A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #142

Project Cars #142: o BMW 135i recordista brasileiro de velocidade de José Santiago

Olá, gearheads do FlatOut. Meu nome é José Santiago, tenho 38 anos e atualmente moro na cidade de São Paulo. Tenho certeza absoluta que a velocidade e corrida fazem parte da natureza do ser humano, e que elas são fundamentais para a continuidade da raça humana.

Desde pequeninos já temos o gene da corrida em nós, pois do contrário, nenhum de nós existiria! Eu comprovo: se cada um de nós não tivesse disputado e ganhado uma prova de velocidade muito importante — aquela dentro do útero de nossas mães — contra milhões de outros competidores, nós não estaríamos aqui hoje, é bem simples! Ou seja, todos nós fomos condicionados a acelerar ao máximo, temos o gene da velocidade nas veias, uns mais outros menos, mas todos nós somos e precisamos ser velozes para viver ou se sentir vivo e isso explica porque existem tantos gearheads.

Ademais, eu não tinha por onde escapar. Meu interesse por carros começou ainda quando criança. Meus pais sempre me deram muitos carrinhos de brinquedo como presente, aliás, era o meu presente favorito. Aos domingos eu sempre assistia as corridas de F-1, que eram uma espécie de evento sagrado que reunia toda a família.

Ainda adolescente eu desenvolvi o vício pela velocidade. Eu adorava apostar corridas de bicicleta e de rolimã. De tarde eu assistia programas como “CHIPs”, que era um seriado norte-americano de policiais que perseguiam maus-feitores pelas estradas da Califórnia. Desta forma quando você soma tudo isso vai sempre acabar resultando em um perfeito gearhead, não há como ser diferente!

eu e dojão

Quando eu atingi a maioridade, eu estava sempre presente nas provas de arrancada em Interlagos, cheguei até a disputar algumas delas, mas o dinheiro era curto. Depois de formado, eu me mudei para os Estados Unidos e lá tive a oportunidade de participar de muitas corridas, de arrancada e de circuito, bem como de diversos track days em uma época que ninguém sabia o que eles eram aqui no Brasil.

De volta ao Brasil eu não queria ficar parado, e por isso importei um Dodge Dart de arrancada dos EUA. Com ele acabei me tornando Campeão Paulista de Arrancada em 2010 na categoria XTM. Mas isso não era suficiente, eu precisava de mais. Assim sendo adquiri um BMW 135i e fui logo fazendo upgrades visando provas de reta e de circuito.

bmw

Em 2011 me inscrevi para participar do Campeonato da Driver Cup e me sagrei Campeão da Geral e Campeão da Categoria Turismo 4. Foi neste ano inclusive que eu bati o recorde brasileiro de velocidade na categoria FIA C11 (motores sobrealimentados com cilindrada entre 2,5 e 3 litros) e que foi homologado pela CBA lá no aeródromo da Embraer em Gavião Peixoto (SP).

Sempre participei de muitos eventos de track days nos EUA e atualmente possuo licenças SCCA e NASCAR. Aqui no Brasil não poderia ser diferente, fui logo adquirindo minha licença FIA PGC-B e participei do Campeonato Paulista de Marcas e Pilotos entre os anos de 2011 e 2013, conquistando um suado e sofrido 3º lugar na competitiva Categoria Novatos de 2012.

certificado

Quando se fala em Project Car, nada melhor do que falar sobre o meu BMW 135i. Ele está sendo especificamente desenvolvido para eventos de track day. Originalmente o motor seis-em-linha biturbo M da BMW, conhecido como N54, já vem com quase 330 cv. Com poucas modificações plug-and-play ele já está chegando próximo aos 500 cv. Mas como fazer isso é algo que vou contar a vocês aos poucos.

Atualmente ele tem ECU e transmissão reprogramadas, intake e filtro AFE, velas de iridium, blow-off da Active Autowerke, escapamento completo importado da Active Autowerke, downpipes, válvula termostática e líquido de arrefecimento importado Engine Ice. Os freios também receberam upgrades com pastilhas EBC Yellow Stuff e fluido Brembo HTC64.

embraer

A suspensão é a bola da vez. Já chegaram os braços de suspensão do M3, barras estabilizadoras e algumas outras surpresas. Mas isso fica para o próximo post. Abração a todos!

Por José Santiago, Project Cars #142
0pcdisclaimer

Matérias relacionadas

Project Cars #57: escolhendo as lanternas certas para o Malzoni GT

Leonardo Contesini

Project Cars #94: a subida da montanha e a reconstrução para voltar às pistas com meu Voyage Turbo

Leonardo Contesini

Project Cars #477: a história o início da restauração da minha Saveiro LS 1983

Leonardo Contesini