FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #83

Project Cars #83: minha Vespa 150 Super está restaurada e pronta para cair na estrada

Abro esse texto com uma frase de impacto: a Claudinha tá pronta. Na verdade, quem tem antigo, ou qualquer projeto automotivo, sabe que às vezes o final do projeto é a gente que desiste. Eu fiz os reparos na funilaria e ela ficou linda, perfeita, do jeito que eu sempre sonhei.

Eu tinha a ideia, e ainda é um grande desejo meu, de mexer no motor. Algumas circunstâncias de vida me fizeram deixar isso pra depois. Também refleti sobre o estado mecânico dela atual, que está perfeito. Ela funciona como se tivesse tirado da loja em 1980, com a vantagem de ter freios que servem pra alguma coisa. Não dá pra pedir mais que isso. Talvez apareça um motor de PX200 em breve, mas nada é garantido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A questão financeira também não ajuda. A alta do dólar e algumas mudanças de vida deixaram a importação de peças de Vespa no final da lista de prioridades. Mentira, o que tá pegando é o dólar alto mesmo. E pra quem ficou curioso, a circunstância de vida que me fez mudar de meus planos é o Oberdan.

Opala de Luxo 1973, banco inteiriço com câmbio na coluna. Motor 153. Um sonho de consumo antigo. Sou só o terceiro dono do carro, sendo que o segundo ficou menos de um ano, e ele está excelente, não rodou nem 100.000 km. Nunca foi restaurado, só tem um podrinho na caixa de ar do passageiro (já tô com a peça nova pra trocar) e precisa refazer o estofamento. Coisa simples.

Qual o projeto dele? Não faço ideia. Por enquanto, revisei freios e suspensão, coloquei pneus novos, troquei a embreagem e mangueiras. Em outras palavras, deixei a manutenção dele em dia pra conseguir usar o carro como ele merece. Já peguei a estrada até Campos do Jordão/SP, pro encontro de antigos e ele tá uma delícia. Não tem coisa melhor que viajar com os vidros abertos num dia de sol, se sentindo num sofá naquele banco interiço.

Ainda não decidi o que vou fazer com ele. Claro que adoraria ver o Oberdan tinindo de novo, como fiz com a Claudinha. Mas a pintura é a original de fábrica, tenho muito dó de passar tinta por cima. Por enquanto, fica assim. Até porque funilaria e pintura demora demais e quero curtir ele por uns bons tempos. A parte boa é que não preciso me preocupar se alguém abre a porta nele no supermercado ou em alguém encostado nele.

foto_tatvespa

Pra finalizar esse Project Cars, quero agradecer aos leitores e à equipe do FlatOut, que deu a oportunidade de mostrar a Claudinha pro mundo.

Por Marcelo Druck, Project Cars #83

0pcdisclaimer2

 

 

Uma mensagem do FlatOut!

Marcelo, o que dizer de uma restauração — ou melhor dizendo, um restomod — tão bem executada como esta? Realmente os projetos de clássicos nunca acabam, mas basta olhar para a Claudinha (com todo respeito) para ter certeza de que ela está em melhor forma do que nunca, graças à sua dedicação à moça — como nota-se pela tattoo da última foto. Parabéns pela conclusão do projeto!

Matérias relacionadas

Project Cars #280: a reconstrução do meu Fiat Uno Turbo

Leonardo Contesini

O convívio diário, viagens e track days com meu BMW 130i manual, o Project Car #110

Leonardo Contesini

Chevette 1977 C20XE: conheça a história do Project Cars #111

Leonardo Contesini