FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

Que tipo de pessoa usaria uma Ferrari F50 para fazer wakeboard?

Dica: nosso tipo de pessoa. No começo da semana, um vídeo que mostrava um wakeboarder profissional sendo puxado em um canal por uma Ferrari F40 amarela foi publicado no YouTube. Quem seria o doido que colocaria um supercarro para realizar uma tarefa tão… divertida? Agora, sabemos a resposta: Tax The Rich.

Sim, o milionário (Bilionário? Trilionário? Vá saber…) que é nosso herói por colecionar os supercarros e exóticos mais desejáveis do mundo. Em vez de guardá-los em uma garagem climatizada à prova de tudo, ele os coloca para fazer o que foram feitos para fazer: acelerar — mesmo que não seja exatamente na pista, ao menos não no sentido que costumamos usar.

Depois de usar o impecável gramado de sua propriedade em algum lugar do Reino Unido como cenário (como no vídeo do Rolls-Royce Wraith “de rali”), o cara (que prefere manter o anonimato para “não desviar o foco dos vídeos”) escolheu alguma estradinha vicinal que corre ao lado de um canal de irrigação para aprontar mais uma das suas: ser o “carro de reboque” para um wakeboarder profissional — no caso, o jovem britânico Jorge Gill, de apenas 19 anos. Em essência, ele queria transformar a F50 em uma lancha. Por quê? Por que ele pode, oras!

Existem  apenas 349 Ferrari F50 no mundo — a sucessora da F40, renegada por seu estilo controverso, é ainda mais rara. O motor é um V12 aspirado de 4,7 litros (uma abordagem bem diferente da F40), capaz de entregar 520 cv e 47,9 mkgf de torque e levá-la de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos. E duvidamos que alguma das outras 348 unidades tenha sido usada para praticar wakeboard antes.

Aliás, o primeiro vídeo — que foi publicado na segunda-feira (a versão do Tax The Rich saiu ontem) — está abaixo, caso você ainda não tenha visto.

Agora, nem tudo é diversão: segundo o Jalopnik US, o tabloide britânico Daily Mail falou com um porta-voz da polícia de Lincolnshire (onde o vídeo foi feito), que afirmou que as autoridades estão de olho:

Vamos examinar as filmagens para determinar se infrações foram cometidas. Aparentemente existe preocupação quanto à velocidade excessiva e a maneira como o carro foi conduzido.”

Algo nos diz que ele se refere aos burnouts… de qualquer forma, ainda segundo o Jalopnik US, Tax não está nem um pouco preocupado:

O Daily Mail só escreve besteira, todo mundo sabe disto aqui. Acho que isto está mais para um chamado à ação!

Teria sido um crime não fazer o que fizemos.”

Pelo jeito não saberemos tão cedo quem realmente é o homem por trás dos vídeos… mas será que a gente quer mesmo descobrir quem é o cara e acabar com a brincadeira?

 

Matérias relacionadas

Drift sincronizado: a melhor maneira de evitar um acidente na Nascar

Dalmo Hernandes

Furious Outlaws: Magnus Walker e Sung Kang trocam de carro em uma estrada nas montanhas

Dalmo Hernandes

Acredite: esta corrida de motos nas ruas da Colômbia é totalmente dentro da lei

Dalmo Hernandes