Porsche agradece à Audi pelas disputas em Le Mans – e também dá uma bela cutucada

Dalmo Hernandes 16 dezembro, 2016 0
Porsche agradece à Audi pelas disputas em Le Mans – e também dá uma bela cutucada

O escândalo apelidado de Dieselgate, que começou na segunda metade de 2015, quando a Volkswagen foi flagrada fraudando as emissões de seus carros a diesel, acabou reverberando por todo o grupo –  o que levou o programa de Motorsport da Audi no WEC/24 Horas de Le Mans a ser encerrado. Como explicamos na ocasião, além dos recursos financeiros demandados pelo programa, os carros da Audi disputavam o WEC com motores diesel, o que não ajudava muito na imagem da marca no momento.

Com isto, encerrou-se uma bela história, marcada por uma dominância assustadora de 13 vitórias no Circuit de la Sarthe entre 2000 e 2014. Além disso, a Audi foi a grande responsável pela adoção em massa dos motores a diesel e da tecnologia híbrida no Mundial de Endurance, o que por si só já é um grande feito.

A volta da Porsche às 24 Horas de Le Mans, em 2014, coincidiu com tudo isto. O pessoal de Stuttgart veio com tudo: depois de passar por problemas mecânicos em sua estreia, o Porsche 919 Hybrid (que usa um motor V4 de dois litros a gasolina, com turbo e tecnologia híbrida) venceu em 2015 e 2016, indicando o início de uma nova era. A Audi, portanto, aproveitou o momento que considerou mais apropriado para sair de cena. Até porque, cá entre nós, ambas marcas pertencem ao mesmo grupo.

É claro que, como é, de certo modo, tradição entre as grandes fabricantes alemãs, a Porsche não poderia deixar tudo isto passar em branco.

Saca só: em 2014, com o retorno da Porsche a Le Mans, a Audi pegou seu R18 e fez um vídeo no qual o protótipo saía de Ingolstadt e ia até Stuttgart, em frente à fábrica da Porsche (ultrapassando um trator Porsche no caminho), e escrevia welcome back (“bem-vindos de volta”) com os pneus no asfalto – um legítimo desejo de boas vindas, com um toque de provocação. Ou vice versa.

Quem gosta destas cutucadas são os fãs – é como se, em meio a um mercado cada vez mais engessado, com carros cada vez mais iguais e comerciais cada vez mais brandos e sem graça, fossem as equipes de corrida das fabricantes que mantivessem aquele espírito de rivalidade vivo. É, também, como se fosse o último refúgio dos publicitários que querem criar campanhas ousadas, nas quais podem se referir diretamente aos concorrentes sem medo de represálias das agências que regulamentam as propagandas.

Com tudo isto em mente – e, novamente, lembrando que as fabricantes alemãs adoram provocar umas às outras – seria ingênuo achar que a Porsche não aproveitaria a oportunidade para dar uma resposta à Audi. Aproveitando, inclusive, parte do vídeo feito por eles.

O gancho é justamente o trator Porsche que o Audi R18 ultrapassa no vídeo de 2014. Anos depois, o tratorista ouve no rádio a notícia de que a Audi deixará as 24 Horas de Le Mans. Prontamente, ele dá meia volta e retorna a local onde a Audi deixou as marcas de pneu dois anos atrás e faz uma pequena alteração na frase.

Welcome back (bem-vindos de volta) vira come back (“volte!”). A Porsche deseja que a Audi volte a Le Mans um dia, para que as duas companhias tornem a se enfrentar na corrida mais importante do calendário.

Se você é fã de automobilismo (o que é bem provável, considerando o teor do post que está lendo neste momento), apostamos que se arrepiou. Mesmo que a Porsche não tenha, também, deixado de dar uma leve cutucada – a saída da Audi teve a ver com o Dieselgante, e o trator é um Porsche P111 Diesel, um dos mais famosos da história.

E a Porsche se orgulha bastante dele: em uma campanha recente, a durabilidade do P111 foi usada para mostrar como o relacionamento da companhia com o cliente é eficiente – e não apenas para quem tem um esportivo da marca, mas para o dono de qualquer Porsche, mesmo que seja um trator.

Em 2013, os caras da Autobild.tv colocaram Walter Röhrl (que, veja só, foi responsável por transformar o Audi Quattro em uma lenda dos rali, e hoje em dia é piloto de testes sênior da Porsche) para estabelecer um recorde de trator em Nürburgring Nordschleife.

Dizem que os alemães são sisudos e levam tudo a sério demais, mas este tipo de coisa mostra que não é bem assim. Além disso, também queremos que a Audi volte para rivalizar com a Porsche em Le Mans. Afinal, são as duas fabricantes que mais venceram na história da corrida.