A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Pergunta do dia

Qual é o melhor apelido já dado a um modelo de carro?

Grande parte da personalidade de um carro pode estar em seu nome e, por isso, há um punhado de carros com nomes legais — Porsche 911 Carrera, Dodge Challenger Hellcat ou Lamborghini Aventador te dizem algo? Mas às vezes o carro fica mesmo conhecido pelo nome que os entusiastas dão a eles em vez do escolhido pelo fabricante. Mas qual é o apelido mais legal de todos?

O VW 1600 foi lançado em 1968 na sétima edição do Salão do Automóvel de São Paulo e dividiu o palco com outros lançamentos de peso — o Chevrolet Opala, o Ford Galaxie e o Ford Corcel, que seria seu concorrente direto. Curiosamente, o Corcel era derivado de um projeto iniciado pela Willys-Overland do Brasil em parceria com a Renault para criar um rival para o Fusca.

corcel

No fim das contas o Corcel se mostrou caro demais para competir com o Fusca e a Ford, que havia acabado de comprar a Willys, decidiu lançar o modelo em uma categoria superior. O VW 1600 era a resposta da Volks ao Corcel, que por sua vez foi concebido como uma resposta ao Fusca.

Enfim, isto é só o contexto histórico. Sobre o carro em si, o 1600 era derivado do alemão VW Typ 3 1500 Notchback, um carro de três volumes e duas portas cuja família seria complementada pelo Squareback e pelo Fastback, que deram origem à Variant e ao TL, respectivamente.

zedocaixao (2)

O VW 1600 era muito aceito pelos taxistas, que gostaram da praticidade das quatro portas, mas o mercado consumidor na época tinha suas desconfianças quanto a este tipo de carroceria — achava-se que carros de duas portas eram mais seguros e difíceis de roubar.

Sendo assim, a VW decidiu encerrar prematuramente a produção do 1600 em 1971 por motivos que nunca foram totalmente esclarecidos, mesmo com o relativo sucesso. Talvez a VW quisesse um carro diferenciado, e não um táxi. Pode, também, ter algo a ver com o apelido: Zé do Caixão, que teria afugentado potenciais compradores.

zedocaixao (1)

Mas não o impediu de participar de corridas

A origem do apelido também não tem uma explicação 100% exata, mas aceita-se que o formato do carro, com quatro maçanetas cromadas, acabou lembrando as pessoas do formato de um caixão. Na época cineasta e ator paulista José Mojica Marins havia acabado de lançar seu 11º filme, O Estranho Mundo de Zé do Caixão, de 1967, o que pode ter influenciado na adoção do nome do personagem como apelido para o carro — uma associação que pode parecer meio forçada hoje, mas na época fazia sentido.

zedocaixao (4)

O próprio Zé do Caixão já contou ao G1 que chegou a comprar um VW 1600 — e, naturalmente, o Zé do Caixão do Zé do Caixão tinha que ser personalizado a caráter: o carro era preto com cortinas roxas nas janelas e incenso garantindo o clima fúnebre ao interior. Ele também conta que na época, recebeu uma oferta da VW para se tornar o garoto propaganda do carro (será que a marca resolvera abraçar o apelido?), mas seu empresário pediu o dobro do valor no cachê. Zé se arrepende até hoje de não ter aceitado o trabalho.

Caso tenha tempo livre, você pode assistir ao filme na íntegra

Hoje em dia, poucos exemplares do Zé do Caixão em bom estado sobraram. Não é exatamente uma raridade, mas não é um carro comum de se ver nas ruas — em bom estado de conservação, menos ainda. Mas o apelido continua e pegou tanto que muita gente conhece o carro “Zé do Caixão”, mas nem sabe (ou sabia) que seu nome era Volkswagen 1600.

Vários outros carros têm apelidos interessantes — alguns são engraçados, outros meio bizarros e há até aqueles em que o apelido é mais legal que o nome do carro. Qual é o melhor apelido que você conhece?

[ Fotos: Reprodução/VW1600.blogspot.com ]

Matérias relacionadas

GTR: a versão mais radical do Lamborghini Diablo era um monstro para as pistas

Dalmo Hernandes

Marchetaria: a assinatura de luxo da Bentley e Rolls Royce está na arte da madeira

Juliano Barata

Esta é a oficina que coloca carros da Nascar nas ruas!

Dalmo Hernandes