A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Seguradoras deixam de vender seguros de automóveis no Rio de Janeiro, Fiesta ganha cara nova (mas não muito), Ferrari 488 Speciale pode ter vazado e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Motoristas do Rio de Janeiro não poderão contratar seguro para seus carros

bybqt5h16sgkiho56mimz1k06

Entre as variáveis consideradas pelas seguradoras para definir o valor de suas apólices está a localização em que o veículo passa a noite e transita diariamente. Se for uma área com um alto índice de sinistros o preço sobe, se for uma área de baixo risco, o preço desce. Simples assim. Mas a crise na segurança pública do Rio de Janeiro atingiu níveis tão alarmantes que as seguradoras decidiram simplesmente deixar de oferecer o serviço para residentes na Cidade Maravilhosa.

Goleiro do Botafogo teve seu carro roubado no RJ

A apuração é da revista Exame, que teve acesso a comunicados enviados por grandes empresas do setor a seus corretores locais. O comunicado diz que veículos cadastrados com endereços do Rio de Janeiro não estão mais elegíveis para seguro de automóveis. Ainda segundo a Exame, mesmo os veículos já segurados serão impedidos de renovar a apólice, caso não tenham renovação automática. Uma das empresas disse à revista que a suspensão é temporária e as vendas de seguros retornarão assim que a situação de violência no estado melhorar. As demais empresas negam haver restrições, apesar do comunicado obtido pela revista.

 

Ford revela facelift do Fiesta, que chega às lojas em dezembro

ford-fiesta-2018-1511382553684_v2_1920x1

Durou pouco a política da Ford em unificar seus modelos no mundo todo. Enquanto a Europa ganhou uma nova geração do Fiesta, a América (e isso inclui os EUA) terá que se contentar com o facelift da atual geração, que foi apresentado hoje pela Ford.

ford-fiesta-2018-1511382545096_v2_1920x1

 

Como havíamos visto há cerca de um mês em imagens publicadas na internet, as mudanças se limitam à dianteira do modelo, que ganhou apenas um novo para-choques redesenhado e uma nova grade. Por dentro o painel não foi atualizado como o do EcoSport, com material mais refinado e tela multimídia destacada. Ele continua com o mesmo desenho, porém agora tem um novo sistema multimídia no topo do painel.

ford-fiesta-2018-1511382561013_v2_1920x1

Os motores também permanecem os mesmos 1.6 16v Sigma de 128 cv e 16 kgfm e 1.0 EcoBoost de 125 cv e 17,3 kgfm — nada do 1.5 de três cilindros que equipa o EcoSport por aqui. O que mudou foi apenas a versão equipada com o EcoBoost. O motor turbo antes era oferecido como topo de linha na versão Titanium, mas agora ganhou uma versão própria chamada Style, posicionada entre a Titanium e a SEL. O câmbio continua o polêmico Powershift com embreagem dupla.

ford-fiesta-2018-1511382592928_v2_1920x1

Os preços, versões e equipamentos ficaram da seguinte forma:

Fiesta SE 1.6 manual – R$ 56.690: ar-condicionado, direção elétrica, travas elétricas, retrovisores e vidros dianteiros elétricos, sistema multimídia SYNC 1, sensor de estacionamento traseiro, farol de neblina e computador de bordo.

Fiesta SE Style 1.6 manual – R$ 59.590: acrescenta rodas de liga leve de 16 polegadas e acabamento preto na grade dianteira, retrovisores e molduras dos faróis de neblina.

Fiesta SE 1.6 automático – R$ 62.390: acrescenta sistema multimídia SYNC 3, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, vidros elétricos nas portas traseiras e comando remoto dos vidros.

Fiesta SEL 1.6 manual – R$ 61.090/ automático – R$ 65.390: acrescenta ar-condicionado digital e rodas de liga leve de 15 polegadas.

Fiesta Style Ecoboost automático – R$ 69.790: mesma lista de equipamentos da versão 1.6 Style.

Fiesta Titanium 1.6 automático – R$ 71.190: acrescenta à lista do SEL rodas de 16 polegadas, luzes diurnas de LED e lanternas traseiras parcialmente de LED

Fiesta Titanium Plus 1.6 automático – R$ 75.190: acrescenta bancos de couro, airbags laterais, de cortina e de joelhos, sistema keyless com partida por botão, sensor crepuscular, sensor de chuva e retrovisor eletrocrômico.

