Project Cars #483: a história do nosso Miura Sport 1980

André SEP 12 maio, 2018 0
Project Cars #483: a história do nosso Miura Sport 1980

Meu nome é André Augusto sou de São Paulo Capital, tenho 27 anos e graças a vocês   irei contar um pouco sobre a minha paixão por carros, em que começou desde cedo graças a meu pai que desde criança sempre me incentivou e mostrou todo seu amor por carros, entrando em minha vida de uma maneira muito forte.

Sempre freqüentamos encontros de carros antigos, exposições, dentre outros. Eu e meu pai somos parceiros, nos tornamos, desde o começo, cada vez mais próximos, devido aos carros e tudo que possuía motor.

Nosso primeiro “Projeto” de pai e filho, foi quando eu tinha em torno de 10 anos, realizamos uma reconstrução de uma mobilete caloi na sua cor preferida, do qual ficamos madrugadas inteiras acordado botando a mão na massa. Refizemos além do motor, a parte estrutural inteira, e digo a vocês, é uma das coisas mais marcantes e recompensadoras que existe, fazer algo que você gosta com alguém que você ama.

unnamed

Meu primeiro carro comprado com meu dinheiro foi um Ford Ka XR 1.6, um verdadeiro pocket rocket que realmente foi um dos carros em que mais me marcou. Tive alguns outros carros legais como, Vectra GTX, Astra 2.0 16v, Montana e atualmente o tão sonhado Civic Si, porém, essa joaninha de rodas é inesquecível e me mostrou que carros podem ser super divertidos sem uma cavalaria de potência absurda. Então fica aqui uma singela homenagem a ele.

unnamed-1

Agora vou contar como entrou a Miura nessa história. Não esqueçam que esse é um projeto de pai e filho, então vamos voltar a 1976 e suas importações proibidas. Dois gênios gaúchos resolveram por a mão na massa, seus nomes eram Aldo Besson e Iltemar Gobbi. Eles faziam bancos e acessórios para veículos e resolveram expandir seus negócios com a idéia de produzir um esportivo nacional com design revolucionário, acabamento luxuoso e refinado. Esse projeto se concretizou em 1977, quando foi lançado o Miura Sport.

unnamed-2

Até então, meu pai só tinha visto o por foto, mas em 1980 ele viu seu vizinho passando na rua com um desses. Um Miura Sport 1980 zero-quilômetro. O cara tinha acabado de tirar o carro da concessionária, com pintura dourada, faróis escamoteáveis, motor 1600 de dupla carburação, acabamento em couro com bancos de veludo (um belo veludo por sinal!). Foi amor à primeira vista.

Agora se imagine nessa época com 23 anos, vendo um carro desses, onde apenas celebridades e jogadores de futebol as possuíam, sendo que sua realidade era totalmente diferente dessas. O sonho de ter esse carro ficou com meu pai por exatos 38 anos. Ouvi sobre esse mesmo carro a vida inteira.

Um belo dia meu pai reencontrou o dono, o mesmo amigo e vizinho e em uma padaria. Papo vai e papo vem sobre os anos dourados da época Roberto Carlos, Creedence, Pholhas, Elton John, The Police entre outros, quando o cara diz que adorava ouvir Creedence no toca fitas TKR do Miura! Foi a nossa brecha! Meu pai perguntou: e aí ainda está com ele? Para nossa surpresa ele disse que sim, mas que não iria se desfazer do carro.

Meu pai encheu o cara por dois anos, fazendo ofertas e propostas até que um dia recebeu uma ligação do cara. Ele havia oferecido o Miura ao filho que recém completara 18 anos, mas o garoto não gostava de “carros velhos”. Lá fomos nós…

A única informação que tínhamos é que o carro estava parado havia muito tempo. Quando chegamos ele estava cheio de pó, vidros abertos, pneus murchos, totalmente imundo e largado no fundo de uma garagem escura. Tem coisa melhor? Foi paixão à segunda vista.

Me senti no episódio de “Chasing Classic Cars” com Wayne Augusto Carini

Claro que não seria fácil: o carro estava parado fazia muito tempo, mais exatamente 12 anos sem ligar, nem trocar o óleo do motor.

unnamed-3

Precisávamos tirar o carro de lá nem que fosse no braço. Era uma garagem subterrânea e estávamos com medo proprietário desistir do negócio — e ele já dava sinais de que poderia fazer isso. Entramos em acordo, eu e meu pai, que tínhamos que tirar o carro naquele momento mesmo. Giramos um pouco o motor, conferimos as mangueiras, despejamos um pouco de gasolina nos carburadores e… pegou de primeira!

Vocês tinham que ver a cara do meu pai, esse momento foi impagável! Ver ele realizando seu maior sonho após 38 anos, a cara era de um menino que acaba de ganhar um  presente de natal. Foi um dos momentos mais felizes e inesquecíveis que se eternizou em minha memória.

21a4c104767462b2a84a99dab48604fc1529d9d103fc4b2347ec46141b0e60aa

Mas esta foi apenas a primeira parte e o começo de tudo. O carro fora da garagem foi o primeiro passo. Agora temos todo o processo de restauração pela frente, para devolver o Miura Sport aos seus anos dourados — sem trocadilhos. No próximo capítulo vou contar os detalhes do que encontramos no carro, o que descobrimos sobre este exemplar e como começamos a restauração. Até lá!

unnamed-5

Abraços, galera!

Por André SEP, Project Cars #483

0pcdisclaimer2