A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #343

Project Cars #343: a pintura e a instalação do motor 2.0 no Chevette 1979

Caros Flatouters, aqui é Konder e queria primeiramente queria pedir desculpas no atraso do segundo post, mas alguns acontecimentos nesses últimos meses atrapalharam bastante a continuidade do projeto. Dentre eles, meu mecânico fechou a oficina quando já estava tudo lá para montar, tive que procurar outro de confiança para tocar o projeto, minha a demissão(ainda continuo sem emprego), a perda de várias fotos do projeto e contatos que estavam meu celular(é, não tinha salvo a tempo), o capoteiro que não terminou os bancos do carro por conta de problemas de saúde e ainda tá internado (trabalho já pago, detalhe), resumindo, uma falta de sorte geral.

Bom, mas vamos ao que interessa. Primeira parte bem interessante, vocês lembram que eu falei que minha esposa não sabia do carrinho, pois é, depois de dois anos escondendo tudo na casa da minha mãe e na oficina do meu mecânico, estávamos eu e ela andando pela exposição anual de carros antigos aqui em Niterói, quando encontro um amigo (linguarudo por sinal), e o sujeito me solta a pérola na frente da minha esposa, contando a um amigo dele: “-Sabe aquele chevettinho branco que ta fazendo lá no Mazinho (lanterneiro e pintor)? É desse cara aqui!”.

1Apos_Pintura

Pronto, f**** de vez! A cara dela pra mim foi do pelotão de fuzilamento inteiro preparado para ação! Agora ela sabe do carro, do projeto, mas tem várias coisas e preços (principalmente) que ela não pode imaginar. Nem da viagem que eu fiz de carro Niterói-Sorocaba-Niterói para buscar o diferencial do Chevette automático. O legal dessa viagem é que o cara (Fábio) que me vendeu o diferencial tem um Chevette Hatch montado com motor de VW 2.0 20v turbo com uns 530cv no dina. Sensacional!

Agora vamos lá, voltando ao meu humilde projeto. Carro pintado do Branco Everest com filetes pretos(essa era uma dúvida minha e de muitos amigos quando eu perguntava se ficaria legal, várias opiniões e tomei a decisão de fazer, alguns que tinham a dúvida se ficaria bom o filete, depois de pronto acharam que ficou ótimo), forração de teto nova e parabrisa e vidro traseiro térmico novos, com borrachas novas com frisos.

2Forro_Teto

Instalei lentes do pisca dianteiro novas com logo GM e bloco ótico e lentes traseiras Bianco Savino(item difícil de achar e contei com ajuda de um amigo de Brasília para me enviar – valeu George).

 

Estou com dois parachoques novos cromados, pois os meus antigos estão com amassados nas curvas, e meio empenado. Uma dúvida cruel é que, os antigos são pretos e eu achei bem legal no carro, dá um contraste bom, e estou com vontade de pintar os cromados de preto. Tem gente que vai me chamar de insano, mas é gosto. Se fizer isso, vou procurar os retrovisores do GP e pintar da mesma cor. Ainda na decisão do que fazer.

Indo pra mecânica, quando retirei o motor antigo o carro ainda foi pro pintor para dar acabamento no cofre do motor. Nesse meio tempo, fui pesquisando e adquirindo coisas por carrinho. Com o retorno pra oficina já com o cofre pintado, compartilho com os amigos que pretendem fazer um projeto semelhante algumas coisas importantes e que quase ninguém fala:

1 – Os suportes do motor deverão ser o mesmo do Omega 2.2;

9_3Coxim_Chev_1113

2 – Quando tentar colocar o motor com capa seca da Adap Brasil, se usar os coxins do Chevette, o motor vai ficar de lado, pendendo para a esquerda e a capa seca bate no túnel da parede corta fogo, sendo assim, para alinhamento do motor e para evitar a batida no túnel, deverá ser usado um coxim de radiador dos caminhões Mercedes 1113, 1313(cód.:3605040012) em substituição somente do coxim direito. Ele é praticamente do mesmo diâmetro do coxim do Chevette só que mais baixo e cabe perfeito (abaixo);

9_0Coxim_Direito_Chevette

3 – O cárter para tal adaptação tem que ser o do Monza/Kadett sem entrada para o sensor (cód.:94658136), e neste também deverá ser feito um ajuste técnico (martelada mesmo) para não bater na caixa de direção, eu fiz isso e depois dei uma pintura e ficou bonito de novo! Lembrando que se tiver q trocar o cárter, terá que comprar os parafusos também, pois para esse modelo é mais curto. Eu optei por parafusos Allen, devido o acesso a ferramenta para apertar ser mais complicado, mas é questão de gosto também.

8_0Carter_Monza

4 – O pescador de óleo também deverá ser compatível com o cárter (cód.:90466323), e tem que comprar também o o’ring do pescador, ele não vem junto.

5 – O posicionamento do suporte do motor no quadro deverá avançar para os furos mais a frente.

Pronto, o motor tá no lugar.

9_1Motor_Desalinhado

A alimentação do motor é por uma bomba de combustível externa da Bosch (cód.:0580464070).

Para evitar que dê falta de combustível na bomba, tive que fazer um “catch tank” no tanque original. Vou ficar devendo a foto, pois essa eu perdi e o tanque tá pra pintura.

Troquei o radiador antigo pelo modelo com saída para o vaso de expansão usado nos chevettes mais novos, só que com um diferencial, este tem entrada para Cebolão de temperatura, consegui um da Visconde (cód.:12221), assim pode usar uma ventoinha elétrica.

Estou usando uma ventoinha universal de 12” comprada no Mercado Livre, custo benefício ótimo! Quando chegou e fui medir, vi que uma de 14” também caberia, se pra frente necessitar eu troco. Tenho que comprar uma chapa de alumínio para fazer a coifa e instalar a ventoinha.

10RadiadorVentoinha

Vi num blog antigo, que o sujeito usou uma ventoinha de Mitsubishi Eclipse, pela foto ficou muito bom, difícil é achar, mas vale a dica também.

Indo para o interior do carro, comprei um tapete preto moldado original de um estoque, mas tenho que esperar a elétrica ficar pronta para instalar. O bancos picolé, como havia dito, estão no capoteiro esperando sua recuperação e volta ao trabalho.

Procurei nos sites de vendas o volante do Chevette GP, mas está insano os preços adotados em coisas que ainda precisam de restauro. Entrei no site da Lenker e vi um modelo muito legal que combine com o estilo.

?
?

Bom, depois dessa espera toda, e como não pude adiantar nesse meio tempo muita coisa devido a explicações acima, estou me empenhado para mostrar no terceiro e último post tudo já montado e funcionando. Desculpe mais uma vez pela falta de fotos, vou compensar depois.

Abraços a todos.

Por Konder Baldin, Project Cars #343

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #211: a história e a preparação do meu Citroën DS3

Leonardo Contesini

Celtanás: a história do meu Celta LT 1.8 o Project Cars #473

Leonardo Contesini

Project Bikes #395: a velha Turuna começa a ganhar formas de Café Racer

Leonardo Contesini