A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pergunta do dia

Qual o carro ou conceito retrô mais legal já fabricado?

Recordar é viver, mas nem todo mundo viveu bem. Ou tem recordações corretas de como viveu. No mundo automotivo, esse apelo à memória se traduz mais frequentemente em carros conceito que tentam resgatar os bons tempos em tempos melhores, os atuais. Como fiz mestre Oogway, o hoje não é chamado à toa de presente. Mas também pode virar carros de produção. Enquanto alguns destes resgates são épicos, outros são apenas mais ou menos, quando não são apenas ruins. Pois nossa pergunta de hoje é: quais os carros e conceitos retrô que melhor homenageiam o passado?

BMW-30-Hommage-R-2 BMW-30-Hommage-R-6BMW-30-Hommage-R-3

 BMW-30-Hommage-R-5

Como de costume, a gente pergunta e dá a primeira sugestão. Nossa escolha, até em homenagem ao recente Pebble Beach Concours D’Elegance, é o BMW 3.0 CSL Hommage R. “Ma cuma”, se vocês já tiraram um barato do carro? Mais ou menos…

O carro que sacaneamos era o 3.0 CSL Hommage. Ele tinha uma cara de Angry Pig que não podia passar em branco:

BMW-30-Hommageangry-pig

Pois é. Mas aí a BMW mandou muitíssimo bem na nova versão do conceito, a R. A começar pela escolha de cores do conceito, as mesmas do BMW 3.0 CSL de 1975, que venceu 25 provas naquele ano. Mas não só: agora a empresa colocou o conceito ao lado do carro que realmente o inspirou: o 3.0 CSL de corrida. Como provam as fotos que colocam o novo ao lado do clássico.

BMW-30-Hommage-R-29BMW-30-Hommage-R-18 BMW-30-Hommage-R-43BMW-30-Hommage-R-22

Note como as entradas de ar nos para-lamas traseiros estão presentes nos dois. Assim como o defletor de ar como um prolongamento do teto, apoiado sobre a coluna C, o grande aerofólio traseiro, a dianteira com capô projetado para a  frente, os para-lamas dianteiros alargados e mais uma série de outros elementos de identificação entre o passado e o que pretende ser futuro. Já os descrevemos antes, mas deixamos, desta vez, que você veja as demais semelhanças entre os dois Batmóveis nessa série espetacular de fotos dos dois lado a lado.

O Hommage R usa o número 25, assim como o antigo, em homenagem ao número de vitórias do veterano. Por isso tanto o modelo clássico quanto o que o homenageia usam este número de identificação, segundo a marca alemã. Que também usou o conceito para comemorar seus 40 anos de presença nos EUA.

O primeiro escritório de vendas da BMW fora da Europa foi a BMW of North America, fundada em 1975. No mesmo ano, a marca marcou presença no automobilismo americano, mais especificamente na série IMSA, com um 3.0 CSL. A primeira vitória veio nas 12 Horas de Sebring, seguida das outras 24 registradas naquele ano, uma delas, inclusive, em Laguna Seca, pertinho de Pebble Beach. O campeonato de construtores ficou com a BMW logo em seu ano de estreia.

bmw_3.0_csl_75_06

Enquanto o modelo original derivou de um carro de produção existente na época, o BMW 3.0 Coupé, o conceito não usa base nenhuma. Foi feito especificamente em homenagem ao clássico e a BMW não informa dados técnicos do modelo. Um pecado. Se ele é leve, como o CSL original conseguiu ser, não se sabe. O próprio nome vem de Coupé, Sport e Leicht, ou cupê esportivo leve, em bom português. E o leve vem do fato de ele ter limado 200 kg em relação ao 3.0 Coupé, chegando aos 1.310 kg, foi decisivo para seu sucesso.

BMW-30-Hommage-R-9

A versão conceitual do carro se resume a dizer que foca no motorista e em sua integração com o carro. O capacete do motorista traz uma viseira na qual são projetadas informações como velocidade, marcha em uso e rotações do motor. As mangas do macacão, com luzes integradas, também mostrariam essa conexão homem-máquina sempre que o motorista estivesse com as duas mãos no volante. Isso porque as luzes se acenderiam, mostrando o fluxo de informações do carro para o capacete do piloto. Viagem das boas.

BMW-30-Hommage-R-13

Por dentro, o assento do carro é fixo, com comandos que se ajustam ao motorista, algo que já vem sendo apontado como o futuro dos automóveis. Bancos fixos tornariam o carro mais seguro. A lateral do banco, feito em fibra de carbono, se estende da parte dianteira inferior à traseira superior do carro, criando uma espécie de travessa que reforça a estrutura do carro. A parte acolchoada dos bancos, de couro branco, vem texturizado com costura e os cintos são de seis pontos.

Ainda que não tenha divulgado o peso do modelo, a BMW diz que ele vem apenas com o essencial. Todos os comandos estão em volta do volante, que parece um manche de avião, provavelmente também para ter menos peso. O único luxo são duas entradas de ar, sem climatização. Atrás dos bancos fica posicionada uma bateria para armazenar a energia do sistema eBoost, que a BMW não detalha, mas que provavelmente é um sistema que regenera energia de frenagens e desacelerações a utiliza em acelerações. Como é uma boa pergunta.

BMW-30-Hommage-R-31

Ainda que a marca não mencione o motor utilizado no 3.0 CSL, conseguimos essa foto do cofre do motor aberto. E o que parece estar ali é o 3.0 TwinPower de seis cilindros, provavelmente mais nervoso do que S55BT030 que equipa o M3 e gera 431 cv entre 5.500 rpm e 7.300 rpm.

BMW-30-Hommage-R-33

Os faróis são de laser, as lanternas, de LED e as rodas de liga leve são de aro 21, com pintura dourada fosca com detalhes em preto.

BMW-30-Hommage-R-4
O começo da carreira do 3.0 CSL Hommage pode não ter começado em grande estilo, mas o Hommage R colocou as coisas em seus devidos lugares. E é também por isso que ele é nossa primeira sugestão de um conceito que honra o modelo que ele pretende homenagear, mas não só. Ele também é bem executado e presta reverência a um veículo que é de tirar o chapéu. Além dele, que outro conceito ou mesmo carro de produção você acha que merece figurar em nossa lista? Sugestões devem ser enviadas a nossa caixa de comentários no prazo de dois segundos após a leitura, por favor.

BMW-30-Hommage-R-8BMW-30-Hommage-R-23BMW-30-Hommage-R-42

Matérias relacionadas

Que carro você compraria gastando entre R$ 35 mil e R$ 45 mil?

Dalmo Hernandes

Que versão já fez você olhar para um carro “sem graça” com outros olhos?

Gustavo Henrique Ruffo

Qual sua opinião mais controversa sobre carros?

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados