A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Porsche Cayenne Coupé lançado por R$ 460.000, Fiat Chrysler e PSA confirmam fusão, o fim do Peugeot 208 GT e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Porsche lança Cayenne Coupé no Brasil

A Porsche anunciou ontem (30) a chegada do Cayenne Coupé ao Brasil. Versão com proposta mais esportiva que o Cayenne tradicional, o Cayenne Coupé tem as colunas A mais inclindas e caimento mais suave no teto, sendo praticamente um fastback. Ele também tem a suspensão ligeiramente mais firme, e roda 30 mm mais próximo do chão.

A fabricante alemã optou por trazer o Cayenne Coupé em apenas duas versões: a inicial, de R$ 459.000; e a de topo Turbo e-Hybrid, que sai por R$ 956.500.

O Cayenne Coupé de entrada tem um motor V6 três litros turbo de 340 cv e 45,9 kgfm de torque. Já o Turbo e-Hybrid vem equipado com um V8 de quatro litros biturbo de 550 cv e 78,5 kgfm de torque, mais um motor elérico de 136 cv. Juntos, os motores entregam potência e torque combinados de 680 cv e 91,8 kgfm de torque – o bastante para acelerar até os 100 km /h em 3,8 segundos.

O Turbo e-Hybrid ainda pode rodar por 40 km a até 135 km/h. usando apenas o motor elétrico. As baterias são recarregadas pelo motor com o carro em movimento, mas também é possível recarregá-las em uma tomada ou estação de recarga. O câmbio é sempre automático de oito marchas, com tração nas quatro rodas.

Ambas as versões do Cayenne Coupé vêm equipadas com sistema multimídia com tela de 12 polegadas, seletor de modos de condução (, controle de largada e suspensão ativa. Entre os itens opcionais estão o cruise control adaptativo, teto de fibra de carbono e rodas mais leves. Com todos os opcionais disponíveis, o Cayenne Coupé Turbo e-Hybrid chega aos R$ 1,02 milhão. (DH)

 

Peugeot lança 2008 com motor THP e câmbio automático

Desde o lançamento do Peugeot 2008 no Brasil em 2015 os consumidores pedem pela opção de câmbio automático na versão topo de linha equipada com motor 1.6 THP. A Peugeot finalmente atendeu ao pedido e iniciou as vendas do 2008 Griffe THP equipado com cambio automático de seis marchas, por R$ 99.990.

O valor é R$ 10.000 acima do Griffe com motor 1.6 aspirado, o pacote de equipamentos é o mesmo e o único diferencial é o sistema de gerenciamento de tração Grip Control presente no modelo THP. Segundo a Peugeot o 2008 não vinha com câmbio automático por limitação física no cofre do motor, junto do C4 Cactus estreou uma transmissão automática mais compacta que agora é adotada pelo 2008.

O motor 1.6 THP flex continua entregando 173 cv e 24,5 kgfm, segundo a Peugeot o SUV faz de zero a 100 km/h em 8,8 segundos, 0,7 segundo mais lento que o modelo com câmbio manual descontinuado. (ER)

 

Fusão entre PSA e FCA é firmada

O resultado das negociações entre o grupo PSA e a Fiat Crhysler Automobiles (FCA) feitas nessa quarta (30) tiveram resultados. Os dois grupos decidiram por se unir em um novo grupo com as ações divididas por igual entre os acionistas de cada empresa. A principal justificativa da união, segundo o comunicado oficial, é enfrentar os novos desafios da indústria automotiva, como redução de poluentes, eletrificação e mobilidade autônoma.

Com as vendas da PSA e da FCA somadas esse grupo se torna o quarto maior fabricante automotivo do mundo. Os fabricantes se complementam com as vendas boas da FCA no continente americano e da PSA na Europa.

O conselho administrativo do novo grupo terá 11 membros, cinco da FCA e cinco da PSA, com o chefe da PSA Carlos Tavares atuando como chefe executivo do grupo. Essa união não vai provocar fechamento em fábricas ou mudanças na oferta de veículos por enquanto. (ER)

 

Ford encerra produção na fábrica de São Bernardo

A Ford encerrou ontem (30) a produção de veículos em sua fábrica de São Bernardo do Campo/SP depois de 52 anos de atividade e oito meses após o anúncio da desativação. Com o fim da produção, a Ford está negociando a fábrica com o grupo Caoa, que poderá produzir caminhões Hyundai ou modelos Chery na unidade, mas até agora nenhuma decisão foi firmada.

Na fábrica de São Bernardo do Campo trabalhavam 2.350 funcionários, dos quais 1.350 serão demitidos e 1.000, que trabalham na área administrativa, serão mantidos e realocados em outras unidades da fabricante no Brasil — atualmente a Ford tem um fábrica de Camaçari/BA, onde produz automóveis, um em Taubaté/SP onde produz motores e transmissões, e um campo de provas em Tatuí/SP. (LC)

Peugeot mata o 208 GT

Junto do lançamento do SUV 2008 Griffe THP com cambio automático a Peugeot tirou de linha de forma silenciosa o hot hatch 208 GT. A versão esportiva do compacto contava com o motor THP de 173 cv e cambio manual de seis marchas, o preço sugerido era de R$ 87.990.

O 208 GT tinha vendas baixas, apenas 19 unidades foram comercializadas entre janeiro e setembro de 2019. O fim do 208 GT marca também o fim da oferta de câmbio manual com o motor THP no Brasil. (ER)

 

Será este o novo Mercedes-AMG GT?

A Mercedes-Benz revelou nos últimos dias um vídeo no qual Lewis Hamilton visita o centro de design da fabricante em Sindelfingen, na Alemanha, e conhece o conceito Vision Mercedes-Maybach 6 Cabriolet de 2017. Contudo, durante a visita, Hamilton depara com um GT de argila em escala (por volta de 0:35 do vídeo), aparentemente inspirado pelo AMG One, que poderia muito bem ser a próxima geração do AMG GT.

Questionada pelos comentaristas no YouTube, a Mercedes respondeu apenas “veremos o que o futuro nos reserva”, usando um emoji piscando o olho (We’ll have to see what future is waiting for us. 😉). Ao pé da letra isso não significa nada, mas pode significar que este é o primeiro teaser do próximo AMG GT — que, lembre-se, irá influenciar também o próximo SL.

Lançado em 2014, o AMG GT deverá entrar em 2020 com sua versão Black Series, que normalmente é o modelo de despedida dos AMG, uma vez que seu ciclo de sete anos se encerra em 2021. (LC)

 

BMW garante que o próximo M2 terá tração traseira

Tido como um dos melhores esportivos da atualidade, o BMW M2 não deverá seguir o caminho do Série 1 e do Série 2 Gran Coupé, que agora têm tração dianteira. Quem garantiu foi Gernot Stuhl, diretor de produto da família Série 2.

Em depoimento aos britânicos da Autocar, Stuhl foi bem claro quanto aos motivos. Segundo ele, a migração do Série 1 e do Série 2 Gran Coupé para uma plataforma de tração dianteira se deu porque, no caso destes carros, não faz diferença para os compradores quais são as rodas motrizes. No caso do cupê, porém, a tração traseira é um fator decisivo na hora da compra.

Por isso, a próxima geração do cupê – e não apenas o M2 – ganhará uma nova plataforma de tração traseira na próxima geração. Contudo, Stuhl não deu detalhes técnicos a respeito, e nem disse quando o novo M2 será lançado. No mais, são boas notícias para os entusiastas. (DH)

 

Porsche 911 Carrera S e 4S enfim ganham câmbio manual

Já faz quase um ano que o Porsche 911 992 foi lançado e, enfim, os alemães deram a ele o aguardado câmbio manual de sete marchas. Ele está disponível como opcional sem custo para as versões Carrera S e 4S, ambas equipadas com um flat-six biturbo de três litros, 450 cv e 54 kgfm de torque.

E ainda acompanha o Sport Chrono Package, que inclui suportes ativos para o motor, modo Sport, punta-tacco virtual (rev matching) e seletor de modos de condução no volante. De acordo com a Porsche, o câmbio manual aumenta o envolvimento ao volante, mas reduz um pouco o tempo de zero a 100 km/h – em ambas as versões, a estimativa da Porsche é de “cerca de quatro segundos”. Com câmbio PDK e o pacote Sport Chrono, o Carrera S vai de zero a 100 km/h em 3,5 segundos, enquanto o 4S precisa de 3,4 segundos.

A notícia que talvez não seja tão boa: as versões Carrera e Carrera 4, de 385 cv e 45,9 kgfm de torque, não terão câmbio manual – e não há planos para que isto aconteça, ao menos por enquanto. (DH)

 

Matérias relacionadas

O príncipe dos automóveis: a controversa e polêmica história do criador do DeLorean

Leonardo Contesini

Os carros mais vendidos em janeiro, a nova geração do Mercedes Classe A, Top Gear destruiu mais um carro e mais!

Leonardo Contesini

Os clássicos brasileiros dos anos 60 e 70 mais legais à venda no GT40

Dalmo Hernandes