A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Mercado e Indústria Notícias

Quer um Subaru BRZ STI? Melhor puxar uma cadeira…

Desde que o mundo é mundo os “super gêmeos” Toyota GT86 e Subaru BRZ foram lançados, entusiastas do mundo todo dizem que eles são quase perfeitos,  mas que falta uma coisa: potência. Isto poderia ser resolvido de um dos lados com a adição de mais três letras ao nome do Subaru BRZ: “STI”. Acontece que isto não está nos planos, ao menos por enquanto.

A notícia da Austrália, através do site australiano Motoring. Os caras conversaram com Nick Senior, diretor da Subaru Australia, sobre os planos futuros da divisão STI.

“O foco é aumentar as vendas pelo mundo todo. Ainda somos uma fabricante relativamente pequena e os recursos são limitados, e por isso precisam ser bem distribuídos”, Senior diz. Em um mundo ideal, todos os carros têm motor boxer de dois litros, 200 cv, câmbio manual e tração traseira. Contudo, não vivemos em um mundo ideal, e o Subaru BRZ (e seu irmão da Toyota) ainda é um carro de nicho, e não justificaria o investimento.

brz-sti-ainda-nao (2)

É verdade que a STI andou mexendo no BRZ ultimamente — edições especiais, como o BRZ tS (na foto que abre este post), no Japão, usam componentes STI para dar um tapa no visual e melhorar a dirigibilidade (com modificações na suspensão). A própria divisão australiana da Subaru já criou um pacote usando componentes STI — o S Pack (acima), que traz saias laterais, difusor traseiro, barra estabilizadora, suspensão do tipo coilover e rodas de 17 polegadas com pintura preta.

Mas, para fazer um BRZ STI de fato, a Subaru Tecnica International teria que investir bem mais em modificações mecânicas — por exemplo, turbinando o Boxer 2.0 para render 300 cv, colocando freios maiores e fazendo ajustes aerodinâmicos. Mas as vendas do BRZ não justificariam o investimento. Ao menos por enquanto.

brz-sti-ainda-nao (3)

“Isto não significa que eu e outros distribuidores pelo mundo não estejamos insistindo… sugerindo respeitosamente que haverá outra oportunidade para um STI, e eu tenho certeza de que um dia haverá. Qual será, eu não sei, mas olho para o portifólio de planejamento e não vejo outro STI por lá”.

Pelo jeito vamos ter que esperar até o ano que vem, quando o modelo 2015, levemente atualizado, fará sua estreia no Japão. Quem sabe a Subaru não prepara uma surpresa até lá?

Matérias relacionadas

[ Zero a 300 ] Mortes no Dakar, novo Palio Fire, reação às demissões na GM, gasolina menos poluente, Chrysler 200…

Juliano Barata

Flagra! BMW M4 GTS aparece quase sem camuflagem nas proximidades de Nürburgring Nordschleife

Dalmo Hernandes

Renault encerra produção do Clio depois de 17 anos

Leonardo Contesini