A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos

Puritalia 427 é o Shelby Cobra moderno de 613 cv que a gente sempre quis (e que ronca incrivelmente bem!)

É difícil falar do Shelby Cobra sem começar com a famosa frase sobre polegadas cúbicas de seu criador, Carroll Shelby — afinal foi assim que ele mostrou ao mundo que bom mesmo é um carro pequeno com um motor grandão. Por isso, naturalmente, o Shelby Cobra é um dos carros mais cultuados no mundo todo e tem réplicas (algumas até oficiais, como as da Superformance, que também faz o GT40) fabricadas até hoje.

Há ainda quem ache que o Shelby Cobra deveria ganhar uma versão moderna, algo de que ele até já esteve próximo (ou ao menos é isto o que queremos acreditar): em 2004, no Salão de Detroit, a Ford apresentou o Shelby Cobra Concept.

cobra-homenagem (14)

 

O carro era equipado com um motor V10 de 6,4 litros e 653 cv e, segundo a marca, era capaz de chegar aos 430 km/h, ainda que sua velocidade máxima fosse limitada a 160 km/h por se tratar apenas de um carro conceito.

Para quem não lembra exatamente a razão pela qual o Shelby Cobra é tão cultuado, não custa nada refrescar a memória: na década de 1960 a empresa britânica AC fabricava o Ace, um roadster compacto e elegante movido por um seis-em-linha Bristol de dois litros e 120 cv. Quando a Bristol decidiu parar de fabricar seu motor em 1961, a AC começou a procurar outros fornecedores. Sabendo disso, Carroll Shelby escreveu uma carta dos EUA para o Reino Unido, oferecendo-se para instalar motores V8 americanos no Ace.

shelby_cobra_260_prototype_2

A AC Cars gostou da ideia e disse que forneceria um carro para a experiência se Shelby encontrasse o motor certo. Depois de procurar a Chevrolet, que não colaborou pois temia que o novo carro se tornasse concorrente do Corvette, Shelby foi até a Ford que, veja só, queria exatamente um concorrente para o Corvette! E, por sorte, eles ainda tinham o motor que parecia perfeito: o V8 Windsor Hi-Po (High-Power), um small block de 4,3 litros todo de alumínio.

Os carros foram enviados do Reino Unido para os EUA e Shelby instalava os motores — mais tarde, adotando icônico V8 427 (sete litros) e criando um dos maiores ícones esportivos americanos (acham que devemos contar esta história aqui no FlatOut?) — que até deu origem a um lendário carro de corridas americano, o Shelby Daytona Coupe.

Enfim, o que estamos dizendo é que o Shelby Cobra é um carro que merece todas as homenagens que lhe fazem. E a mais recente delas é esta: o Puritalia 427, que acabou de ser lançado oficialmente.

cobra-homenagem (10)

A Puritalia é uma companhia de Nápoles, na Itália, fundada em 2012 (sim, eles são novos) que, em vez de pegar inspiração nos inúmeros esportivos de sua terra natal, decidiu prestar um tributo ao Shelby Cobra com seu primeiro carro. Seu nome? Puritalia 427. Os primeiros detalhes sobre o carro sugeriam que o motor usado seria um V8 de 427 polegadas, para respeitar a tradição, e entregaria 451 cv, com uma versão supercharged de 613 cv.

Além disso, o carro teria chassi tubular de alumínio com uma carroceria de fibra de vidro e de carbono, tudo para manter o peso lá embaixo. A suspensão seria independente nas quatro rodas, com amortecedores ajustáveis e barras estabilizadoras dianteira e traseira. Parecia um esportivo de respeito, mas até este ano tudo o que havia eram estas especificações e algumas renderizações. Estaríamos diante de mais uma bela promessa que jamais seria cumprida?

cobra-homenagem (12)

1488874_550474301716275_826838232_n 1185536_550474288382943_1184111836_n

Foi então que, em julho, as primeiras imagens de carro um carro de verdade foram divulgadas pela Puritalia em sua página no Facebook, e vieram acompanhadas do anúncio dos primeiros testes. E agora, no último dia 16 de dezembro, a Puritalia revelou o carro oficialmente durante um evento particular em Milão. O YouTuber NM2255 esteve lá e filmou o carro. Ele existe mesmo — e o ronco é simplesmente espetacular.

As especificações também são bastante atraentes. O “427” do nome, contudo, se tornou apenas uma homenagem ao Shelby Cobra original, visto que o motor escolhido foi o conhecido V8 “Coyote” de cinco litros do Ford Mustang que, de fato, será oferecido em duas versões: de aspiração natural, com 443 cv a 6.500 rpm e 54 mkgf de torque a 4.250 rpm; e com compressor mecânico, de 613 cv a 7.000 rpm e 65,3 mkgf de torque a 4.500 rpm. A transmissão? Só manual, de seis marchas, como manda a cartilha de Carroll Shelby, e o diferencial traseiro é de deslizamento limitado.

A suspensão é independente, nas quatro rodas, com braços sobrepostos do tipo “duplo-A” na dianteira, amortecedores Bilstein e molas Eibach, além de barras estabilizadoras de 32 mm de diâmetro na frente e 29 mm na traseira.

Para frear o conjunto, são utilizados freios Brembo com discos de 380 mm na dianteira e 345 mm na traseira, com pinças de seis pistões na frente e quatro pistões atrás. Os pneus são Pirelli P Zero de medidas 275/35 R19 na dianteira e 335/30 R20 na traseira — borracha a rodo, se querem saber. O que impressiona, também, é o peso: apenas 1.149 kg.

cobra-homenagem (13)

Ainda não foram, porém, divulgados dados de desempenho ou preço. Tudo a seu tempo, imaginamos. Mas só o fato de o Puritalia 427 não ter sido apenas vaporware e virado um carro de verdade, que funciona mesmo e ainda tem um belo vozeirão, já vale nosso respeito. Agora, como será que ele anda? Esperamos descobrir a resposta em breve.

Matérias relacionadas

Turbo e 390 cv: o incrível BMW M3 E30 restomod da Redux Leichtbau

Dalmo Hernandes

Ferrari SF90 Stradale: dissecamos todos os detalhes técnicos do novo híbrido de 1.000 cv de Maranello

Leonardo Contesini

Fiat 124 Spider é revelado com coração Abarth turbo de 160 cv e tração traseira

Dalmo Hernandes