A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

Por que a Ferrari 250 GTO anunciada por US$ 64 milhões pode ser falsa… ou nem mesmo existir?

Na semana passada uma raríssima Ferrari 275 GTB/C Speciale foi anunciada como “a próxima Ferrari mais cara vendida em um leilão”. Ela é uma das únicas três de seu tipo produzidas unicamente para homologar a 275 GTB de corridas e dada a sua raridade e o pedigree de pistas, os leiloeiros estimam que ela poderá ser vendida no próximo dia 16 de agosto por US$ 34 milhões.

Dias depois, no começo desta semana, veio a notícia de que uma outra Ferrari clássica está a venda, e com grandes chances de se tornar não apenas a Ferrari mais cara de todos os tempos, mas também o carro mais caro de todos os tempos. Trata-se de uma 250 GTO produzida em 1962 que está a venda na Alemanha por nada menos que € 47 milhões, ou US$ 64 milhões.

Esse valor seria suficiente para superar em US$ 1 milhão a 250 GTO chassi 5111GT, que foi vendida em uma transação particular no final do ano passado e se tornou o carro mais caro do planeta. 

A notícia de um carro com chances de se tornar o mais caro do planeta certamente chama a atenção e se espalha rapidamente pelos principais veículos de comunicação do planeta.

Só tem um pequeno problema: a Ferrari 250 GTO em questão tem grandes chances de ser uma réplica. Pior ainda: é bem provável que ela sequer exista.

Os primeiros indícios de que ela seja falsa (ou não exista) é que, diferentemente das demais 250 GTO vendidas recentemente, ela não foi leiloada nem negociada em particular. Na verdade, ela foi anunciada em um site de classificados da Alemanha chamado mobile.de, e em vez de um ensaio fotográfico especial dedicado ao carro, como sempre se faz quando uma raridade destas vai à leilão, o que se encontra no anúncio classificado são apenas três fotos em baixa qualidade e com recortes de enquadramento incomuns.

FlatOut 2014-08-02 às 02.03.33

E tem mais: as especificações tratam apenas das características mecânicas e números de desempenho, sem menção alguma ao número de chassi. O número de chassi é uma informação indispensável para a venda de carros desse tipo, não somente para confirmar a autenticidade, como também para identificar o histórico do carro nas pistas e de antigos proprietários.

Se toda essa história parecia muito estranha desde o começo, na tarde de ontem (01), as suspeitas praticamente se confirmaram. Foi quando Marcel Massini, o maior especialista na história da Ferrari e em modelos clássicos da marca, disse que o carro oferecido no site mobile.de é uma réplica. Ele afirmou ter 100% de certeza de que o carro anunciado não se trata de um modelo original, pois tem fotos e histórias detalhadas de cada uma das 39 250 GTO produzidas, e sabe onde cada uma delas está atualmente.

 

Mas então como tudo isso começou?

Aqui a história fica um pouco bizarra. É difícil dizer qual foi o primeiro site a dar a notícia da venda, mas sabe-se que em tempos de disputa por cliques, esse tipo de notícia se espalha rapidamente. A primeira notícia que encontramos vem do site americano Carscoops, que publicou no dia 28 de julho a notícia da venda, porém ilustrou a postagem com imagens de estúdio da Ferrari 250 GTO de Ralph Lauren.

No dia seguinte, os americanos do Autoblog.com publicaram a notícia com créditos ao Carscoops, mas deram um passo adiante: eles apuraram quantas Ferrari 250 GTO existem na Alemanha, e descobriram que só há duas delas por lá.

Uma delas é prata, e que a outra é uma vermelha, de chassi 3809GT, assumindo então que esta é a Ferrari 250 GTO à venda (com a ressalva de que eles podem estar enganados incluída na própria postagem). Tal como o Carscoops, eles também não usaram as fotos do anúncio, e optaram por usar fotos das Ferrari 250 GTO reunidas para comemorar os 50 anos do modelo no Concours d’Elegance Pebble Beach de 2012.

gtos

Desde então, a notícia se espalhou por diversos portais e até canais de televisão como a CNN e a CNBC — este último também foi o canal que entrevistou Marcel Massini a respeito da autenticidade do carro e do leilão.

Segundo o depoimento de Massini, o carro à venda é uma réplica. Mas pensando por um instante, não faria sentido tentar vender uma réplica por um valor inédito para o modelo — especialmente se tratando de um nicho onde os carros têm um histórico documentado oficialmente por seus fabricantes. Por isso, é bem provável que este carro sequer exista e que o anúncio seja apenas um grande hoax de dimensões internacionais. Ou então uma tentativa de promover uma marca obscura de suplementos alimentares.

