A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Reinventando a roda: estes pneus multidirecionais podem fazer qualquer carro andar de lado

“Você disse ‘andar de lado’?” Sim, foi o que a gente disse, mas não estamos falando do famigerado dorifuto, e sim de literalmente andar de lado e até girar em 360°. Será que o suficiente para transformar as aulas de baliza em algo obsoleto? É esta a ideia de William Liddiard, o britânico que inventou as Liddiard wheels, ou “rodas Liddiard” em português — nome apropriado, não?

Liddiard, que mora em Londres, no Canadá (pois é, existe uma Londres no Canadá!), é motorista de caminhão, mas encontrou tempo para trabalhar em seu projeto nos últimos oito anos.

O conceito não é novo — as chamadas rodas omnidirecionais já existem há pelo menos 50 anos e costumam ser utilizadas em máquinas como escavadeiras e empilhadeiras, que precisam de mobilidade extra para executar suas funções. Normalmente, são rodas com pequenos rolamentos em torno de sua circunferência, montados em posição perpendicular ao sentido de rotação. Recentemente, a Honda criou um veículo de transporte pessoal chamado “Uni-CUB” que utiliza uma roda deste tipo — olha só a invenção na prática em um vídeo da banda OK Go (que acabou mais famosa pelos clipes do que pelas músicas):

O que Liddiard fez foi adaptar a ideia para funcionar em carros e outros veículos que utilizamos no dia-a-dia. Para isto, ele aperfeiçoou o conceito ao instalar sobre os rolamentos da roda dois pneus tubulares de borracha maciça — assim, além de rodar normalmente, os pneus podem girar sobre o próprio eixo. Segundo Liddiard, cada roda tem mais de 3.300 mkgf de torque aplicados diretamente sobre os pneus, dando a eles precisão milimétrica de movimentos.

Entre pesquisas, experimentos e protótipos, William já gastou cerca de 80.000 dólares canadenses (R$ 200 mil em conversão direta) nos últimos oito anos. O resultado do investimento? Isto aqui:

Ao toque de um botão, as rodas omnidirecionais são ativadas e o carro (um Toyota Echo, compacto vendido no Japão, no Canadá e nos EUA) se move lateralmente a mais ou menos 1,5 km/h, suficiente para conseguir estacionar com segurança em uma vaga apertada (algo que poderia ter sido demonstrado no vídeo, mas tudo bem), e pode até mesmo dar um giro completo de 360° — nesse caso, as rodas dos eixos dianteiro e traseiro se movem em sentidos opostos.

william-tireTerminada a manobra, aperta-se o botão novamente. Os pneus tubulares de borracha travam sobre os rolamentos e o carro pode se movimentar normalmente.

Para Liddiard, sua invenção é revolucionária — especialmente por poder ser instalada em qualquer carro sem a necessidade de adaptações, a um custo de cerca de 2.000 dólares canadenses (R$ 5.000) por roda. Ele até já emitiu um pedido de patente em 2014, e acredita que há enorme potencial de mercado — não apenas para carros, mas também para robôs autônomos, aparelhos de mobilidade pessoal e máquinas de construção civil.

Por enquanto as Liddiard Wheels são protótipos e seu inventor está disposto a procurar uma empresa disposta a investir em sua ideia – que ainda precisa resolver algumas questões como a eficácia dos pneus tubulares em uso nas ruas, em alta velocidade.

Matérias relacionadas

Alfa Romeo 156 Coloni S1: um monoposto de corrida disfarçado de sedã italiano

Dalmo Hernandes

Museo Casa Enzo Ferrari é reinaugurado em Modena — confira a galeria de fotos!

Dalmo Hernandes

Gran Turismo 6  é o primeiro game de corrida certificado pela FIA – e terá até um campeonato oficial!

Dalmo Hernandes