A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #340

Project Cars #340: o início da preparação do meu Fiat Uno 1.3 Turbo

E aí, galera!? Cá estamos novamente. Primeiramente peço desculpas pela demora do segundo texto, porém vocês entenderão a “enrolação” no decorrer do texto.

Vamos ver onde parei… ah sim, nas adaptações e montagem do kit. Montar um kit turbo no meu carro foi bem mais difícil que imaginei, pois logo que começamos a instalação das peças, me vi perante alguns “desafios”. Um deles foi o coletor de admissão, pois para montar o kit, o carburador original já não era mais suficiente para alimentar o motor, então tive que correr atrás de um carburador 2E de AP 2.0.

De cara achei um que me parecia muito bom, de valor um pouco abaixo do normal, fechado negocio fui pra parte do coletor, aonde eu tinha que fazer um tipo de flange para adaptar a 2e ao meu coletor original, aonde meu preparador me indicou um rapaz que fazia. Conseguimos deixar a peça perfeita, um dos desafios estava
cumprido.

Captura de Tela 2016-10-27 às 17.17.49

Como meu carro apesar de se um turbo ainda, meu plano era deixar ainda estética bem atualizada. O motor ainda se encontrava fora do carro, então aproveitamos pra fazer uma arte diferenciada no cofre. Fora do Brasil existe alguns carros que já estão “aprontando” no visual usando adesivos ou até pintura, fazendo uma coisa meio diferente, chamada de BloodSplash.

Captura de Tela 2016-10-27 às 17.22.05 10b9b3ce6ca958c1d5f10112722e58df

 

Como eu achava legal a ideia, mas não tinha como fazer no meu carro pois geralmente ficar melhor nos carros brancos, no vermelho não iria destacar, aderimos em fazer a arte no cofre do motor, aonde eu e meu amigo Leonardo tiramos o sábado pra fazer, isolamos, lixamos, baixamos o espirito de Van Gogh, e a arte foi feita!

IMG_0057 IMG_0056

Depois da arte feita, minha mãe me chamando de satanista e meus amigos me chamando de açougueiro, eu achei bem bacana. Em seguida o carro voltou para oficina para enfim ser feita toda linha de combustivel e instalação do motor.

Linha feita, bomba de combustivel no lugar, tudo ligado e funcionando. Quando fomos colocar o motor no lugar logo nos deparamos com um problema no cambio, o meu original já estava com defeito, tive que comprar um novo, porem os engates não batiam, porem meu Pai Hamilton que é o melhor mecanico que conheci até agora, disse que isso não seria problema, que no final ele daria um jeito, mas outro detalhe apareceu para tirar minhas noites de sono, um tal suporte do motor que já havia me incomodado a um tempo antes, pois quebrou umas duas vezes, pela suspensão com molas cortadas que usei durante duas semanas (sim, bem choraboy). Mas na epoca encontrei a peça em uma loja especializada em Fiat aqui na cidade.

Porém quando me vi novamente com esse problema, fui na mesma especializada, comprei exatamente a mesma peça, porem, não encaixou, o motor ficava deslocado pra cima, não dando o encaixe no coxim do cambio, você deve estar pensando: Mas o problema esta no cambio, você mesmo falou que os engates do varão não batiam!!! Mas infelizmente pra complicar ainda mais minha vida, o cambio em si (fora o engate) era exatamente igual o meu original do carro. Então la foi eu pesquisar em foruns de Uno, ver em ferro velho, cheguei até parar um outro uno na rua pra ver como era o suporte dele, porem o dele era um Sevel (motor argentino da Fiat). Ali me vi sem saida, perdi cerca de uns dois meses por causa desse suporte, comprei uns dois tambem que não deram certo, quando decidimos pegar e adaptar o suporte, aonde conseguimos encaixar o motor em seu lugar.

Captura de Tela 2016-10-27 às 17.25.17

Com o coletor na mão, não nos restava mais nada, só montar e ver o “circo pegar fogo”.

Quando tentamos dar partida no carro, o motor ligava, porem o giro não subia, quando acelerava o carro morria, depois de um tempo batendo a cabeça, vimos que o distribuidor estava com uma das engrenagens quebrada, isso fazia que o motor não funcionasse como deveria. Levei o distribuidor pra arrumar, ficou novo em folha, show de bola, porem na segunda tentativa de tacar fogo no circo, tivemos outro problema.

O barato me saiu caro, pois lembram que falei que tinha achado um carburador por um preço abaixo dos normais ? Sim,depois de gastar com agulhas, reparos e mais uma serie de coisinhas, vimos que ela não estava vedando mais, quando a bomba de combustível era ligada, o carburador transbordava de etanol, la fui eu atras de manutenção do mesmo, após rodar a cidade atras de alguem que fizesse o conserto dela e saber que não tinha mais conserto, minha única saida era comprar outro carburador.

Depois de alguns dias pesquisando por outro no olx, encontrei um senhor que tinha varias peças originais pra motor AP, logo entrei em contato com ele, e no mesmo dia ele conseguiu um carburador muito bom pra mim, com todas as peças, enfim, completo e bom. Mais um problema resolvido.

Na instalação da turbina, tive que tambem mudar todo o sistema de escapamentos, claro, dentro dos padrões ecologicos e sonoros.

IMG_1460 IMG_1506

E assim, finalmente conseguimos dar a primeira partida no carro, o barulho da primeira partida, e ouvir o carro ligado de volta me arrancou um sorriso que estava guardado a um bom tempo.

Sendo assim, como sou muito ancioso, no mesmo dia já me agilizei pra buscar o carro, trazer pra casa pra arrumar o câmbio, e levar pro preparador fazer o acerto final, porém não saiu como esperado.

Saindo da Oficina teria que andar coisa de 5km distância da oficina até minha casa em segunda marcha. Como o carro estava parado fazia um tempão a primera coisa que eu teria que fazer era correr pra um posto e abastecer, pois ele tinha bem pouco combustível. Andeu cerca de duas quadras com o carro e ele simplesmente apagou como se tivesse afogado. Morreu e não teve santo que fizesse pegar, minha única saida foi recorrer ao guincho.

Arrumamos o câmbio, aproveitei pra dar um bom banho nele, colar uns novos adesivos que estava guardando pra quando ele ficasse pronto, e substitui o volante original por um Lotse Dakar que ganhei de uma grande amiga.

Como o carro estava montado, e andando, no outro dia fiz questão de ir trabalhar com o carro. A ida pro trabalho foi tranquila, marchas todas entrando ok, pressão de óleo e combustível ok. Bacana, o carro estava bom.

Porém depois de sair do trabalho, como fazia tempo que não dava aquele role com o carro, resolvi estender, e dar uma voltinha com o carro. Consegui ir até um amigo, que em coisa de 15km gastei meio tanque, mais tava tranquilo e favorável, afinal não podia esperar muito de um carro sem acerto né. Aí chegando em casa, não me contentando com a volta que já tinha dado, resolvi dar só mais uma saidinh. O carro novamente apagou.

Desta vez descobri que o que estava cortando era um antigo antifurto que o carro tinha. Ainda na rua comecei a desmontar todos os fios e desativando onde eu imaginei que estava o problema, mas como não sou eletricista, só causei mais problema. No fim de tudo mais uma vez voltei pra casa de guincho.

IMG_20160805_242627612

Aí já descobri que o problema realmente era elétrico, onde descobri qual seria meu próximo desafio, assim mandei o carro pra auto elétrica, para corrigir os erros e fazer mais algumas modificações que mostrarei no próximo texto…

Novamente peço desculpas a todos os leitores, pois como a maioria aqui sabe que montar um carro não é tão fácil, leva tempo, dinheiro e paciência, cada probleminha desses foram no mínimo 1 mês pra resolver, e no fim quando vemos já se passou muito tempo. Mas vamos torcer que tudo agora corra bem e que possam em breve ver o texto final do Project Car #340, um grande abraço a todos!

Por Jean Henrique, Project Cars #340

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #103 – o desenvolvimento do sistema de freios do Baja SAE Velociraptor

Leonardo Contesini

Volkswagen SP2 1974: as voltas e reviravoltas da lanternagem do Project Cars #403

Leonardo Contesini

Chevette C20XE: hora de preparar o motor para a instalação no PC#111

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados