A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Próximo Mercedes-AMG A45 terá mais de 400 cv, Porsche 911 GT2 RS terá 700 cv (e não 650), Lada Niva ganha edição de 40 anos e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Próxima geração do Mercedes A45 AMG terá mais de 400 cv

2016-MB-A45-AMG-2

Quando o Mercedes-AMG A45 foi lançado, ele elevou a potência do seu segmento a um novo patamar. Até então nenhum hot hatch produzido em larga escala tinha 360 cv como ele, muito menos gerados por um 2.0 turbo de quatro cilindros. Mas então veio a Audi no ano seguinte e lançou seu novo RS3 Sportback com uma dose a mais de estimulantes para chegar aos 367 cv em seu 2.5 TFSI de cinco cilindros. A Mercedes revidou no ano seguinte, com um facelift e um pouco mais de potência: 380 cv. A resposta da Audi foi bem mais rápida e menos de um ano depois ela chegou aos 400 cv.

Agora, o chefe da Mercedes-AMG, Tobias Moers, disse ao site Motoring.au que já está trabalhando na nova geração do esportivo e que ele terá um motor de quatro cilindros com mais de 400 cv. “Precisamos chegar a, pelo menos, 400 cv, sem dúvida”, disse ao site australiano sem revelar muito mais informações. “Ainda é cedo para falar em detalhes, porque eu estaria dando algumas pistas para meus concorrentes, e não vou fazer isso”, completou.

O que sabemos até agora é que o A45 deverá ter uma versão básica e outra mais quente, com o sufixo S como seus irmãos maiores. A AMG também já declarou que o atual 2.0 turbo está no seu limite de potência, o que significa que ele certamente terá um motor completamente novo, porém sem turbos elétricos, como vem sendo especulado pela imprensa europeia. Questionado sobre esse tipo de turbo, Moers disse que ainda levará alguns anos para adotá-los no A45.

Outra dúvida que paira sobre a próxima geração do hot hatch é se ele terá um “modo drift” como o Focus RS. Ao ser questionado sobre o sistema, Moers disse que “o Focus é legal, mas aquilo não é um modo drift”. “Você pode fazer donuts com ele, mas não dá para deslizar numa pista”, afirmou.

 

Porsche 911 GT2 RS terá 700 cv (e não 650 cv)

Há algumas semanas topamos com um vídeo do novo Porsche 911 GT2 RS gravado durante seus testes em Nürburgring e dissemos que ele terá 650 cv. Aparentemente nós estávamos errados. Ele não terá 650 cv, e sim 700 cv, conforme a apuração da revista britânica Autocar.

Segundo os britânicos, toda essa exuberância mecânica será produzida por um flat-six baseado no 3.8 do Turbo S, porém com as devidas modificações para suportar mais pressão dos turbos. Com ele a aceleração de zero a 100 km/h deverá ser feita em menos de 2,5 segundos (é bom ficar de olho, Dodge Demon!) e sua velocidade máxima será superior aos 330 km/h.

Além do motor insanamente potente, ele também terá upgrades aerodinâmicos e produzirá mais downforce que o GT3 RS, com uma asa traseira fixa, tomadas de ar maiores e para-choques dianteiros com mais efeito aerodinâmico. E como todo super 911, ele também terá esterçamento das rodas traseiras, sistema de vetorização de torque e diferencial eletrônico com blocante.

 

Participação de Alonso na Indy começou como uma brincadeira

Alonso

Sabe aquelas brincadeiras que as pessoas fazem para testar a reação de outras? Pois foi exatamente assim que começou a história de Fernando Alonso na Indy. Durante os primeiros testes da F1, o chefe da McLaren, Zak Brown, chegou a Alonso e disse: “Ei, deveríamos fazer a Indy 500 qualquer dia desse”. Alonso brincou de volta e o assunto ficou por aí.

No GP da Austrália eles estavam com Eric Boulier e o assunto voltou à tona. Alonso então abriu o jogo: “A Honda tem um histórico na Indy e eu sonho em conseguir a Tríplice Coroa. Já tentei Le Mans no passado e adoraria correr a Indy com vocês”. Zak Brown disse que seria possível, porém Alonso imaginou que o negócio fosse acontecer em 2018, afinal, eles estavam a 55 dias da prova.

Duas semanas depois, no final de semana do GP da China o plano tomou forma e, dois dias depois, Alonso decidiu que iria mesmo para os EUA em maio. Tudo foi definido em menos de um mês. Agora Alonso irá embarcar para os EUA logo após o GP da Espanha, em 14 de maio, para iniciar os treinos para a grande corrida.

 

Lada Niva ganha edição especial de 40 anos

2017-lada-niva-4x4-40th-anniversary-1

 

O Lada Laika deixou este mundo há bons cinco anos, mas seu irmão aventureiro, o Niva, continua firme e forte depois de quatro décadas de estrada (ou sem estrada, pensando bem). O utilitário foi o primeiro projeto desenvolvido totalmente pela Lada, sendo lançado em 1977 e produzido até hoje com pouquíssimas alterações.

Para comemorar todos estes anos, o Niva (ou Lada 4×4, como ele é chamado atualmente) ganhou uma edição especial batizada 40th Anniversary Edition. O modelo terá 1.977 unidades (em alusão ao ano de seu lançamento) e será oferecido em cinco cores diferentes — bege, vermelho, branco, terracota e azul petróleo — e terá alguns aprimoramentos no interior, que continua espartano como sempre. O quadro de instrumentos ganhou acabamento vermelho, as portas ganharam soleiras de aço inoxidável, os bancos e volante são de couro sintético e a carroceria será assinada pelo logotipo dos 40 anos.

 

Matérias relacionadas

Estas são todas as Ferrari Special Project feitas até hoje

Dalmo Hernandes

Subaru WRX e STI no Brasil, Porsche Macan “desliza” no teste do alce, mulher sobrevive a acidente impressionante e mais!

Leonardo Contesini

Ford Ka XR: este pocket rocket brasileiro bem cuidado e íntegro pode ser seu primeiro esportivo

Dalmo Hernandes