A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Que tal levar para casa este Ford Escort XR3 bonito e bem cuidado – e por um preço bacana?

Antes da reabertura do mercado brasileiro, em 1990, os fãs de esportivos tinham que contar com as criações locais — a não ser que você tivesse, digamos, “bons contatos”, podia esquecer do sonho de guiar um BMW, Mercedes-Benz ou qualquer outro carro legal vendido lá fora. Dito isso, nossos esportivos também eram carros bem interessantes que se tornaram sonhos de consumo da galera. E isto inclui os dias atuais, talvez tanto quanto na época.

Um dos mais emblemáticos representantes dos esportivos brazucas daquele tempo é o Ford Escort XR3. Lançada em dezembro de 1983, quatro meses depois da estreia do Escort no Brasil, a versão esportiva usava uma variação mais potente do motor CHT de 1,6 litro, com 83 cv (o 1.6 comum tinha 73 cv). Não era muita coisa, mas o XR3 compensava com estilo: rodas exclusivas, asa traseira de borracha, profusão de faróis auxiliares e decalques na carroceria, enquanto o interior tinha bancos de melhor apoio, volante pequeno, painel com conta-giros e revestimentos especiais.

xr3-achado (6)

Foi o bastante para que o Escort XR3 fosse um rival mais do que digno para o Gol GT e seu motor 1.8 de 99 cv (declarados, visto que na prática eram cerca de 105 cv) — ainda que o VW andasse mais, havia muita gente que não abria mão do estilo do Ford, indiscutivelmente mais moderno.

A rivalidade foi atenuada com uma parceria curiosa: em 1987, VW e Ford brasileiras uniram forças para compartilhar tecnologia, componentes, projetos e até mesmo fábricas. Naquele mesmo ano, o Escort passava por uma grande reestilização — o visual ficava mais arredondado e contemporâneo, além de passar a vir equipado com motores VW em algumas versões.

xr3-achado (5) xr3-achado (3)

Isto incluía o Escort XR3 que, para muita gente, entrou em sua melhor época. Com o motor AP 1.8S da VW, que tinha comando de válvulas mais agressivo e carburador 2E, o esportivo passou a desenvolver 97 cv. Para se ter uma ideia, o AP 1.8 comum, com comando mais manso, tinha 86 cv. Com isto, o Escort XR3 ganhou em desempenho e apelo junto ao público.

xr3-achado (14)

E o Achado meio Perdido de hoje faz parte desta leva: trata-se de um exemplar fabricado em 1991, com 96 mil km rodados, em ótimo estado de conservador e por um preço bem razoável. O carro está em Farroupilha/RS, cidade de onde nunca saiu, e só teve dois donos desde que foi fabricado. Nota-se o cuidado que ambos os proprietários tiveram com este exemplar — o aspecto do XR3 é muito bom, por dentro e por fora.

xr3-achado (13) xr3-achado (2)

Não conseguimos encontrar imperfeições na carroceria, que vem na rara tonalidade Preto Ébano e recebeu um banho de tinta recentemente. Estruturalmente o carro está bastante inteiro, e todos os emblemas, frisos e detalhes de acabamento estão em seu devido lugar — incluindo as rodas originais.

xr3-achado (12)

Os bancos de maior apoio, porém sem a marca Recaro, são conhecidos como “semi-Recaro”

Por dentro, a situação se repete: com exceção do emblema “Ford” no volante, não há itens de acabamento ausentes, todos os tecidos e revestimentos estão em ótimo estado (até mesmo nas portas, onde o desgaste costuma ser maior no Escort, e no porta-malas) e tudo está funcionando perfeitamente. O hodômetro marca 96 mil km que, de acordo com o anunciante, são originais.

O carro acompanha todos os manuais e histórico de manutenção, além de uma capa de concessionária de época para ajudar a proteger o XR3 com estilo.

xr3-achado (4)

Considerando a idade do carro, arriscamos dizer que a quilometragem é um bom sinal — o carro não é nem muito rodado, nem ficou muito tempo parado (como sabemos, passar décadas trancado em uma garagem sem cuidados especiais é algo prejudicial a qualquer automóvel). E o preço não assusta tanto, considerando que estamos vivendo um momento de bastante especulação no mercado de clássicos: R$ 16,9 mil.

Se você se interessou, pode entrar em contato com Mário César Buzian, o responsável pela venda, pelo email [email protected], ou ligar para (51) 9258-7332.

[ Traga o Guincho ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial, tampouco de uma reportagem aprofundada. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Esta Ford F-100 com apenas 40.000 km rodados está novíssima – e pode ser sua

Dalmo Hernandes

Este Nissan 180SX pronto para drifts está à venda no Brasil – e legalizado para ruas e estradas

Dalmo Hernandes

Este não é um Fusca qualquer – é um Beetle americano fabricado na Alemanha e à venda no Brasil

Dalmo Hernandes