A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Porsche 911 GT2 RS quebra mais um recorde, Lamborghini confirma nome SVJ em Nürburgring, o ardente fim do Escort RS Cosworth de Ken Block e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Porsche 911 GT2 RS quebra mais um recorde de volta

A Porsche parece mesmo determinada a conquistar o maior número de recordes de volta para afirmar a competência de seus esportivos de rua nas pistas. Depois de faturar o recorde de Nürburgring entre os carros produzidos em série com o GT2 RS e de colocar o GT3 RS logo atrás, na terceira posição do ranking, a Porsche agora anunciou um novo recorde do GT2 RS. E em um circuito que você provavelmente não conhecia.

O autódromo em questão é o Bend Motorsport Park, o circuito mais novo e mais longo da Austrália, e também o segundo circuito permanente mais longo do planeta, atrás apenas do Nordschleife de Nürburgring. Inaugurado em abril, o circuito completo, batizado “The Bend”, tem 7,71 km de extensão e 35 curvas, que foram completados pelo GT2 RS em 3:24,079. Com isso, o GT2 RS agora tem o recorde nos dois circuitos mais longos do mundo — ainda que este segundo não seja exatamente um recorde concorrido com apenas três meses de existência.

Por outro lado, nos parece pouco provável que este recorde seja batido tão cedo. Não apenas porque o GT2 RS se mostrou muito superior em Nürburgring, mas também porque não achamos que o The Bend acabe se tornando uma nova referência para tempos de volta ao lado do circuito alemão… a menos que a Lamborghini decida comprar a briga.

 

Lamborghini confirma nome SVJ para o Aventador – e pode ter superado o GT2 RS

Vejam só que coincidência, não? A Porsche revela um novo recorde de volta com o GT2 RS e, no mesmo dia, a Lamborghini divulga um teaser do seu novo Aventador SVJ em Nürburgring, confirmando o nome e, quem sabe, insinuando um possível recorde no circuito.

A sigla SVJ já havia sido mencionada pela Lamborghini há alguns meses, mas até então sem nenhum vínculo com o Aventador. Foi somente neste último domingo que a marca italiana chamou seu novo esportivo pela primeira vez de Aventador SVJ. O nome, como já dissemos, é uma referência ao protótipo de corrida feito sobre o Miura P400 Jota, criado por Bob Wallace, piloto de testes da Lambo no início dos anos 1970.

O nome foi confirmado em um vídeo de 30 segundos que também mostra o SVJ acelerando em Nürburgring Nordschleife, o que soa como uma sugestão de recorde — afinal, qual a razão de mostrar como o carro é incrível em Nür se há ao menos outros três modelos mais rápidos que ele no circuito? Em determinado ponto do vídeo, o velocímetro do carro indica 332 km/h — número que, se obtido em Nür, só pode ter sido atingido na Döttinger Hohe, ainda que seja muito superior aos 315 km/h atingidos pelo GT2 RS. No final do vídeo também é possível ver pouco mais de 1 segundo do carro no Quiddelbacher-Höhe, onde o velocímetro aponta 260 km/h, uma velocidade mais realista considerando que o GT2 RS atingiu 258 km/h nesse trecho.

Isso tudo, claro, não passa de especulação: o Aventador SVJ precisa baixar quase 12,5 segundos dos 6:59,73 marcados pelo SV em Nür para superar o GT2 RS. Em relação ao Porsche, o Aventador SVJ terá entre 60 cv e 100 cv a mais (espera-se que ele tenha entre 760 cv e 800 cv) e tração integral, bem como aerodinâmica ativa. Por outro lado, mesmo passando por uma dieta de redução de peso, o SVJ dificilmente conseguirá eliminar muito mais que os 50 kg que o SV já eliminou do modelo base. Com uma receita muito radical ele chegará, no máximo aos 1.600 kg (o Huracán Performante pesa 1.510 kg em ordem de marcha), o que ainda é 130 kg mais pesado que os 1.470 kg do GT2 RS, e Nürburgring exige muito mais ritmo em curvas — onde aerodinâmica e baixo peso falam mais alto que motor e potência bruta. O que acham?

 

Pirelli anuncia pneus “smart” capazes de monitorar desgaste

pirelli-19-1531862585

Em tempos de “internet das coisas” até mesmo os pneus dos nossos carros estão ficando conectados. A Pirelli anunciou sua linha de pneus Conesso (“conectado” em italiano), equipados com sensores capazes de transmitir dados por Bluetooth para smartphones e gadgets afins.

O sistema é um grande salto em relação às válvulas de monitoramento de pressão, já populares até mesmo em modelos mais mundanos, e se baseia em sensores instalados na parte interna dos pneus, capazes de medir pressão, temperatura e carga vertical. O sensor tem apenas 50 mm de diâmetro e pesa 8,5 gramas, colado ao revestimento interno da banda de rodagem por meio de um adesivo especial, e não afeta o desempenho do pneu.

pirelli-connesso-app-3-1531862794

O pneu foi primeiro testado nas Ferrari FXX K, passou por uma série de refinamentos e agora será usado como componente de série para diversos modelos de luxo. A partir do ano que vem a Pirelli também pretende licenciar a tecnologia para os concorrentes e também lançará um sistema avulso, que pode ser instalado em qualquer pneu.

 

Escort Cosworth de Ken Block é destruído por incêndio em acidente

image

 

No final do ano passado Ken Block apresentou ao mundo seu novo carro de rali: um Escort RS Cosworth 1991, equipado de acordo com as regras do Grupo A. Em abril deste ano, o piloto-showman americano anunciou seu plano de competir em provas nacionais e internacionais de Rallycross, bem como em algumas etapas do campeonato americano de rali. A estreia do carro aconteceu no vídeo Gymkhana 10, que ainda não foi lançado. Mas, infelizmente, aquela será a única oportunidade de vermos o carro em ação.

Durante o quarto estágio do rali New England Forest, nos EUA, Ken Block teve uma quebra no câmbio do carro, o que resultou em uma saída de pista que acabou com o carro incendiado. Em uma postagem no Instagram, Block explicou o acidente: “Estávamos em terceiro lugar geral, terminando o Stage 4 quando apontei para uma curva fechada à esquerda e reduzi a marcha. A caixa não fez a troca quando preciso (devido a uma falha mecânica) e quando finalmente trocou, acabei jogado na parte de dentro da curva, contra uma rocha enorme. A rocha nos fez capotar duas vezes, aterrissamos sobre as rodas e eu já estava pronto para voltar a acelerar. Maaas como vocês podem ver, o fogo começou muito rapidamente. Alex e eu saímos em segurança, mas o carro queimou inteiro ali mesmo.”

 

Jim Glickenhaus anuncia seu novo carro

scg006

Depois de ser proibido pela Ferrari de chamar seu P4/5 de Ferrari, Jim Glickenhaus decidiu usar seu próprio nome em suas criações. Depois da dupla P4/5 Stradale e Competizione, baseados na Ferrari Enzo e F430, respectivamente, Glickenhaus criou o SCG 003, igualmente com versões de rua e de pista, e anunciou mais recentemente seu SCG 004S. Agora, ele apresentou as primeiras imagens de seu mais novo carro, o SCG 006.

scg0062

Diferentemente dos antecessores, o 006 terá motor dianteiro e visual retrô, algo como o filho perdido de um romance proibido entre o Shelby Daytona e a Ferrari 250 GTO. Infelizmente até agora ele só revelou algumas renderizações do carro, sem detalhes técnicos, limitando-se a dizer que o modelo terá 650 cv.

Matérias relacionadas

Finalmente o Ford Mustang chegou ao Brasil – vendas começam em dezembro

Dalmo Hernandes

Citroën Saxo VTS: o foguetinho de bolso francês que (infelizmente) não tivemos por aqui

Dalmo Hernandes

Alfa Romeo 4C em testes no Brasil, VW up! duas-portas, simulador de direção pode ser barrado, os testes da Fórmula 1 e mais!

Leonardo Contesini