Renault Captur nacional é lançado por R$ 79.000, Hyundai i30 N terá 275 cv, hipercarro Aston Martin terá V12 aspirado de 1.000 cv e mais!

Leonardo Contesini 15 fevereiro, 2017 0
Renault Captur nacional é lançado por R$ 79.000, Hyundai i30 N terá 275 cv, hipercarro Aston Martin terá V12 aspirado de 1.000 cv e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Renault Captur nacional chega a partir de R$ 79.000

renault-captur-2018-br-10

Depois de sua apresentação ao público brasileiro no Salão do Automóvel de 2016, a versão nacional do Renault Captur finalmente está sendo lançada nesta última terça-feira (14). O modelo é o primeiro de três novos SUVs que a Renault planejou para este ano, e será posicionado acima do Duster, na faixa de R$ 80.000 a R$ 95.000, onde enfrentará Jeep Renegade e Honda HR-V.

renault-captur-2018-br-2

O Captur nacional, diferentemente de sua versão europeia, será produzido sobre a plataforma do Duster, o que significa que ele será ligeiramente maior que o Captur europeu baseado no Clio. Os motores também serão os mesmos do Duster — o 1.6 SCe  de 120 cv de potência e 16,2 mkgf de torque, e o 2.0 16v de 148 cv e 20,9 mkgf. O primeiro usará um câmbio manual de cinco marchas, enquanto o segundo será equipado com o antigo automático de quatro marchas — o mesmo ainda usado pelo Duster e pela picape Oroch.

renault-captur-2018-br-4

Apesar de ser pouco maior que o Duster, o Captur tem um apelo mais emocional, apostando no design diferenciado — mais próximo dos modelos europeus da marca —, em um acabamento mais refinado e na possibilidade de personalização das combinações de cor de carroceria e teto para posicioná-lo acima do Duster como um SUV compacto premium. Segundo a Renault o catálogo de cores oferece oito opções para a carroceria que podem ser combinadas de 13 formas diferentes com o teto preto ou marfim, além de ter a pintura monocromática, claro. Por dentro o Captur terá duas opções de tonalidade no acabamento do painel e bancos.

Inicialmente o Captur será oferecido em duas versões. A primeira delas é a Zen, equipada com o motor 1.6 e câmbio de cinco marchas. Com esse conjunto ele vai de zero a 100 km/h em 11,9 segundos e chega à máxima de 169 km/h. O consumo fica nos 7,6 km/l em percurso urbano e 8 km/l em percurso rodoviário com etanol. Com gasolina os números são 10,9 km/l e 11,3 km/l em percurso urbano e rodoviário respectivamente.

renault-captur-2018-br-1

A outra versão é a Intense, que usa o motor 2.0 16v combinado ao câmbio automático de quatro marchas. Com esse conjunto o carro vai aos 100 km/h em 11,1 segundos e chega à máxima de 179 km/h. O consumo urbano é adequado ao porte do carro e cilindrada do motor: 6,2 km/l com etanol e 8,8 km/l com gasolina. Na estrada a média melhora sensivelmente com etanol (7,3 km/l), mas chega aos 10,8 km/l com gasolina.

renault-captur-2018-br-12

As médias rodoviárias relativamente baixas para um carro de 1.270 kg e uma velocidade máxima inferior aos 170 km/h no caso do 1.6 podem ser um indício de que o Captur tem um coeficiente aerodinâmico elevado. Segundo o site da Renault na França, o coeficiente de arrasto da versão europeia é 0,35 — número relativamente elevado mesmo para um SUV.

renault-captur-2018-br-11

As duas versões são equipadas com quatro airbags, controle de estabilidade, assistente de partida em rampas, chave presencial, cruise control e limitador de velocidade. As listas de equipamentos e preços de cada versão são as seguintes:

Captur Zen 1.6, R$ 78.900: airbags laterais, controle de estabilidade, assistente de partida em rampas, sistema Isofix para cadeirinha infantil, direção elétrica, ajuste de altura da coluna de direção, rodas de 17 polegadas, rádio com comando no volante, ajuste de altura do banco do passageiro, farois diurnos de LED (DRL), cruise control, limitador de velocidade. Opcionais: sistema multimídia com navegação e câmera de ré (R$ 1.990) e pintura de dois tons (R$ 1.400).

renault-captur-2018-br-6

Captur Intense 2.0, R$ 88.490: acrescenta à lista do Zen rodas de 17 polegadas com acabamento diamantado, apoio de braço para os bancos dianteiros, sistema multimídia com touchscreen de 7 polegadas e câmera de ré, ar-condicionado digital, sensor de chuva, farol de neblina com função “cornering”, acendimento automático dos farois. Opcionais: bancos de couro (R$ 1.500) e pintura de dois tons (R$ 1.400).

 

 

Hot hatch da Hyundai terá 275 cv

hyundai_rn30_concept_2_1

Se você ainda não parou com as piadas a respeito do desempenho dos “esportivos” da Hyundai, talvez seja hora de começar a repensá-las. Não é de hoje que a fabricante coreana está desenvolvendo uma linhagem de esportivos de verdade, com suspensão recalibrada, motores turbo com refinamento mecânico e até testes em Nürburgring e participação na famosa corrida de 24 Horas do Inferno Verde.

Além disso, a imprensa europeia já descobriu que o futuro i30N usará um motor 2.0 turbo de 250 cv, mas o negócio não vai parar aqui. A Hyundai está buscando inspiração nos melhores hot hatches europeus e, seguindo o exemplo da Volkswagen, decidiu que irá oferecer um pacote opcional para elevar a potência do i30N para 275 cv, e que também incluirá um acerto de suspensão ainda mais esportivo. A apuração é dos australianos da Car Advice.

Como se não bastasse, o i30N será equipado com um câmbio manual de seis marchas, em seu primeiro momento — um automático de embreagem dupla será oferecido mais adiante. Além disso, ele usará um diferencial de deslizamento limitado.

hyundai30

O modelo será posicionado como um rival para o Golf GTI e o Focus ST, mas não há planos de produzir uma versão ainda mais radical para encarar o Golf R ou o Focus RS porque, segundo Albert Biermann, o diretor da Hyundai N, o Ford é “rápido demais” para o público atual da Hyundai. É uma medida inteligente: a Hyundai parece ter como estratégia se consolidar como uma opção real para o Ford e o VW antes de tentar saltos mais altos e distantes.

 

Aston Martin Red Bull usará motor V12 Cosworth… aspirado!

Captura de Tela 2017-02-15 às 14.13.50

Nos últimos anos a Aston Martin vem se tornando um dos últimos bastiões da condução purista: é uma das últimas fabricantes de esportivos a oferecer carros com câmbio manual e pedal de embreagem e uma das últimas a manter motores aspirados em sua linha de produtos. E eles não vão acabar com isso tão cedo, pois seu futuro hipercarro feito em parceria com a Red Bull Racing, o AM-RB 001 também terá um motor aspirado e girador.

Captura de Tela 2017-02-15 às 14.14.04

O modelo usará um V12 de 6,5 feito pela Cosworth, que será combinado a um motor elétrico para produzir um total de 1.010 cv. O câmbio não será manual, e sim uma caixa semi-automática de sete marchas feita pelos britânicos da Ricardo, mas você não vai reclamar de um câmbio de corridas deste, vai?

Captura de Tela 2017-02-15 às 14.13.57

Aliás, mesmo com o motor elétrico e um conjunto de baterias, o Aston Martin Red Bull irá manter seu peso nos 1.000 kg. Serão produzidos 175 exemplares do AM-RB 001: 150 serão modelos de rua e 25 serão modelos de pista.

 

Mitsubishi Lancer ganha facelift na Ásia

mitsubishi-grand-lancer

A menos que você tenha passado os últimos anos em outro planeta, é bem provável que você já saiba que a Mitsubishi passou por uma série de dificuldades financeiras no Japão e acabou vendida para a aliança Renault-Nissan. Isso significa que a marca deverá mudar substancialmente nos próximos anos. Prova disso é o maior enfoque em SUVs e crossovers e o fim de alguns modelos tradicionais, como o Lancer.

mitsubishi-grand-lancer-1

Na Ásia, onde a presença da Mitsubishi é mais marcante, contudo, os planos são diferentes. A marca decidiu fazer um facelift mais extenso ao Lancer a fim de mantê-lo competitivo nos mercados mais importantes da região, como a China. O sedã ganhou uma nova dianteira inspirada na atual linguagem de design da marca, um vinco marcante nas laterais e novas lanternas. Por dentro as mudanças foram mais sutis, com novos detalhes de acabamento, um novo volante e um quadro de instrumentos digital.

O motor, segundo o site Key Auto, será um 1.8 MIVEC de quatro cilindros e 141 cv a 6.000 rpm e 17,5 mkgf, combinado a um câmbio CVT.