Sandero e Logan terão facelift no Brasil, McLaren mostra protótipo do sucessor do F1, Ferrari do título de Schumacher em 2001 à venda e mais!

Leonardo Contesini 28 setembro, 2017 0
Sandero e Logan terão facelift no Brasil, McLaren mostra protótipo do sucessor do F1, Ferrari do título de Schumacher em 2001 à venda e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Renault já está preparando facelift do Sandero e do Logan no Brasil

wolverine

Enquanto o Kwid rouba a cena nas concessionárias da Renault no Brasil, a fabricante francesa já prepara uma atualização para o Sandero e o Logan. Os dois modelos receberão o mesmo facelift da versão europeia do carro, como mostram estas imagens publicadas pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual, o INPI, compartilhadas pelos camaradas do Motor1.

novos-renault-logan-sandero-2019-autoesporte-07

As mudanças se limitam a alterações sutis na grade e nos para-choques, e deverão se estender a detalhes do acabamento interno. Os motores continuarão os mesmos SCe de 1 litro e três cilindros e 1.6 de quatro cilindros, porém o câmbio automatizado deverá dar lugar ao CVT já adotado no Duster e Duster Oroch, unificando os powertrains.

O lançamento da dupla (ou do trio, uma vez que o Stepway se tornou um modelo próprio) deverá acontecer no início de 2018.

 

Jaguar Land Rover irá adotar novo sistema de nomes

rr-velar-firenze-red_036

Depois da Audi, agora é a vez da Jaguar Land Rover adotar um novo sistema de nomes que ajudará seus clientes a identificar mais facilmente seus carros, lembrando muito o antigo sistema da BMW e da Mercedes, porém com a potência no lugar da cilindrada.

Como revelaram os britânicos da Auto Express, a nomenclatura estreou no Range Rover Velar, que parte da versão D180 e chega até a P380, por enquanto. O D180 significa que aquele modelo é equipado com um motor a diesel (daí o D) de 180 cv, enquanto o P380 usa um motor a gasolina (P de petrol, que é como os britânicos chamam a gasolina) de 380 cv.

p380

Depois veio o F-Type, que foi avaliado pela revista britânica já com o emblema P380 AWD, ou seja: a versão a gasolina de 380 cv e tração integral. O modelo 2.0 de 300 cv e tração traseira será rebatizado como F-Type P300.

Já os híbridos e elétricos usarão a letra E (de electric), seguida pela potência. Assim, o futuro I-Pace deverá se chamar I-Pace E400, pois terá 400 cv.

 

A Ferrari de Schumacher em 2001 está a venda

2001-ferrari-f2001-pawel-litwinski-c-2017-courtesy-rm-sotheby-s-1506535068

Os bilionários interessados em formar uma coleção f*dástica de Ferraris têm uma oportunidade única nestes tempos. Além da 275P que venceu as 24 Horas de Le Mans em 1964, outro modelo vitorioso da marca está anunciado para venda neste final de 2017: a F2001 usada pelo alemão na temporada de 2001, quando ele conquistou o segundo título de sua sequência arrasadora de cinco campeonatos consecutivos.

O carro é o chassi 211, que venceu o GP da Hungria e o GP de Mônaco naquele ano, e é equipado com um 3.0 V10 aspirado como os demais carros da época — e que, na opinião de muitos fãs, tinham o melhor ronco da F1 moderna.

screen-shot-2017-09-27-at-2-03-04-pm-1506535408

Ele será leiloado pela Sotheby’s em Hong Kong ainda neste ano, e está 100% funcional, pronto para ser usado nos eventos Corse Clienti da Ferrari. O preço? Estima-se que ele seja vendido por nada menos que US$ 4 milhões.

 

Este é o novo Audi e-tron

Audi e-tron FE04 #1 (Audi Sport ABT Schaeffler), Lucas di Grassi

Como acontece todo ano desde 2012, a Audi apresentou seu novo modelo e-tron de corrida. Mas desta vez, ele não é um R18 com motor V6 diesel, nem tem tração integral e muito menos se parece com um protótipo de Le Mans. O Audi e-tron de 2018 é um monoposto movido por um motor elétrico e uma transmissão de uma única marcha.

a1712114-medium-1506539590

Sim, o novo e-tron é o carro da Audi para a temporada 2017-2018 da Fórmula E. Na verdade, seu nome completo é Audi e-tron FE04, dando sequência à nomenclatura da Abt, que era a equipe parceira da Audi no campeonato elétrico. Com o ingresso da Audi na categoria, a equipe muda de nome e também acrescenta o e-tron ao nome do carro. Os pilotos serão os mesmos da Abt: Lucas di Grassi, o atual campeão, e Daniel Abt. O chefe da equipe agora é Allan McNish, o escocês que venceu Le Mans três vezes com os bólidos da marca alemã.

a1712138-medium-1506539648

O e-tron FE04 também é o primeiro carro de corridas da Audi desta nova fase pós-dieselgate, e é uma tentativa de limpar a imagem do Grupo Volkswagen após o escândalo dieselgate. A temporada de 2017-2018 começa em dezembro, com o e-Prix de Hong Kong, e terá uma etapa em São Paulo, em um circuito de rua montado no Sambódromo.

 

McLaren apresenta mula de testes do sucessor do F1

screen-shot-2017-09-28-at-8-57-13-am-1506603504

Sim, nós também encarávamos o McLaren P1 como o sucessor do F1, mas pensando bem, ele não tem muitas características de grã-turismo como o F1 tinha. Não dá, por exemplo, para levar mais de um passageiro, nem bagagem, e muito menos rodar sobre uma rua de paralelepípedos sem trincar suas vértebras.

A McLaren não considera seu BP23, também conhecido provisoriamente como Hyper GT, o sucessor direto do F1. Mas sejamos sinceros: além da pegada estradeira, ele também terá o mesmo layout do supercarro dos anos 1990, como mostram estas fotos de uma das mulas de testes do carro, reveladas pela McLaren nesta semana, e ainda pretende ser o McLaren mais veloz já feito. É uma descrição que se encaixa perfeitamente no F1, não?

screen-shot-2017-09-28-at-8-57-39-am-1506604839

Apesar de parecer um 720S por fora, por dentro a cabine é completamente modificada para acomodar o quadro de instrumentos no meio do painel e o banco do motorista em posição avançada e centralizada, exatamente como no F1, embora este protótipo não tenha bancos extras.

screen-shot-2017-09-28-at-8-57-27-am-1506604813

Segundo a McLaren esta mula de testes foi criada para estudar “diferentes soluções de ergonomia” para o BP23. E embora não aparente ter nada do que veremos na versão de produção do carro, é bem provável que ele retenha o quadro de instrumentos adaptativo do 720S. Na foto do interior também é possível ver que os retrovisores que parecem imensos vistos de frente, na verdade são os mesmos retrovisores do 720S, porém com câmeras instaladas sobre eles e uma nova capa cobrindo tudo. As câmeras fornecem a imagem para dois displays na cabine.

screen-shot-2017-09-28-at-8-57-59-am-1506605246

O BP23 ainda não tem data para ser lançado, mas a McLaren já declarou que ele terá apenas 106 unidades distribuídas em todo o mundo.