A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Porsche revela 911 Carrera 992, Schumacher está consciente e assite à F1 na TV, BMW R 1250 GS no Brasil e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Porsche apresenta 911 Carrera cupê e conversível

Enfim, nove meses depois da estreia da nova geração, a Porsche apresenta o Porsche 911 Carrera, modelo base da nova geração. O carro é equipado com o mesmo flat-six biturbo de três litros do Carrera S/4S porém turbos menores e ajustado para  entregar um pouco menos de potência.

São 385 cv a 6.500 rpm e 45,9 kgfm de torque a 4.500 rpm – 15 cv a mais que o Carrera 991.2, com o mesmo torque –, por enquanto moderados pela mesma caixa PDK de oito marchas do Carrera S. A Porsche ainda não liberou a transmissão manual, que deverá ficar para o ano que vem.

Com este conjunto, o 911 Carrera Coupé vai de zero a 100 km/h em 4,2 segundos (ou quatro segundos cravados com o Sport Chrono Package), com velocidade máxima de 293 km/h. Os números de aceleração do Cabriolet são idênticos, mas a velocidade máxima é ligeiramente menor – 291 km/h.

Assim como as versões S e 4S, o 911 Carrera vem com o sistema PASM (Porsche Active Suspension Management), dotado de amortecedores ajustáveis eletrônicos com modo Normal e Sport. E ele também vem com rodas staggered, com 19 polegadas na frente e 20 polegadas atrás (ou, como opcional, de 20 e 21 polegadas, respectivamente). Abrigadas sob elas, estão discos de metal perfurados e ventilados, podendo ser substituídos por carbono-cerâmica a um custo extra.

A Porsche faz questão de reforçar que, por dentro, o 911 Carrera traz exatamente os mesmos recursos do S/4S, incluindo o quadro de instrumentos digital (com conta-giros de ponteiro), a central multimídia com tela de 10,9 polegadas, e todas as assistências eletrônicas.

O novo 911 Carrera já pode ser encomendado lá fora, com as entregas começando em 2020. Nos EUA, o cupê custa US$ 97.400 (cerca de R$ 369.000 em conversão direta) e o conversível, US$ 110.200 (por volta de R$ 417.000). A Porsche deve levar ainda alguns meses para trazê-lo para o Brasil – até lá, certamente saberemos o seu preço local. (DH)

 

Michael Schumacher está consciente e assiste à F1 pela TV

Já faz quase seis anos que Michael Schumacher sofreu seu acidente de esqui. Desde então ele nunca mais foi visto e seu estado de saúde é completamente desconhecido. As poucas informações públicas foram divulgadas por uma questão jurídica (quando o advogado da família disse a um tribunal que Schumacher não podia andar) e por amigos próximos, sempre cautelosos com as palavras.

Um destes amigos é o antigo chefe da Ferrari, Jean Todt. Ele frequenta regularmente a residência da família na Suíça e, nesta segunda feira (29), revelou que assistiu ao GP da Alemanha pela TV ao lado de Michael Schumacher. Durante a prova, o filho de Michael, Mick Schumacher, pilotou a Ferrari  F2004, usada por seu pai na temporada de 2004, quando o alemão conquistou seu último título.

A notícia trazida por Todt é positiva, uma vez que há algumas semanas ele disse que Schumacher estava com dificuldades de comunicação. Além de revelar sua recente visita, Todt disse que ele está confiante a respeito do progresso de Schumacher e que o piloto está em boas mãos.

Recentemente um outro amigo de Schumacher, o jogador de basquete Dirk Nowitzki, revelou que o piloto estava passando por sessões de fisioterapia, mas se limitou a esta informação, uma vez que a família reforça os pedidos de privacidade. “Espero que ele progrida com a fisioterapia e que possamos vê-lo novamente algum dia”, disse Nowitzki. (LC)

 

Preço médio da gasolina segue em queda por mais uma semana

O preço médio do litro da gasolina nas bombas segue em queda pela 11ª semana consecutiva. De acordo com o levantamento divulgado semanalmente pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), o valor médio do litro da gasolina caiu de R$ 4,338 para R$ 4,324 (0,3%) na última semana. Se considerarmos o valor desde o início da série de quedas, a redução de R$ 4,566 para os atuais R$ 4,324 corresponde a uma variação negativa de 5,3%.

Quanto ao etanol, o preço caiu 0,3%, passando de R$ 2,766 para R$ 2,758. Já o diesel teve uma redução prática de 0,2%, passando de R$ 3,554 para R$ 3,537. (LC)

 

BMW R 1250 GS é lançada no Brasil, parte de R$ 70.000

A BMW Motorrad segue a expansão acelerada de sua linha no Brasil. A mais nova integrante da família é a R 1250 GS, que vem substituir a R 1200 GS – uma missão importante, já que a R 1200 GS é seu modelo mais bem sucedido no Brasil.

Montada em Manaus, a R 1250 GS começará a ser vendida em setembro, mas a BMW já deu os preços e versões. O ponto de partida é a Sport, que custa R$ 69.950, seguida da R 1250 GS Premium, de R$ 82.950. A mais cara é a R 1250 GS Adventure, que sai por R$ 91.950.

Em comum, todas as três têm um novo motor de 1.250 cm³ (antes eram 1.170 cm³) com comando de válvulas variável, 136 cv e 14,6 kgfm de torque – a R 1200 GS tinha 125 cv e 12,7 kgfm. O sistema de escape também é novo, e a suspensão com ajustes eletrônicos foi recalibrada. Além disso, a R 1250 GS vem de série com hill holder, freiso ABS, controle eletrônico de estabilidade; seletor de modos de condução; painel digital com tela colorida em TFT e tomada de 12 volts.

Existem, claro, particularidades entre as versões. O modelo Sport tem farol de LED com DRL, manoplas aquecidas, controle de pressão dos pneus e cruise control. A R 1250 GS Premium acrescenta controle de tração dinâmico, suspensão ativa, partida sem chave, assistente para trocas de marcha, preparação para navegador por GPS, acabamento preto no motor e suporte para malas laterais. Por fim, a Adventure adiciona um farol adicional de LED, tanque de combustível maior (de 30 litros, enquanto as outras têm tanque de 20 litros) e barras de proteção adicionais. (DH)

 

Honda X-ADV é atualizada e ganha controle de tração

Falando em motos aventureiras, que tal uma scooter? A Honda anunciou nesta semana que sua scooter aventureira, a X-ADV, recebeu uma pequena atualização: agora, ela vem equipada com um sistema de controle de tração, que ajuda a mitigar derrapagens involuntárias na terra e em superfícies com pouca aderência, e o seletor HSTC (Honda Selectable Torque Control) com dois modos de condução.

Custando R$ 55.998, a X-ADV vem com um motor bicilíndrico de 745 cm³ com 55 cv e 6,93 kgfm de torque, acoplado a uma caixa de dupla embreagem e seis marchas. Com suspensão reforçada e pneus de uso misto, além de um porta-objetos de 21 litros (com iluminação e tomada de 12 volts), ela é uma scooter mais prática, capaz de encarar longas distâncias – segundo a Honda, a X-ADV tem autonomia de 300 km.

É claro que, para uma scooter, a X-ADV tem preço bem salgado – R$ 55.998, sem contar o frete. (DH)

 

Alain Prost substitui Thierry Bolloré como diretor executivo na Renault

O ex-piloto e tetracampeão da Fórmula 1 Alain Prost assumiu o cargo de diretor executivo da Renault Sport Racing, a divisão de competição da fabricante francesa. Prost vai assumir o lugar de Thierry Bolloré no conselho executivo, depois da saída oficial de Bolloré, no dia 12 de julho. Alain Prost ocupava o cargo de conselheiro da Renault até então.

A Renault passa por uma fase difícil na temporada atual, onde ocupa a sexta colocação no campeonato de construtores e o piloto mais bem colocado é Daniel Riccardo na 11ª colocação do campeonato de pilotos. (ER)

Matérias relacionadas

A morte de Niki Lauda, autódromo do Rio tem construtor definido, Fiat Weekend chega à linha 2020 e mais

Ferrari 637: quando a Scuderia quase disputou a Indy

Leonardo Contesini

Pikes Peak 2017: o que rolou na subida de montanha mais importante do automobilismo

Dalmo Hernandes