A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

PRF aplica 3 mil multas por farois apagados por dia, Renault mostra sucessor do Fluence, Honda NSX terá versão Type R e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Renault apresenta novo Megane Sedan, substituto do Fluence

Renault-Megane-Sedan2

A Renault apresentou nesta terça-feira o novo Megane Sedan, o terceiro membro da família na Europa depois do hatch e da perua. O modelo já havia “vazado” em imagens do seu manual do proprietário, mas agora foi finalmente revelado com detalhes.

Renault-Megane-Sedan

O Megane Sedan tem a mesma dianteira dos irmãos, com os faróis em forma de C e um enorme logotipo da Renault na grade dianteira. Com o terceiro volume na traseira, o modelo agora tem 508 litros de volume no porta-malas, que pode ser aberto com o movimento dos pés.

Também como seus irmãos, o Megane Sedan terá dois motores a gasolina — um de 115 cv e outro de 130 cv — e três motores a diesel, com 90, 110 e 130 cv. Dependendo da opção, o câmbio será um manual de seis marchas, um automático de seis marchas ou um automatizado de sete marchas e embreagem dupla. O modelo será fabricado na Turquia e exportado para 20 países. Por aqui, o Fluence continuará produzido na Argentina e exportado para o Brasil. Ainda não há informações do lançamento do Megane Sedan na América do Sul.

 

Faróis apagados renderam 12 mil multas em quatro dias

Tagfahrlicht

 

Como você já deve saber, desde sexta-feira todos os motoristas que trafegarem nas rodovias de todo o Brasil deverão usar o farol baixo aceso durante o dia. A mudança na lei foi anunciada no final de maio, e levou 45 dias para entrar em vigor, com campanhas dos órgãos públicos e uma série de matérias a respeito da nova lei. Aparentemente não foi suficiente: segundo a Polícia Rodoviária Federal, nos quatro primeiros dias da lei — de sexta-feira (8) a segunda-feira (11) — foram emitidas 12 mil multas — uma média de 3 mil autuações por dia.

Os dados são uma média preliminar, pois as infrações levam até 5 dias para ser lançadas no sistema, mas considerando o valor de R$ 85,13 da multa, mais de R$ 1 milhão foram arrecadados para os cofres públicos apenas nas rodovias federais. A PRF observou, contudo, que esse número tende a cair com o passar do tempo, já que há uma ênfase no trabalho educativo e também porque os motoristas ainda estão se acostumando com a nova lei. Para saber tudo o que você precisa para não ser multado, confira nosso guia.

 

Lamborghini pode lançar novo modelo de motor dianteiro

asterion-1 (1)

Apesar de ser famosa por seus carros exóticos em forma de cunha, a Lamborghini tem uma bela linhagem de modelos GT 2+2, que iniciou com seu primeiro carro, o 350 GT e durou até 1979 com o fim da produção do Urraco. Desde então a marca se concentrou apenas em esportivos de dois lugares com motor central-traseiro (e também em um SUV absurdo com motor V12 e origem militar). Mas esta história pode estar prestes a mudar.

Segundo a Automobile Magazine, a Lamborghini está considerando um novo modelo para ser posicionado entre o Huracán e o Aventador. Embora os fãs ainda sonhem com a volta do Miura (especialmente se ele tiver algo do conceito de 2006) ele provavelmente será baseado na plataforma MSB do Grupo Volkswagen, a mesma do novo Porsche Panamera. Isso significa que o motor do carro ficará sobre o eixo dianteiro, e não atrás dos bancos.

2008lamborghini_estoque_03-1

Ainda há poucos detalhes precisos sobre este futuro modelo, mas é realista considerar esta hipótese pois a plataforma MSB também será usada pelo SUV Urus, previsto para 2018. Além disso, a Lamborghini também planeja uma separação maior entre as próximas gerações do Aventador e do Huracán, podendo equipá-los com um powertrain híbrido com dois motores elétricos.

 

Honda NSX terá versão Type R

acura_nsx_32

Ao ser anunciado como um esportivo híbrido, o atual Honda NSX meio que decepcionou os fãs mais fervorosos da primeira geração do esportivo. Afinal, ele era um esportivo equilibrado, old-school e bastante orgânico, sem muita eletrônica envolvida — e mesmo assim durou mais de dez anos, entrando nos anos 2000 sem perder a classe.

Mas a Honda não pretende parar por aqui com esse novo NSX. A marca japonesa planeja cinco versões para o modelo, incluindo uma versão Type R de peso reduzido e puramente a gasolina. A informação é da revista Autocar, que conversou com o líder do projeto NSX, Ted Klaus. Segundo o engenheiro, entre as derivações estão um conversível, uma versão não-híbrida de baixo peso e um NSX 100% elétrico — e uma delas será chamada Type R. Algum palpite sobre qual delas?

De acordo com Klaus, o NSX é “um carro especial com novas tecnologias” e é visto pela empresa como “uma plataforma onde eles podem testar estas novas tecnologias”. A marca disputou a Subida de Pikes Peak deste ano com uma versão de baixo peso e ligeiramente modificada, e já manifestou sua vontade de fazer uma versão “mais pura e mais simples” do carro. Eles também subiram Pikes Peak com uma versão elétrica do NSX, equipada com quatro motores elétricos controlados individualmente que serviu como desenvolvimento para um futuro sistema de vetorização de torque e durabilidade do conjunto de baterias.

Sobre o Type R (que é o que vocês querem saber de verdade, não é mesmo?), Klaus disse que essa versão precisa ser a mais comprometida com o desempenho de todas, e o NSX já é um carro desenvolvido para derivar versões mais rápidas e com powertrains diferentes. Considerando que eles já têm uma versão GT3 do modelo, equipada apenas com o V6 biturbo e com tração apenas nas rodas de trás, já podemos começar a imaginar como será o NSX Type R. Alguém falou tração traseira, baixo peso e 600 cv?

 

G-Power prepara M4 GTS de 615 cv

g-power-bmw-m4-gts-1

Se os 500 cv do BMW M4 GTS ainda parecem pouco para seu gosto, a G-Power tem a solução: o pacote B-Tronik 2 V3, que inclui novos turbos, remapeamento da ECU e um novo escape com fluxo otimizado, que ajudam o motor produzir mais 115 cv e 16,3 mkgf, chegando aos 615 cv e 77,2 mkgf.

Com a nova potência, o tempo de aceleração de zero a 100 km/h cai para 3,6 segundos, ou 0,2 segundo a menos que o carro original. Além disso, você pode também solicitar a remoção do limitador eletrônico, o que permite acelerar até mais de 320 km/h, segundo a G-Power. O pacote também incluiu rodas forjadas de 21 polegadas e custa US$ 18.770 além do preço do M4 GTS. Aliás, encontrar um M4 GTS será seu maior problema, pois todos os 700 exemplares já foram vendidos antes mesmo da produção iniciar.

 

Senai oferece curso de mecânica básica grátis pela internet

SUBARU_WRX_STI___Mecanica___03

Se você gostaria de aprender mais sobre seu carro ou aprender a identificar possíveis defeitos quando eles acontecerem, aqui vai uma boa notícia: o Senai de São Paulo está oferecendo um curso gratuito a distância de noções básicas de mecânica automotiva. Para participar, você precisa ter no mínimo 14 anos, ensino fundamental completo, email e acesso à internet. O curso tem duração de 14 horas-aula e certificado de conclusão para os aprovados.

A programação do curso inclui o aprendizado básico sobre sistemas de suspensão e rodas, freios, direção, câmbio manual, motor a gasolina, sistemas de alimentação e turbocompressores. Logicamente ele não te ensinará a solucionar problemas ou a consertar seu próprio carro, mas você certamente terá uma noção mais abrangente de como um carro deve funcionar — e, quem sabe, dar o primeiro passo para um aprendizado mais avançado. Veja mais informações neste link.

 

Matérias relacionadas

Superformance Grand Sport: um Corvette de corrida de 1963 que você pode comprar zero-quilômetro

Dalmo Hernandes

Estes são alguns dos carros brasileiros dos anos 90 mais bacanas do GT40

Dalmo Hernandes

Novo recall da Chevrolet, BMW M2 em Nürburgring, 220 clássicos encontrados depois de 61 anos e mais!

Leonardo Contesini