FlatOut!
Image default
Car Culture

Rock ‘n’ Roll Racing: o lado gearhead de Brian Johnson do AC/DC

À noite, ele sobe nos palcos com sua banda, o AC/DC, e escreve a história do rock. Mas durante o dia, a música preferida de Brian Johnson, é o ronco dos motores dos carros mais incríveis do planeta. Como um bom gearhead britânico, Brian não se contenta em ter uma coleção de carros incríveis — talvez a melhor forma de curtir a fortuna acumulada durante quase 35 anos como frontman do AC/DC. Ele também leva seus carros para as pistas do mundo todo, e até comete algumas excentricidades motorizadas — como dirigir um Bentley dos anos 1920 pelas ruas da Flórida, onde mora.

Até pouco tempo atrás, a coleção de Brian Johnson dificilmente aparecia reunida em um salão, posando para as câmeras como os carros de Jay Leno, mas isso não significa que os carros ficam escondidos do público. Você talvez já tenha até visto ele dirigindo seu antigo Bentley 8 Litre no Top Gear há alguns anos, ou algum dos vários outros programas e vídeos de internet sobre sua paixão pelos carros e pelas pistas, e mais recentemente parte dela foi apresentada em um programa de TV por assinatura nos EUA chamado “Cars That Rock”.

Johnson aprendeu a gostar de carros ainda pequeno, quando ele usava um volante velho para fingir que estava pilotando. Mais velho, ele aprendeu a dirigir em um Ford 1959, e logo depois comprou seu primeiro carro, um Hillman Minx Hi 1957 usado. Johnson só compraria um carro zero-quilômetro pela primeira vez logo ao ingressar no AC/DC, mas não pense que ele torrou uma pequena fortuna em algum esportivo italiano ou em um Aston Martin. Seu primeiro carro zero, acredite, foi um Chevrolet Blazer! E ele ainda nem morava nos EUA — Johnson circulava com seu Chevy Blazer pelas ruas estreitas de Newcastle (na Inglaterra, não na Austrália).

Unknown-1

Felizmente seu gosto para carros tornou-se mais refinado com o passar dos anos. Sua garagem atualmente abriga 18 veículos, entre os quais estão um Bentley Vanden Plas Le Mans Tourer 1928, um Audi R8 2009, uma Piaggio Vespa 1957, uma Ferrari 458 Italia, um Range Rover Vogue (como toda celebridade britânica) e um Evoque, um Rolls-Royce Phantom 2007, um Porsche 914-6, um Fiat 500 Abarth 2008, um Audi Q7 2008, um Plymouth Prowler 2003, um McLaren 12C, e um Citroën DS 23 Pallas 1973.

Além desses, Johnson tem ainda três carros de corrida — um Lola T70 1965 Mk1, um Royale RP-4 1970 e um Pilbeam 2006, que ele usa em eventos de clássicos e categorias amadoras de automobilismo. Sim, além de ser o vocalista da banda mais rock ‘n’ roll da história ele também é piloto de carros desde 1997.

1970-Royale-RP2-Brian-Johnson

Ele disputou as 24 Horas de Daytona em 2012 (e terminou em 32º lugar) e nos próximos dias embarca para a Europa para disputar a Mille Miglia histórica pela divisão de clássicos da Jaguar. Brian irá dividir o volante de um C-Type com o músico belga Milow e o diretor da Jaguar Land Rover na Europa, Bernard Khunt, ao longo dos 1.600 km da tradicional prova histórica italiana.

Jaguar_Mille_Miglia_2014_Brian_Johnson_with_C-type-620x929

Sim, Brian Johnson tem motivos de sobra para sorrir assim (especialmente ao volante de um Jag C-Type). Ele é vocalista de uma das maiores bandas de rock da história, tem uma coleção de carros fantástica e ainda disputa corridas incríveis quando não está em cima do palco agitando multidões. É a vida que todos nós sempre sonhamos.

Matérias relacionadas

Como é uma road trip de 1.600 km com Lamborghini Countach 5000QV 1987?

Dalmo Hernandes

800 cv, sete litros e dois compressores: este é o Cobra mais radical feito por Carroll Shelby

Leonardo Contesini

Tem um Willys Interlagos à venda nos EUA! Mas como ele foi parar lá?

Dalmo Hernandes