A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars

Project Cars #117: reparando detalhes no visual do meu Alfa Romeo 155 Super

Olá, pessoal. Depois de um ano e meio curtindo e deixando a mecânica da Guria zerada, chegou a hora de cuidar da beleza da macchina. Apesar de estar num estado muito bom de conservação, os 17 anos de estrada deixaram suas marcas pela carroceria do carro.

Como em quase todos os Project Cars, o fator financeiro é o grande freio do projeto. Minha ideia era mostrar nesse capítulo o antes e o depois. Mas não deu, então hoje vou detalhar o que precisa ser feito e no próximo, se tudo correr bem, mostro como ficou.

Parachoques

Os pontos mais críticos são os para-choques, que apresentam vários ralados e a lateral esquerda, com inúmeros amassadinhos resultante de portadas de outros carros. Além disso, o aerofólio está com a camada de verniz se soltando, as capas dos retrovisores, as saias laterais e algumas partes da grade dianteira estão com a pintura ralada ou desgastada.

Vou fazer a pintura das partes mencionadas e o martelinho de ouro, mas não vou mexer nos pequenos riscos que existem pela carroceria, pois a pintura apresenta um bom estado geral e se for para retocar cada imperfeição, acabaria sendo melhor pintar o carro todo. Algo que pretendo fazer daqui alguns anos, quando realizar um amplo trabalho de restauração.

Emblemas

Os emblemas traseiros estão com vários riscos e o cromado descascado em alguns pontos. Além disso, por uma razão desconhecida, estão colados na ordem contrária ao padrão original, eles terão a pintura restaurada e após o polimento do carro voltarão no lugar correto.

As rodas também vão passar por um tratamento de beleza, apesar do bom estado geral elas possuíam pequenos riscos e as dianteiras estão com amassados nas bordas. Além disso, há uma parte que está pintada, mas deveria ser diamantada. Para finalizar, alguns dos adereços que imitam parafusos, estão trincados e precisam ser trocados.

Rodas

Esses parafusos eram praticamente impossíveis de serem encontrados, novos ou usados. Na falta deles muitos carros usam outros tipos de parafuso ou ficam sem. Isso até algum tempo atrás, quando o padrinho da Guria deparou com esse problema ao restaurar as rodas do seu 155. Depois de muito pesquisar, ele conseguiu achar um cara que poderia reproduzir esses componentes em resina, aqui mesmo em Londrina/PR.

Já fiz os orçamentos e nos primeiros dias de fevereiro comecei a executá-los. O serviço de pintura está orçado em R$ 850 com previsão de entrega em quatro dias, a restauração das rodas em R$ 450 previsto para ficar pronto em três dias e a pintura dos emblemas em R$ 50 com previsão de sete dias. Farei esses serviços nos locais que o padrinho da Guria me recomendou. Felizmente, posso contar com a assessoria dele. Mais uma vez, muito obrigado, Raje, pelas dicas, sugestões e até pelos puxões de orelha.

Encontro1

Permitam-me contar uma história que aconteceu no dia que saí para fazer esses orçamentos, que mostra que às vezes a sorte também sorri para os sofridos entusiastas brasileiros. Além dos orçamentos, saí decidido a consertar um furo em uma das tubulações do escape. Os componentes que estavam lá foram adaptados do Fiat Tipo, mas estavam em bom estado, por isso minha intenção era trocar apenas a tubulação danificada e no segundo semestre trocar tudo pelas peças específicas.

Depois de passar em quatro lojas onde, não tinham como ou não recomendaram fazer o serviço, encostei em mais um estabelecimento. Conversa vai, conversa vem, eles tentam me empurrar o silencioso do Tipo, até que o cara fala que tem umas peças de Alfa e foi olhar o estoque. Eis que no meio de um monte escapamentos empoeirados aparece uma peça semelhante com a inscrição A.145 (de Alfa 145), mas um número de referência diferente do catálogo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Ao analisar melhor, apareceu uma etiqueta indicando que servia no 155, fizeram a comparação no carro e encaixava perfeitamente. Só faltava ver o preço, em pesquisas anteriores o melhor valor que achei foi R$ 289, se eles fizessem por R$ 250 iria trocar. Então o cara fala que ficaria em R$ 190 instalado. Não pensei duas vezes e mandei fazer o serviço. Agora falta trocar o abafador traseiro, algo que pretendo fazer no final do ano, já que a peça que se encontra lá ainda está em bom estado.

Para finalizar, em 2014 aproveitei cada oportunidade para expor o carro nos eventos que ocorreram pela cidade, onde foram tiradas algumas das fotos que ilustram a matéria. A macchina sempre chamou a atenção, várias pessoas se lembram dela por causa das corridas de DTM. Num desses encontros, tive a oportunidade de conhecer o primeiro dono do carro. Naturalmente, tive que parabenizá-lo pelo bom gosto na compra e na escolha da placa, além de perguntar algumas coisas sobre os primeiros quilômetros do carro.

Abertura

Minha participação nesses encontros, tem como objetivo mostrar para as pessoas a paixão que os carros da Alfa Romeo despertam e que apesar da má imagem da marca no país, não é impossível manter esses carros e desfrutar dos seus encantos. Vivemos a expectativa da volta da marca ao mercado nacional, mas enquanto isso não acontece, eu e uma legião de fanáticos vamos curtindo nossos brinquedos e tentando manter a chama viva.

Por enquanto é isso, pessoal. No próximo post mostrarei como ficaram os reparos planejados. Até lá!

Por Delfino Mattos, Project Cars #117

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #384: começa a preparação do meu Mitsubishi Eclipse GS-T

Leonardo Contesini

Project Cars #305: a história do meu Fusca 1961

Leonardo Contesini

Ford Ka Turbo: começa a preparação do Project Cars #357

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados