A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #26

Project Cars #26: um acidente com o Vectra GSi “all stock” e uma mudança de planos na garagem

Tudo beleza pessoal? Estou de volta contando a historia do meu Vectra GSI, estava com um texto cheio de informações e preços de manutenções quase pronto para essa terceira parte, mas infelizmente tive um acidente e quero bater um papo sobre algumas ideias que tive depois desse episodio.

 

O Acidente

Flat5

Era uma tarde de quarta, uma tarde fria e nublada. Estava andando em uma avenida larga de 5 faixa aqui em São Paulo (Av. Dr. Ricardo Jafet). Estava parado em um farol na terceira faixa quando, a minha direita, dois motoqueiros resolvem testar a velha lei de Newton em que diz que “dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo”.  Um deles estava andando no corredor quando o outro resolveu passar pelo mesmo lugar, o resultado, obviamente, foi que a lei de Newton estava correta. Um deles foi para o chão, mas antes disso acertou meu pobre para-lama que estava parado sem fazer mal a ninguém. Nós três paramos, eles estavam bem e eu queria saber quem ia pagar meu prejuízo. Um deles se comprometeu a pagar metade enquanto o outro disse para procurar a justiça.

Flat

Só uma observação antes que os motociclistas se ofendam, sei a diferença entre motoqueiro e motociclista, o cara que bate no carro, não paga, chuta retrovisor, anda em velocidade incompatível com o transito, é motoqueiro. O piloto que sabe se portar é motociclista.

No dia seguinte fiz orçamentos que ficaram entre R$400 e R$3.300. O mais caro foi devido a troca da peça que custa inacreditáveis R$2.700 na concessionaria.

Como vocês podem ver na foto, não foi um dano muito grande, não chegou a vincar a peça e está fácil de recuperar. Já está agendado o reparo, assim que estiver pronto vou mostrar os resultados finais. Já vou aproveitar a “intervenção cirúrgica” e vou pintar algumas peças que estavam com uma cor diferente do resto do carro e mandar fazer um polimento. O GSI vai renascer mais belo.

 

A tristeza

Não sei o que dizer, olho para o carro e sinto que falhei como dono. Todo o tempo, dinheiro e carinho gastos não valerem de nada quando um terceiro bate no seu carro parado e diz “procura a justiça”. É uma sensação de impotência muito grande, ainda mais quando vejo o valor de um eventual processo e o tempo que vou ter que aguardar para sair um veredito.

Flat4

Esses dias venho pensando bastante algumas coisas e vejo como é difícil ser gearhead nesse pais, se uma pessoa bate no seu carro ele pode te dizer “procure a justiça” e você fica com o prejuízo. Parece que ser uma pessoa honesta é crime. Por sorte, no meu caso, foi só um para-lama. Imagino se fosse algo mais extenso envolvendo farol, para-lama, porta e retrovisor seria o valor do carro na tabela FIPE.

Vejo também como é difícil achar peças por um valor justo e de qualidade. Nos EUA existem lojas que vendem peças idênticas a originais sendo bem mais fácil restaurar e manter um carro de alguns anos. Outro exemplo no meu carro é que tem um pequeno furo no estofamento no banco do motorista. Quero reparar logo, mas não existe mais o tecido em lugar nenhum.

Flat3

Sobre o combustivel vendidos aqui, aquela mistura que me recuso a chamar de gasolina. Em 1994, ano que meu carro foi fabricado, o valor da mistura subiu de 13% de álcool por litro da mistura para 22%, atualmente estamos com 25% e com sérios indícios de subir para 27,5%. Imagina o estrago dos motores com injeção eletrônica mais antigos.

Sobre os combustíveis estou pensando seriamente em converter meu carro para álcool, aumentar a taxa de compressão, bicos maiores e bomba de combustível nova. Um amigo teve um motor com essa configuração e rendeu 180 cv com respostas mais rápidas em baixa e média rotações e consumo ótimo. Queria saber o que vocês acham, mandem sua sugestão ai nos comentários.

 

A conclusão

IMG_8099_0PTz_4

Depois de pensar muito cheguei a uma conclusão, assim que possível irei “aposentar” o GSI, deixando ele somente para passeios de final de semana e viagens, comprarando outro carro para ser usado e mal tratado no dia a dia. Claro que não desisti da paixão por carros e não vou comprar algo comum, quero montar um Chevette com mecânica moderna (outro C20XE) e exterior ao estilo rat rod. Será o RatoVette®.

img_8092

Assim que o RatoVette entrar na minha garagem, vou restaurar totalmente o GSI e pretendo que seja placa preta em 2024. Forte abraço!

Por Rodrigo Tavares, Project Cars #26

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #417: a montagem do motor e a primeira partida do meu Citroën ZX Coupé

Leonardo Contesini

Project Cars #46: hora de meter a mão na graxa e trocar o comando do Ka One Supercharged

Leonardo Contesini

Project Cars #114: meu Toyota Celica GT finalmente ganhou um câmbio manual

Leonardo Contesini