A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Notícias

Subaru anuncia recall de quase 2.400 unidades no Brasil para substituição dos “airbags mortais” da Takata

A Subaru anunciou nesta semana o recall de 2.371 unidades de cinco de seus modelos vendidos no Brasil. O motivo é uma falha na vedação da estrutura do insuflador do airbag do passageiro, fabricado pela Takata.

Com a falha da vedação pode haver infiltração de umidade que, em caso de acidentes, pode ocasionar uma força de deflagração acima da especificada, o que pode romper a estrutura metálica do airbag, lançando fragmentos contra os passageiros — o que pode causar ferimentos graves ou até mesmo fatais.

Os modelos envolvidos são:

Forester 2.0 e 2.5 turbo fabricados entre 26 de março e 23 de dezembro de 2008 – chassis 9G015311 a 9G068570

Impreza WRX STI fabricados entre 9 de fevereiro e 9 de dezembro de 2008 – chassis 8G030360 a 9G056298

Impreza Hatch 1.5 fabricados entre 30 de novembro de 2007 e 22 de setembro de 2008 – chassis 8G022074 a 9G052224

Impreza WRX 2.5 Sedan e Hatch fabricados entre 31 de outubro de 2007 e 19 de dezembro de 2008 – chassis 8G018484 e 9G002414 a 9G056674

Impreza 2.0 Sedan e Hatch fabricados entre 3 de dezembro de 2007 e 19 de dezembro de 2008 – chassis 8G022267 a 8G040273 e 9G002406 a 9G056680

 

Entenda o problema

O airbag funciona pela rápida liberação de nitrogênio ocasionada pelo aquecimento de trinitreto de sódio, também conhecido como azida de sódio. Quando o sistema detecta uma desaceleração superior ao limite designado pelos engenheiros do sistema, uma esfera metálica fecha um circuito elétrico, que induz uma corrente elétrica na carga de azida de sódio, aquecendo-a e causando sua detonação. Essa detonação libera o nitrogênio que infla a bolsa em uma fração de segundo.

bolsas-de-airbags

O detonador e o trinitreto ficam alojados em uma cápsula metálica projetada para não se deformar nem abrir durante a detonação. Porém, com a infiltração de umidade e o subsequente aumento da energia liberada na detonação, essa cápsula metálica acaba explodindo junto com a carga contida, lançando estilhaços de metal durante a deflagração da bolsa.  Ela explodiu em uma série de veículos e causou lesões sérias em pelo menos 169 pessoas e matou outras duas.

Matérias relacionadas

Marginais Pinheiros e Tietê terão limite de velocidade reduzido de 90 km/h para 70 km/h

Leonardo Contesini

Lamborghini ainda não desistiu de lançar um sedã

Leonardo Contesini

Volkswagen lança novos Gol Track, up! Track e CrossFox Urban (?) White

Leonardo Contesini