Rali Dakar 2017: tudo o que você precisa saber para acompanhar a corrida

Dalmo Hernandes 2 janeiro, 2017 0
Rali Dakar 2017: tudo o que você precisa saber para acompanhar a corrida

Depois das festas, dos fogos e das retrospectivas, todo ano que se inicia traz uma certeza: uma nova edição do Rali Dakar. E 2017 não começa diferente: a corrida de resistência no meio do deserto começa hoje, dia 2 de janeiro, no Paraguai, e você vai ver aqui no FlatOut todas as formas de acompanhar a prova.

 

O Dakar 2017

dakar_31821264711_o

O Rali Dakar pode ter abandonado o deserto do Saara já há alguns anos, mas o planeta ainda oferece uma infinidade de locações igualmente hostis e desafiadoras – muitas delas na América do Sul, onde o Rali Dakar já acontece desde 2009.

Pela primeira vez a corrida começa no Paraguai, partindo de Asunción no no dia 2 de janeiro rumo a La Paz, capital da Bolívia, onde os competidores chegarão em 8 de janeiro, o dia de descanso. Aliás, La Paz será o local de descanso de maior altitude na história do Rali Dakar, com 3.660 metros. No dia 9 de janeiro, a caravana segue ao sul em direção ao Buenos Aires, a capital argentina, com chegada no dia 14 de janeiro. No total, serão mais 8.782 km a serem percorridos.

210_rs16_gustavoepifanio_040215_31937592845_o

São 391 equipes inscritas, entre amadores e profissionais, divididas entre carros, caminhões, motocicletas e quadriciclos. São 491 pilotos em 316 veículos – 146 motos, 37 quadriciclos, 73 carros, 10 utilitários (UTVs) e 50 caminhões. E ainda nem contamos os 275 carros de apoio e 95 dos organizadores da prova. No total, serão 686 veículos na caravana.

351_dk17_marcelomachado_0056936_31212051124_o

A organização do Rali Dakar estima que cerca de 4,4 milhões de espectadores assistirão à corrida ao longo do trajeto.

 

Os favoritos

Entre os carros, certamente a Peugeot desponta como favorita. Além de contar com um novo carro, o Peugeot 3008 DKR, a equipe francesa traz um quarteto de pilotos difícil de superar: o francês Stéphane Peterhansel, que já venceu 12 vezes o Rali Dakar (seis com carros e seis com motos); o veterano espanhol Carlos Sainz, bicampeão no WRC e vencedor do Dakar em 2010, ao volante de um VW Touareg; Sébastien Loeb, o eneacampeão do WRC; e o francês Cyril Despres, que já venceu cinco vezes o Dakar pilotando motos. Além disso, sendo a equipe vencedora de 2016, a Peugeot tem a vantagem da confiança.

A Mini também vem com tudo: destaque dos último anos, a fabricante traz no time o finlandês Mikko Hirvonen, que foi o quarto colocado em sua estreia no ano passado. Seus companheiros de equipe são o árabe Yazid Al Rahji e o argentino Orlando Terranova, ambos com chances reais de vitória.

A Toyota coloca dois nomes fortíssimos ao volante da Hilux com motor V8: o príncipe catariano Nasser Al-Attiyah, bicampeão do Dakar (venceu em 2011 com a VW e em 2015 com a Mini) e Nani Roma, espanhol que já foi campeão da prova em 2014, pilotando uma moto da KTM, e em 2014, com a Mini.

Isto sem falar no sul-africano Giniel de Villiers, que já conquistou quatro pódios para a Toyota nas cinco edições passadas e ainda venceu o Dakar em 2009 com a VW.

Toby Price performs in Erfoud, Morocco on November 29, 2015

Nas duas rodas, fica difícil não esperar mais uma vitória da KTM, que não perde o Dakar desde 2001 e, seguindo a receita do ano passado, traz Toby Price como principal nome da equipe. Seus companheiros de equipe são Matthias Walkner, da Áustria, San Sunderland, do Reino Unido. O Stefan Svitko, que conquistou o segundo lugar pela equipe no ano passado, agora entrará para a competição de forma independente, mas ainda no guidão de uma KTM.

A Honda é uma das mais fortes candidatas a acabar com o reinado da KTM, assim como a Yamaha e a Husqvarna.

Kamaz2017_2

A italiana Iveco espera vencer novamente em 2017, repetindo o feito do ano passado – que incluiu acabar com o reinado da Kamaz, fabricante russa que dominou o Dakar nos últimos anos com nada menos que 12 vitórias nas últimas 16 edições.

 

Os brasileiros

339_dk17_marcelomachado_0056951_31212060944_o

O Rali Dakar nunca veio para o Brasil mas, desde que passou a ser realizado na América do Sul, a presença dos brasileiros aumentou.

29534718636_b8850c5397_o_31564648440_o

Na edição 2017, a tendência continua. Nas motos, são Gregorio Caselani e Richard Fliter na Honda e Ricardo Martins na Yamaha. Marcelo Medeiros pilotará um quadriciclo Yamaha, e a dupla Leandro Torres e Lourival Roldan ficará no comando de um UTV da Polaris. E ainda teremos Sylvio de Barros ao volante do Mini All 4 Racing.

 

Como acompanhar?

Pela TV, a maneira mais fácil de acompanhar são os boletins diários de meia hora, cobrindo cada um dos dias do rali, que novamente serão transmitidos pela Fox Sports 2. Pela internet, é possível conferir os boletins de dez minutos que serão feitos ao longo de todo o evento aqui.

A agência Vipcomm continua sendo a responsável pela cobertura do evento, atualizada periodicamente. E, se você quiser acompanhar a prova em tempo real, pode (e deve) visitar o site oficial e os feeds no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Por último, não deixe de conferir a cobertura da Red Bull, que terá programas diários em sua Red Bull TV.