 

O anúncio

Olhando com mais atenção a primeira foto do anúncio, você começa a achá-la um pouco estranha. Talvez por causa do Cavallino Rampante ao contrário, ou talvez por todos os demais carros da foto terem direção à direita — incluindo a 250 GTO, que foi fabricada apenas com a direção na esquerda. É por que ela foi invertida para dificultar o rastreamento pela busca por imagens do Google.

Ou talvez ainda seja por causa dessas frestas largas demais nas portas e paineis da carroceria. A foto original, aparentemente foi publicada no site alemão Carspotting.de, e mostra uma espécie de diorama de miniaturas com alguns modelos Ferrari alinhados à frente de clássicos Mercedes e BMW. O piloto é um boneco, assim como a moça ao fundo. Mas isso não é o mais bizarro.

FlatOut 2014-08-02 às 01.00.50

No canto da imagem invertida do anúncio, vemos uma colagem típica de anúncios do Mercado Livre por volta de 2001 ou 2002, que parece feita no Microsoft Paint. Ela diz: “sponsored by www.meganfc.de”. O texto do anúncio mistura um pouco de inglês com alemão, e diz mais ou menos o seguinte (a pontuação errada do anúncio foi mantida na tradução):

O clássico mais valioso do mundo

Para este carro em estoque:

Este anúncio é patrocinado pela MEGA NFC www.meganfc.de, o comprador deste carro também receberá MEGA NFC grátis por um ano. MEGA NFC é 1.000 vezes mais forte que vitamina A+E, o composto anti envelhecimento mais forte do planeta. 

A Ferrari mais bem sucedida construída! Um dos únicos 39 exemplares já está disponível aqui. 

Este carro também tem vários equipamentos adicionais. 

Para fotos nítidas (estas são apenas ilustrativas) e detalhes sobre o carro serão prontamente enviados caso você apresente sua identificação e prova de solvência para este veículo. 

Por favor, não hesite em entrar em contato para mais informações. Estamos aqui para atendê-lo. 

Equipe GT. 

250gtofake

Em primeiro lugar, que raio de leilão de uma Ferrari 250 GTO tem um anúncio de patrocinador feito assim sem recursos e toscamente? Um carro de € 47 milhões, ou US$ 64 milhões de dólares, “patrocinado” por, vejam só, pílulas de desintoxicação (detox) anti-envelhecimento?  E tem mais: pesquisando por Golden Tower GT Cars Berlin, encontramos uma imobiliária especializada em imóveis de alto padrão. A sigla GT seria grã-turismo ou “Golden Tower”? Difícil dizer.

Para tornar tudo ainda mais confuso, a Golden Tower funciona no endereço de um hotel. Sim, veja só o que as fotos de 2014 do Google Street View mostram no exato endereço da Golden Tower GT Cars Berlin:

FlatOut 2014-08-02 às 00.56.17

Agora, é importante notar que descobrimos tudo isso apenas na primeira foto. Sabe por que as fotos têm cortes de enquadramento estranhos? Por que elas foram retiradas de outros sites. A foto do painel, por exemplo, vem do site do jornal Die Welt, e foi feita pela Deutsche Presse-Agentur, uma agência de notícias alemã.

FlatOut 2014-08-02 às 01.08.14

 

A terceira foto, do motor, é bem mais fácil de se encontrar: ela foi tirada do artigo sobre a 250 GTO na Wikipedia (!).

 

Nossa conclusão

É difícil imaginar os motivos que levam alguém a criar um anúncio em um site de classificados para tentar vender, ou ao menos promover a venda de um dos carros mais raros da história e o modelo mais caro já vendido até hoje. Como vimos, a notícia ganhou o mundo, e o fato de o anúncio ser “patrocinado” por uma marca de suplementos pode indicar que foi uma ação planejada para divulgar a marca desconhecida que oferece uma substância que promete ser 1.000 vezes melhor que o que há de melhor no mercado.

Pode ser também que alguns golpistas sem muita noção tenham realmente pensado que conseguiriam descolar alguma grana fácil de alguém com muito dinheiro e pouca inteligência (uma combinação impossível), ou ainda pode ser que esses especuladores estejam tentando vender a 250 GTO que será leiloada por cerca de US$ 35 milhões no próximo dia 14 de agosto pela Bonhams antes do leilão. O milionário pagaria os 47 milhões de euros, a tal GT Cars vai ao leilão com a grana, arremata a 250 GTO e fica com o resto do dinheiro. Quem vai saber?

 

[ Fotos: Drew Phillips / Aol (encontro em Pebble Beach), Die Welt, Ralph Lauren ]

Matérias relacionadas

Jovem de 19 anos criou “advogado virtual” para recorrer de multas de trânsito e já ganhou 160.000 recursos

Dalmo Hernandes

500 Milhas de Kart: prova termina com pancadaria generalizada e equipes desclassificadas

Dalmo Hernandes

Ferrari continuará usando motores V12 aspirados – e sem ajuda elétrica

Leonardo Contesini