FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #266

Project Cars #266: trabalhando a respiração do motor 1.4 Turbo do meu Fiat 500 Abarth

Fala, galera! Depois de apresentar meu Fiat 500 Abarth e explicar um pouco minhas intenções com o pocket rocket, chegou a hora de começar a falar das modificações. Vamos nessa?

Para abaixar o tempo no track day, resolvi tentar aumentar um pouco mais a potência. O trio chip+filtro+escape parecia um pouco batido, mas é uma das receitas mais básicas para aumento de potência. Chip já tinha, faltavam os dois outros ingredientes. Pesquisei bastante e encontrei um CAI (Cold Air Intake) com os melhores ganhos entre as opções, um V4 da Eurocompulsion

original

As grossas mangueiras de silicone me impressionaram e abaixaram bastante a temperatura no coletor de admissão, mais de 30ºC, além do filtro (um K&N Apolo) que tem um desenho diferenciado para criar um vórtex, aumentando o fluxo de entrada de ar.

A instalação foi moderada, facilitada pelas instruções que foram enviadas mais os vídeos da internet. Mas entender como todo o novo fluxo do sistema de evaporação e retorno de ar funcionaria, foi um pouco difícil. Depois de instalado e tudo funcionando percebi que o filtro em si por ser de plástico poderia pegar calor do motor, e depois encapei ele com manta térmica para reflexão de calor. Também instalei uma tampa para o motor que tinha perdido um pouco do encanto sem a capa plástica original com o escorpião.

O mais notável nesse CAI era o barulho da válvula de alívio, que agora dava para ouvir, principalmente em tiradas de pé mais generosas e trocas de marcha, a la “Velozes e Furiosos”, quem não gosta, não é?

 

Terceiro ingrediente

O ronco original do carrinho já era muito bom, com suas saídas duplas em largas ponteiras, dando “pipocos” e assustando os mais desavisados, inclusive eu, que na primeira vez que ouvi achei que tinha passado em cima de uma tampa de bueiro.

FIAT500exhaustTWINtipTAKEoff1-750x563

Mas tinha visto vários vídeos de 500 Abarths mundo afora e percebi que o ronco e os pipocos lá eram mais fortes que os daqui. A diferença é que aqui ele veio com um enorme abafador, bem embaixo do porta-malas, coisa que as primeiras versões do Americano não vinham.

01b6ba383c66894b2a5fa9439ad0361bc30cb14c9a

Fiz algumas cotações de escape americanos (somente a parte final pois o escape desse carro já tem um tamanho bom, 2.5”, e é todo em inox) mas ficava muito caro importar. Fui na Escapepar aqui em Curitiba, que faz ótimos escapamentos para todo tipo de carro, inclusive de competição, e colocamos um Y com ponteiras de 3.5”, sem nenhum abafador. Ah o ronco desse carrinho, como ficou nervoso. Quem não vê o carro acha que é um V6 ou até um V8. Bem encorpado e com estouros (o famoso backfire) a cada troca de marcha.

01cea669c24ab27af825027c1efe12f9ea6002ce2a

Com essas alterações estimei que estaria com uns 210cv, pois sem elas no dinamômetro o resultado foi 195cv. Tentei passar outra vez no dinamômetro mas o resultado de potência foi o mesmo, provavelmente por um problema que acontece nesse carro (nos EUA todos relatam o mesmo fato): o sensor de ABS percebe que as rodas traseiras não estão girando e cortam o combustível quando passa de 4.000 a 5.000 rpm. Isso só acontece quando a potência não é original.

Fui colocar à prova as mudanças no 2º Track Day em Abril.

Fiz as voltas agora com o modo de tração “Partial OFF” e consegui um tempo de 1:49.55. Realmente surtiu efeito visto que o tempo baixou quase quatro segundos.

O carro com certeza estava respirando e expirando melhor e com retomadas mais rápidas, mas senti que ele ainda rolava muito e precisava acertar a suspensão.  É disso que vou falar no próximo post. Até lá!

Por Hildevar Munin, Project Cars #266

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #198: a retífica do motor e um novo jogo de rodas para meu Passat Pointer

Leonardo Contesini

Project Cars #248: o início dos reparos e preparação do meu VW Corrado G60

Leonardo Contesini

Project Cars #96: conheça o Fórmula SAE turbo da FEB Racing

Leonardo Contesini