A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #387

Project Cars #387: o acerto no dinamômetro e novas rodas para o Polo Turbo

Após a parte elétrica ser totalmente refeita, levei o carro para o mecânico realizar o acerto. Por precaução mandei o carro de guincho, isso até mesmo para facilitar para ele poder dar a primeira partida do carro no dia e observar sua reação frio. Deixei o carro de manhã e no final do dia o mecânico me ligou informando que eu poderia ir retirar o carro que já estava acertado.

Chegando lá ele me falou que foram necessários poucos ajustes no mapa que já estava feito, marquei de irmos ao dinamômetro aferir a potência e realizar algum ajuste fino em alta.

levando-para-acerto

Minha impressão ao sair com o carro foi relativamente boa, nesse tempo eu já estava sem conseguir usar o carro a mais de um mês seguido, andei com o carro e consegui dar umas puxadas que me fizeram mostrar os dentes.

Na semana seguinte fomos para o dinamômetro, chegando lá coloquei o carro no lugar indicado e a partir desse momento fiquei somente observando o mecânico dando umas puxadas, de olho na tela que mostrava a potência e os resultados pouco me agradavam, era uma variação de 150cv a 160cv. Eu esperava algo próximo de 180cv!

O mecânico me disse que “o carro não estava dando mais de 0,5 bar de pressão devido a estar em local fechado”, isso realmente não me desceu. Na melhor das puxadas veio 164cv e nada mais. Tentei me conformar, mas estava puto.

dino

Fui embora e tentei curtir um pouco o carro, peguei umas estradas, mas com o sentimento de que alguma coisa não estava certa em relação a pressão.

Após algumas semanas fui até a Mônaco 28, oficina do meu amigo Erik em Santo André. Expliquei para ele o que o outro mecânico tinha falado da pressão e resolvemos então verificar se era isso mesmo. Tiramos a turbina do carro e para nossa surpresa o suporte da wastegate estava torto, muito possivelmente deixaram essa turbina cair no chão e entortou o suporte, fazendo com que a válvula trabalhasse torta e forçada. Com muito capricho o Erik arrumou o suporte e colocamos a turbina novamente no carro. Saímos para ver a pressão que iria vim e… 0,5bar.

resultado-dino

 

Encostamos novamente e regulamos a wastegate para dar mais pressão, isso aconteceu por 3x e na terceira conseguimos alcançar os 0,75bar de pressão, aumentando em 25% a pressão o carro ficou mais esperto.

Nesse meio tempo aconteceu o que muitos perguntaram anteriormente, a troca das rodas! Procurei muito um jogo de rodas, pensei em colocar umas “taludas”, mas fui o mais racional possível e visando a ideia de que o carro tem um apelo de performance não seria usual rodas taludas com pneus que nesse caso teriam que ter muito stretch.

sai-rodas-mb

Foi então que lembrei que meu amigo Giuliano tinha um jogo de rodas que estava pensando em vender, se tratava de rodas 17×7 5×100 Enkei Evo6 originais forjadas, pesando apenas 8,4kg cada, calçadas com pneus novos 195/40 Toyo Proxes4, as rodas foram personalizadas pela Grigio Art’s (apenas pintura não reforma) na cor grafite, verniz fosco nos raios e verniz brilhante no aro. Essa roda casava certinho com a ideia do carro, marcamos de colocar as rodas no carro para ver como ficaria, e nesse momento elas não saíram mais de lá.

rodas-enkei

No próximo capitulo irei falar sobre algumas manutenções e alguns upgrades, além de mais coisas que foram refeitas de maneira correta no carro, mas adianto que dessa vez em outro preparador e em busca de mais alguns CV.

PS. Estaremos no FlatOut Sunset Meet 1!

Por Kleber Mazzei, Project Cars #387

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Subaru Impreza WRX Sti “Hawkeye”: a história do Project Cars #370

Leonardo Contesini

Puma GTB/S2: elétrica, tapeçaria e as dificuldades de um Project Cars

Leonardo Contesini

Project Cars #341: comprando, consertando e vendendo carros de leilão

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados