A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Quanto vale um Civic VTi 1993 com 43 mil km rodados?

Carros de tração dianteira costumam ser ignorados pelos entusiastas mais radicais, mas há exceções. Uma delas é o Civic em suas versões mais apimentadas, como este VTi 1995 absurdamente bem conservado que encontramos à venda.

O Civic VTi foi introduzido na quinta geração do Honda. Trata-se de uma das versões mais adoradas, em boa parte graças ao motor: um VTEC de 1,6 litro capaz de entregar nada menos do que 160 cv. Como todo bom motor Honda, o B16A2 é girador —a faixa vermelha começa aos 8.000 rpm, com corte de giro a 8.200 rpm, e os 160 cv aparecem a 7.600 rpm.

O comando VTEC do VTi de quinta geração, diferentemente dos modernos, não tem variação contínua, e “abre” em uma rotação específica — no caso, 5.600 rpm. A mudança de comportamento (e de ronco) do motor é sentida na hora, o famoso kick do VTEC. O motor é acoplado a uma transmissão manual de cinco marchas.

civic-achados (5)

O desempenho corresponde a qualquer expectativa: 0 a 100 km/h em 7,9 segundos e velocidade máxima de 215 km/h. Mas como nem só de velocidade em linha reta vive a humanidade, o VTi também é bom de curva, graças ao baixo peso (1.080 kg) e à suspensão do tipo duplo A na dianteira.

Apesar de andar muito, visualmente o Civic VTi não entrega o jogo — o que nos agrada bastante, pois gostamos de sleepers. Por fora, apenas as rodas de 15 polegadas calçadas com pneus 195/55 dão o recado para os entendidos e, por dentro, a diferença fica por conta dos bancos envolventes, e só.

civic-achados (3) civic-achados

Se você quer saber como um Civic VTi desses era quando saiu da fábrica, dá para chegar bem perto disso com o exemplar que encontramos à venda. Trata-se de um VTi 1993 branco com apenas 43 mil km rodados e até alguns plásticos no acabamento interno. Segundo o anunciante, o carro fazia parte de uma grande coleção em Minas Gerais e passou algum tempo sobre cavaletes. O anúncio no Mercado Livre diz que a a pintura, impecável, é original, e que todo o resto do carro está “em estado de zero”.

Ele diz, ainda, que o carro está sendo revisado em concessionária para que, antes da venda, o carro esteja em plenas condições de rodar.

O Civic VTi é uma das versões mais cobiçadas no Brasil e, naturalmente, custa mais caro do que as outras versões do Civic importado para o Brasil no início da década de 1990. Para se ter uma ideia, um sedã pode ser encontrado na faixa dos R$ 10 mil, enquanto um VTi em bom estado não costuma sair por menos de R$ 20 mil. Só que este carro está ainda mais caro. Quanto?

civic-achados (2)

O vendedor pede por ele R$ 69.900. É muita grana — para se ter uma ideia, dá para comprar um Civic Si 2010 com motor 2.0 de 192 cv, e com a mesma quilometragem (os mais antigos são ainda mais baratos, em podem ser encontrados por menos de R$ 50 mil). Contudo, há quem jamais trocaria um VTi dos anos 1990 por um Si moderno, e certamente alguma destas pessoas está disposta a pagar quase R$ 70 mil pelo privilégio de ter um VTi tão novo quanto este.

O que você acha?

[ Mercado Livre / Sugestão de post: Samuel Vancouver ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Um dos seis Camaro Sunoco “Lightweight” que correram na Trans-Am está à venda!

Dalmo Hernandes

Esta Parati GTi 16v é uma perua esportiva brazuca de respeito – e está à venda

Dalmo Hernandes

Este Honda Accord EX 1992 está conservadíssimo e à venda

Dalmo Hernandes