 

Será esta a a Ferrari 488 Speciale?

Ferrari-488-GTO-Spy-Shot-

Como faz desde meados dos anos 1990, a Ferrari já está trabalhando na versão “semi-pista” da 488 GTB, que será a sucessora da 458 Speciale. Até agora o carro ainda não foi visto, mas esta foto publicada pelo site Motor.es mostra duas 488 estacionadas em uma garagem, com um visual um pouco diferente daquele que conhecemos. Seria esta a primeira imagem da 488 Speciale?

Não é preciso observar muito tempo a foto para notar o para-choques dianteiro com elementos em preto e tomadas de ar maiores, ou os faróis com máscara negra — um recurso quase clichê em variações mais radicais dos esportivos. Já faz algum tempo que se especula que a 488 Speciale será chamada de 488 GTO por inspiração da 288 GTO, da mesma forma que a 488 GTB foi inspirada pela 308 GTB, mas nós achamos isso pouco provável (apesar de achar que seria legal ter o GTO de volta). O motivo? Bem, a 488 conversível não foi batizada de 488 GTS como a 308 GTS, e a sigla GTO não foi sequer cogitada para ser usada no especial da F12, que acabou batizado de F12TdF.

Até hoje somente três Ferrari foram agraciadas com a sigla de Gran Turismo Omologata — duas delas especiais de homologação, e uma versão hardcore da 599. Não que a 488 Speciale não vá ser um carro especial: o 3.9 V8 biturbo deverá ir além dos 700 cv e dos 82 kgfm de torque, mas será merecedora da sigla GTO?

 

Mini Buggy irá disputar o Rally Dakar

MINI-Dakar-1

É claro que não estou falando do Fapinha. Trata-se de um Buggy que foi fabricado pela Mini para disputar o rali sul-americano. Na verdade, seu nome é Mini John Cooper Works Buggy e ele não se parece nem com um buggy, nem com um Mini. Especialmente se você der uma olhada no cofre do motor.

O que você encontrará por lá é um seis-em-linha diesel de 3 litros da BMW, que produz 340 cv e 81,42 kgfm e está montado sobre uma estrutura tubular que forma o chassi do carro. Tudo é coberto por uma carroceria meio disforme, desenvolvida em “colaboração com a Mini Design” e feita de plástico reforçado por Kevlar e fibra de carbono. Ele irá disputar o rali ao lado do JCW Rally, baseado no Countryman JCW, porém feito sobre um chassi tubular e com suspensão de curso longo.

 

Volkswagen deixa de vender o Jetta Trendline

Novo-Jetta-Trendline_-620x413

A Volkswagen ainda não revelou os preços do Polo Sedan, digo, do Virtus, mas uma mudança em seu site nesta semana pode nos dar uma pista sobre ele. A marca não oferece mais o Jetta Trendline, a versão de entrada do sedã médio. Ela partia de R$ 88.225 equipada com o câmbio manual e R$ 93.915 com câmbio automático. Além de estar prestes a sair de linha, a mudança pode indicar que o Virtus deverá chegar perto do preço inicial do Jetta Trendline, especialmente quando equipado com todos os opcionais.

O Polo TSI 200 pode chegar aos R$ 76.500 se você selecionar todos os equipamentos extras oferecidos. Com o sedã, que deverá ser aproximadamente R$ 5.000 mais caro, há uma possibilidade real de que ele chegue aos R$ 85.000 em sua configuração completa. Assim, uma forma de não atrapalhar as vendas do Virtus com a possibilidade de levar um carro maior e mais potente por uma pequena diferença de preço (que ainda poderia ser diluída no financiamento), seria matar a versão de entrada do Jetta.

Com isso, o Jetta agora parte de R$ 94.190 na versão Comfortline, oferecida com o mesmo 1.4 TSI de 150 cv da versão Trendline e do Golf, combinada ao câmbio Tiptronic de seis marchas.

Matérias relacionadas

O fim da gasolina mais barata do mundo?

Leonardo Contesini

Esta Ford Transit com motor V6 biturbo de 550 cv foi a mula de testes do Jaguar XJ220

Dalmo Hernandes

Este BMW 330i Motorsport E46 tem apenas 65.000 km rodados e está à venda

Dalmo Hernandes