FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

O ronco musical do Lancia Stratos HF Stradale é um presente para seus ouvidos

Marchettino é um daqueles caras que levam a vida do jeito que todos nós gostaríamos: fotografando e filmando supercarros nas ruas, cobrindo eventos com supercarros e dirigindo supercarros enquanto filma tudo. Hoje, graças a ele, você e eu vamos poder dar um passeio em um Lancia Stratos HF Stradale — o real deal, nada de réplicas. Coloque os fones de ouvido e aumente o som — você não vai se arrepender.

O Stratos faz parte do panteão dos carros mais adorados por entusiastas do mundo todo — junto com a Ferrari F40, o Ford GT40, o Ford RS200, ele é um daqueles carros que sempre figuram em listas de “melhores de todos os tempos”, mas que poucas pessoas no mundo têm a oportunidade de guiar como se deve. O que é uma pena, porque mais pessoas (nós, inclusive) deveriam ter a oportunidade de viver momentos como estes:

Sem música, sem narração, sem filtros ou efeitos. O que temos aqui é a pura experiência de conduzir um Lancia Stratos pelas estradas sinuosas dos Alpes italianos — apenas o ronco do V6 Ferrari invadindo o cockpit . O motor começou a ser desenvolvido em 1956 pelos engenheiros da Ferrari para ser usado na Fórmula 1. Com 1,5 litro de deslocamento, comandos nos cabeçotes e 65° entre as bancadas de cilindros, o motor começou a ser usado nos carros de Fórmula 1 da marca italiana no fim da década de 50.

Ao longo dos anos, o V6 foi crescendo em deslocamento até chegar aos 2,4 litros — e foi com esta capacidade que o motor foi cedido à Lancia para uso no Stratos no início da década de 70. Em configuração de rua, o motor entregava 192 cv, enquanto nos ralis, categoria na qual o Stratos foi extremamente bem sucedido — vencendo a Targa Florio de 1974 e o Rali de Monte Carlo entre 1975 e 1977, só para citar alguns exemplos —, a potência variava entre 275 cv (aspiração natural) e 520 cv (turbo).

O design ficou sob a responsabilidade de Marcello Gandini, do estúdio Bertone (que projetou, entre outras lendas, o Lamborghini Gallardo). O Stratos tem formato de cunha, entre-eixos curto e proporções compactas e, ao mesmo tempo, musculosas. É um visual matador.

lancia_stratos_hf_21

Ainda mais desse jeito

Claro que ele não é um carro perfeito — se você já assistiu ao clássico episódio do Top Gear no qual Jeremy Clarkson e Richard Hammond dão um passeio em um Stratos Stradale, deve saber que sua ergonomia é um desastre e que sua qualidade de construção não era das melhores.

“Vou trocar de marcha, e isto vai envolver homens se tocando!”

Bem, nada disso importa muito quando se trata de uma lenda — temos certeza de que estas particularidades não nos incomodariam nem um pouco se pudéssemos acelerar um clássico de tamanha importância.

Matérias relacionadas

Os melhores roncos de motor de 2014 – qual foi o seu favorito?

Dalmo Hernandes

A selvageria do Nissan GT-R de 1.000 cv (e tração traseira!) preparado para a Formula Drift

Dalmo Hernandes

Para quem acha que já viu de tudo: este é o Lamborghini Murciélago de drift de Daigo Saito

Dalmo Hernandes