelo telefone (11) 98639-4616.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de um publieditorial, tampouco de uma reportagem aprofundada. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Este Peugeot 406 Coupé é um ícone da Pininfarina à venda no Brasil

Gustavo Henrique Ruffo

O ano dos barn finds: coleção com Ferrari 250 GT e outros 60 clássicos é encontrada na França depois de quase 50 anos!

Dalmo Hernandes

Quer um V8 brasileiro? Este Dodge Dart 1979 está à venda

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados