A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #214

Project Cars #214: a restauração e reconstrução do motor do meu Porsche 914 1973

Olá, pessoal. Estou de volta para continuar a contar a restauração e preparação do meu Porsche 914. Após a primeira fase concluída tive varias oportunidade de curtir de verdade o carro, com sua mecânica confiável participei de alguns track days, rallys de regularidade e até eventos de arrancada. Com o detalhe de sempre ir e voltar andando para os eventos, o pequeno valente nunca me deixou na estrada.

 

Visto que já fazia algum tempo que não dava atenção e ele, resolvi melhorar a aparência do  interior. Os painéis, teto, colunas e parte do console foram removidos e revestidos de Alcântara, tecido encontrado em volantes e interiores de carros Sport mais modernos. O volante também foi trocado por um revestido em Alcântara e com os famosos três raios furados.

foto 5

O cinto passou a ser um de quatro pontos, fixado em uma barra estrutural localizada atrás dos bancos, também foi instalada uma chave geral em caso de algum problema, lembrando que se trata de um carro 1973, mesmo que grande parte do chicote elétrico tenha sido refeito, ainda restam partes do chicote original.

 

Após o interior concluído, freios e amortecedores revisados, está na hora de melhorar o coração do pequeno valente. Aos poucos foram compradas peças forjadas para suportar um supercharger Eaton M-24. Muitos falam que é um compressor pequeno para a cilindrada do motor, e realmente é. Porém foi dimensionado uma polia motora maior para assim usar do supercharger em sua eficiência máxima.

foto 15 foto 16foto 14

O motor foi todo montado e ajustado na bancada para não haver problemas depois de instalado, por se tratar de um motor refrigerado a ar todas as carenagens devem ser fixadas e ajustadas com muito critério, seguem fotos da montagem:

foto 21

Após ter certeza que tudo estava em ordem o 914 foi para sala de cirurgia para curar sua asma.

foto 22 foto 23

Após um dia de trabalho o motor novo já estava no lugar.

foto 24 foto 25

Foi optado por não usar intercooler e buscando um ar não tão quente como o do cofre do motor, o filtro de ar passou a ocupar o porta malas, mantendo a característica de poder acomodar o teto.

foto 26

Por fim o carro foi levado ao dinamômetro para ajustar a injeção ao supercharger. O resultado foi um pequeno acréscimo de potência e considerável aumento de toque, o que deixou o carro com uma sensação de potência imediata, ainda mais se tratando de um carro leve.

foto 27

Por enquanto é isso, pessoal. Até o próximo!

Por Germano Lohmann, Project Cars #214

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #279: os resultados do meu Honda Fit 1.4 na pista

Leonardo Contesini

Project Cars #238: a história do meu Chevette SL 1982 turbo para as ruas e pistas

Leonardo Contesini

Project Cars #118: o Dodge Charger de papelão terá chassi tubular!

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados