FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #114

Project Cars #114: um Toyota Celica GT 2002 refinado em detalhes

Fala, galera gearhead do Flatout! Meu nome é Junior Gaboardi, tenho 26 anos e sou de Medianeira, Paraná mas moro em Asunción, no Paraguai, faz mais ou menos uns 12 anos. Neste primeiro post gostaria de apresentar a vocês meu Toyota Celica GT ano 2002. Mas antes, como de costume, vou falar como sobre minha ligação com os carros.

Tudo começou ainda quando eu era pequeno, sempre colecionando revistas, carros em escala e assistindo às corridas de Fórmula 1. Meu primeiro carro foi um Toyota Corolla 1999 automático que comprei em 2009. Era um carro muito bom no ano e meio que tive ele, não tive problema algum.

Depois de um tempo mais precisamente no final de 2010 consegui juntar uma grana e comecei a procurar um carro que tinha visto pela primeira vez ao vivo em 2008: um Toyota Celica de sétima geração, que foi fabricada entre 2000 e 2005.

FlatOut 2014-07-19 às 14.58.20

Como alguns de vocês devem saber, no Paraguai há muitos carros japoneses e americanos, então não foi dificil encontrar o que eu queria. As opções eram variadas, só não estava encontrando a versão GTS por que nessa época quase todos os Celica que foram importados eram da versão GT. Por isso, acabei comprando um GT 2002 azul americano com 86.000 milhas.

FlatOut 2014-07-19 às 14.58.28

 

O Carro

O Celica é um liftback equipado com o motor 1.8 1ZZ-FE aspirado de quatro cilindros com comando variável, que produz 143 cv a 6.400 rpm 17 mkgf a 4.300. Não é muito, mas ele é um carro bem leve e tem uma boa aceleração de zero a 100 km/h (8,7 segundos) e chega a 220 km/h. Além disso, na cidade ele roda mais ou menos 10 km/l, e na estrada fica na casa dos 12 km/l. A transmissão é automática ECT de quatro velocidades.

 

O Projeto

Quando comprei o carro ele estava totalmente original,  não tinha nada modificado no visual e nem na parte mecânica. Até as rodas eram as originais de fábrica ainda. Inicialmente eu não tinha intenção de modificá-lo, mas com o tempo comecei a ter ideias pra pequenas mudanças — principalmente na parte visual.

A primeira coisa que fiz foi trocar as rodas originais de 15 polegadas com pneus 195/60 por umas Enkei de 17 polegadas e pneus Bridgestone 225/45.

FlatOut 2014-07-19 às 14.58.39

O passo seguinte foi a instalação do bodykit TRD (Toyota Racing Development) que era o único que eu gostava por ser original e não ficar com cara de tuning. Na verdade inicialmente só coloquei as saias na lateral e na traseira. Em seguida também pintei as rodas de preto e instalei faróis de xenônio 6.000 K.

FlatOut 2014-07-19 às 14.59.01

Então começaram os problemas…

Os Celica GT e alguns outros carros da Toyota com motor VVT-i fabricados de 2000 até 2002 tem um problema (ou uma característica, como dizem aqui no Flatout) que com o tempo faz com que o motor comece a consumir óleo — algo em torno de um litro cada 5.000 km, mas com uso em rotações mais altas esse consumo ainda aumenta um pouco.

Isso não seria um problema se eu olhasse sempre o nível do óleo, mas como eu não tinha esse costume acabei aprendendo da pior maneira possível. Eu estava viajando muito e pisando muito. Com todas as viagens que eu fiz sem perceber que o nível do óleo estava baixo, e a alta quilometragem do motor, ele começou a roncar e o resultado foi fazer uma retífica. No fim, ficou até barato perto do que poderia ter acontecido.

FlatOut 2014-07-19 às 14.59.09

FlatOut 2014-07-19 às 14.59.15 FlatOut 2014-07-19 às 14.59.22

Enquanto o motor era consertado aproveitei para trocar o radiador, que tinha algumas perdas, e as lanternas traseiras por outras do modelo 2003 a 2005.

FlatOut 2014-07-19 às 14.59.28

Depois de terminada a retificação do motor consegui o parachoque dianteiro do bodykit TRD. Também troquei o escape por um esportivo, onde obtive um pequeno ganho de rendimento.

FlatOut 2014-07-19 às 14.59.36 FlatOut 2014-07-19 às 14.59.42

Foi aí que apareceu outro problema: a transmissão automática começou a falhar não entrava mais a quarta marcha. Depois já não entrava a terceira marcha. Resultado: tive que reconstruir a transmissão completa.

Quando aconteceu isso não queria mais saber do carro. Fiquei meio desanimado pelos problemas que ele teve em tão pouco tempo, e até acabei botando o carro para vender, mas uma semana depois pensei muito e  acabei mudando de ideia, afinal o carro estava inteirão: tinha motor, radiador e transmissão novinhos.

FlatOut 2014-07-19 às 14.59.48

Então dei continuidade ao projeto consegui uma entrada de ar maior, um presente do meu mecânico, e hood pins da Sparco que acabei não gostando muito e trocando pelos aerocatch que é usado em muitos carros de corrida dando um toque bem racing. Consegui farois originais HID que eram opcionais do modelo 2003-2005 e finalmente o que faltava do bodykit TRD: a asa traseira alta.

FlatOut 2014-07-19 às 14.59.56

 

O Motor

A primeira modificação que fiz no motor foi retirar a caixa do filtro de ar e colocar um filtro de admissão cônico da K&N, que ajuda a melhorar o rendimento do Celica, tornando o carro melhor em altas rotações, além de dar um ronco bem mais legal. Também coloquei o escudo anti-calor da Injen no filtro, uma barra anti-torção de aluminio na frente, tampa do reservatório de oleo de aluminio da TRD e filtro de óleo K&N.

FlatOut 2014-07-19 às 15.00.22

As últimas modificações que fiz foi trocar as luzes de neblina originais que não ficavam legais com o parachoque TRD por umas Hella de quatro polegadas, que ficarão muito melhores e trocar os repetidores dos piscas dos para-lamas por um modelo menor, usado nos Celica europeus.

FlatOut 2014-07-19 às 15.00.31

As próximas modificações que eu pretendo fazer serão a troca da polia original do alternador por uma de aluminio da MWR ajudando a minimizar a perda mecânica e aumentando a vida util do alternador. Também quero colocar parafusos de alumínio nas rodas e alguns detalhes em fibra de carbono da Carbign Craft. Como sempre estou mudando alguma coisa, as próximas eu mostrarei nos posts seguintes. Até lá!

Por Junior Gaboardi, Project Cars #114

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #266: o fim da preparação do Fiat 500 Abarth – e os resultados na pista!

Leonardo Contesini

Maverick 351W swap: os detalhes da preparação do Project Cars #47

Leonardo Contesini

Alfa Romeo 155 V6: o começo da restauração!

Juliano Barata